Cleide Coutinho resolve: será candidata a uma cadeira na Assembleia Legislativa

Tão logo retorne de São Paulo, onde foi tratar um problema na vista, a ex-deputada estadual Cleide Coutinho, mulher do recém-falecido deputado estadual Humberto Coutinho, presidente da Assembleia Legislativa, deve anunciar sua candidatura a uma vaga no parlamento maranhense. O anúncio da sua decisão de se candidatar confirmará sua ascensão ao comando do grupo político liderado por Humberto Coutinho, e tranquilizará uma série de aliados de peso – como o prefeito de Tuntum e presidente da Famem, Cleomar Tema (PSB) -, que já manifestaram interesse em apoiá-la.

Cleide Coutinho é a herdeira natural do cacife político e eleitoral – cuja consolidação deve muito ao seu trabalho firme ao lado do marido, vale dizer – e caberá a ela conduzir o grupo Coutinho no delicado processo de transição pós-morte do líder principal. Em princípio, ela teria dito que não queria ser candidata, mas depois de avaliar a situação do grupo, que mergulhou orfandade diante do enorme vazio de comando deixado pelo deputado-presidente, Cleide Coutinho decidiu entrar na corrida como herdeira politica e eleitoral do marido. Com a decisão, além de assumir incontestavelmente a liderança da família, e assumirá também o controle do grupo político, que envolve de diversos prefeitos e vereadores da região.

Cleide Coutinho é médica, foi deputada estadual e sempre foi mão firme e ativa ao lado de Humberto Coutinho. Nascida no Rio Grande do Norte, formou-se na Universidade federal da Bahia, onde conheceu o também estudante de medicina Humberto Coutinho. Foi o esteio do marido na construção de um grande grupo empresarial, que inclui hospitais, faculdades e criação de gado, entre outras atividades. Nada mais natural que assuma o comando do grupo e mantenha a influência política que ajudou a construir.

Do blog reportertempo

 

Cleide Coutinho sofre infarto

Ex-deputada Cleide foi submetida a um catetrismo

Ex-deputada Cleide foi submetida a um cateterismo

A ex-deputada Cleide Coutinho, presidente do GEDEMA , sofreu um infarto no último domingo (15) quando se encontrava em São Paulo, acompanhando o marido, deputado Humberto Coutinho, que, na última quarta-feira, 11, submeteu-se a cirurgia de reconstrução do trato intestinal.

Cleide encontrava-se no Hospital Sírio-Libanês (onde Humberto está internado, recuperando-se da cirurgia realizada na quarta-feira), quando se sentiu mal. Ela foi imediatamente submetida a exames, sendo diagnosticada a obstrução da coronária anterior descendente, caracterizando-se o infarto.

A ex-deputada submeteu-se a um cateterismo, ocasião em que lhe foi implantado um stent. A evolução de seu estado de saúde é satisfatória, conforme informações da equipe do cardiologista Roberto Kalil Filho, que comandou o procedimento cirúrgico. Cleide está em um apartamento do sétimo andar do Sírio-Libanês.

O deputado Humberto Coutinho tem alta médica prevista para esta segunda-feira, mas permanecerá em São Paulo, acompanhando a esposa, e domingo retornará a São Luís. O parlamentar reassume a Presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão na próxima segunda-feira (23).

Notas desta segunda-feira (5)

dinheiro-voandoCaixa vazio

Diferente do que a mídia sarneysta propaga de “estado organizado” e “caixa cheio”, o novo governo encontrou apenas R$ 24 milhões em caixa. Somente de uma dívida de empréstimo para ser pago nos próximos dias que sabe-se-lá qual a destinação deste dinheiro.

Orçamento contingenciado

Um contingenciamento está sendo preparado pelo governo Flávio Dino. Como o atual governo só teve acesso aos dados do governo no dia 02, ainda está formulando o contingenciamento. As informações financeiras do governo deverão ser divulgadas em entrevista coletiva até o final desta semana.

 

Excesso de Terceirizações

Detran é uma farra de terceirizações irregulares

Detran é uma farra de terceirizações irregulares

O governo atual extinguiu 18 cargos das secretarias extraordinárias. Embora pareça que foram poucos cargos extintos, em vários órgãos existe uma proliferação de terceirização de mão de obra terceirizada. No Departamento Estadual de Trânsito, por exemplo, o contrato de terceirização tem uma sentença negativa de 2013 da Justiça do Trabalho com multa diária de R$ 10 mil por cada servidor contratado de forma terceirizada. A dívida já chega a R$ 1,127 bilhão. Também é terceirizado grande parte dos serviços da secretaria de Fazenda e até os monitores do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. O combate às contratações precárias será uma meta da nova gestão.

Prestigiado

possesecretários

Edivaldo empossa novos secretários

A posse do novo secretário de comunicação de São Luís, Batista Matos, foi muito prestigiada. O auditório da prefeitura ficou pequeno para tantas pessoas tentando acompanhar a posse. Os secretários João Batista de Sá Ayres (Meio Ambiente) e Marlon Botão (Cultura) também tomaram posse. Uma das propostas do secretário Batista Matos é trabalhar a comunicação participativa, aproximando a gestão da população. Também estiveram presentes na cerimônia, o secretário estadual, Márcio Jerry (Articulação Política), o senador eleito Roberto Rocha e o presidente da Câmara Municipal, Astro de Ogum.

Recuperando-se

cleideA Deputada Cleide Coutinho (PSB) informou recebeu o diagnóstico de lesão do manguito rotador síndrome do impacto no ombro esquerdo, cujo tratamento indicado é a sutura da lesão mais acromioplastia. Aos nossos leitores e à deputada nossas desculpas pela informação imprecisa, que agora corrigimos. Pela correção enviada, a Deputada que também é médica está se recuperando bem, pois assim que leu a notícia no blog ligou fazendo questão da imediata correção da informação.

Cleide Coutinho passa por cirurgia no ombro

Humberto acompanha Cleide. O tratamento deverá durar uma semana.

Humberto acompanha Cleide. O tratamento deverá durar uma semana.

A deputada estadual Cleide Coutinho (PSB), será submetida nesta segunda-feira (05), à cirurgia para sutura da lesão do manguito rotador. A deputada vem sentindo fortes dores no ombro esquerdo, após queda causada por “um drible” de uma mala mal conduzida no aeroporto, o que ocasionou lesão dos ligamentos da bursa, mais conhecida como bursite.

Esta lesão é a mesma que vitimou, anos atrás, o ex-presidente Lula que dava sinais em público do sofrimento causadas pelas dores. Na época, o então presidente submeteu-se a cirurgia e sessões de fisioterapia e infiltrações.

O deputado estadual eleito Humberto Coutinho (PDT), até o momento candidato único à Presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão, acompanhará a esposa Cleide Coutinho durante a cirurgia e o tratamento pós-operatório, previstos para durarem uma semana.

Humberto Coutinho em plena recuperação

cleideA deputada estadual Cleide Coutinho destacou a recuperação do marido e ex-deputado Humberto Coutinho, que em plena recuperação deverá mesmo concorrer a deputado estadual este ano.

Cleide fez um grande agradecimento a todos os deputados governistas, oposicionistas, políticos e admiradores que se solidarizaram com Humberto. Ela destacou também o pré-candidato ao governo, Flávio Dino, garantindo que a família Coutinho continua firme na oposição. “Eu quero agradecer de maneira especial ao carinho do Flávio Dino, nosso amigo, que naqueles momentos de dor mostrou que não era só correligionário, que não tinha interesse só no apoio de Humberto”, afirmou.

Em um discurso emocionado, Cleide disse que Humberto foi abençoado por ainda em vida, ter recebido homenagens e saber o quanto é importante para o Estado. “Humberto é reconhecido hoje, cada vez mais como uma pessoa que tem valor em nosso Estado e eu dizia pra ele, na hora em que ele estava sofrendo muito, pessoas existem e a maioria é assim, que só sabem o que são, depois que morrem. E Deus deu, a nós, da família Humberto Coutinho, Deus deu a ele, através da dor, não foi de graça, mas deu a ele essa graça também de saber o quanto ele é querido, o quanto ele é respeitado”, pontuou.

 

 

Cinco deputados já definiram que não buscam a reeleição

Eliziane tentará o governo do Estado ou uma vaga na Câmara federal.

Eliziane tentará o governo do Estado ou uma vaga na Câmara federal.

Cinco deputados já estão definidos com relação à 2014 para não tentar nova eleição para a Assembleia Legislativa e ainda existem outros indefinidos que também podem tentar. Eliziane Gama (PPS), Rubens Júnior (PCdoB), Zé Carlos (PT), Cleide Coutinho (PSB) e Tatá Milhomem (PSD) não se candidatarão novamente a deputado estadual.

Eliziane Gama (PPS) tenta se viabilizar como candidata ao governo do estado e articula coligações com partidos como o PSDB. Caso sua candidatura ao governo não se viabilize, ela tentará uma vaga na Câmara Federal.

Definidos para disputar uma vaga na Câmara Federal já estão os deputados Zé Carlos (PT) e Rubens Pereira Jr. (PCdoB). Dificilmente mudarão de ideia, porém não é impossível, um convite para que Zé Carlos possa disputar como vice na chapa de Luís Fernando (PMDB) ao governo do estado.
Fora da reeleição e da disputa política de cargos eletivos devem ficar Tatá MIlhomem (PSD) e Cleide Coutinho (PSB), o primeiro vem demonstrando sinais de fadiga com a rotina parlamentar e a socialista vai abrir mão da vaga para entrada na disputa do seu marido e ex-prefeito de Caxias, Humberto Coutinho (PDT). A atuação dos dois pode ficar restrita aos bastidores e a nível municipal, ou até mesmo aposentadoria.
Rubens Júnior será candidato a deputado federal.

Rubens Júnior será candidato a deputado federal.

Além destes cinco casos com maior definição, existem mais quatro que dependem do cenário e do desdobramento dos fatos, como por exemplo, a indicação por volta de setembro e outubro da vaga de conselheiro do TCE. Como será uma indicação da Assembleia e escolha do executivo estadual, os deputados César Pires (DEM), Rogério Cafeteira (sem partido), Max Barros (DEM) e até o presidente da Assembleia Arnaldo Melo (PMDB) estão no páreo.

Tatá Milhomem: aposentadoria da política.

Tatá Milhomem: aposentadoria da política.

Arnaldo Melo, aliás, pode assumir o governo do Estado, mandato “tampão”, caso a atual governadora seja afastada para concorrer ao senado ou seja cassada no processo que tramita no TSE.

O deputado Hélio Soares (PP) tem declarado que disputa uma vaga no Senado: “Está definido por mim”, decreta. Mas as afirmações de Hélio podem ser apenas um blefe e ele concorra à reeleição.
Com informações do jornalista Marcus Saldanha.