Prefeitura de Barra do Corda apresenta o Programa de Avanços na Educação para melhorar IDEB

Auditório ficou lotado durante lançamento de programa que deverá melhorar índices de educação de Barra do Corda

Com o objetivo de melhorar os índices educacionais de Barra do Corda, a prefeitura municipal lançou o PAE (Programa de Avanços na Educação). Na oportunidade, o prefeito Eric Costa (PCdoB) anunciou um pacote de benefícios para estudantes de todas as idades e professores.

Para os estudantes, a prefeitura está ofertando um Reforço Escolar gratuito, com aulas das disciplinas de Português e Matemática, por doze horas semanais. Além disso, outra oportunidade para os jovens cordinos que desejam ingressar em uma Universidade é o Cursinho Preparatório para o Enem, com professores especialistas.

Os professores também serão contemplados no PAE. Pelo programa recém-lançado, serão oferecidos cursos de formação continuada, em parceria com o Instituto Federal do Maranhão (IFMA), campus Barra do Corda, para capacitar e atualizar constantemente os educadores da rede municipal de ensino. Como incentivo, a prefeitura oferecerá bonificações e gratificações para os professores, a partir de resultados obtidos em sala de aula.

Com essas propostas, a intenção da gestão municipal é a de melhorar a nota medida pelo IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é um parâmetro desenvolvido pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC), para aferir os resultados dos ensinos em todo o país.

Para que o planejamento municipal dê certo, o prefeito Eric Costa disse que espera contar com a colaboração de todos, já que a aferição é feita a partir de provas aplicadas com os alunos. “Nossa missão é firmarmos um compromisso com vocês, pais, alunos, para que nós possamos colocar em prática tudo isso que nós planejamos e estamos apresentando a todos vocês. Nós temos que ser realistas e sabemos que há um caminho distante entre sonhar, planejar e realmente realizar. Para que possamos executar esse projeto, nós dependemos de cada um de vocês”, afirmou o gestor, durante discurso de lançamento do PAE.

Eric Costa, em sua fala, destacou vários exemplos nos quais a Educação é um agente de transformação social e de como ele planeja que ações como esta sejam intensificadas em Barra do Corda. Para ele, só uma Educação de qualidade é capaz de transformar vidas.

Além do programa lançado na última sexta, o município já vem recebendo investimentos com a implantação de escolas em tempo integral, novas escolas sendo construídas, contratação de mais profissionais da Educação e alunos com uniformes novos.

OPORTUNIDADES

O pacote de benefícios do PAE também foi estendido a todos os cidadãos. A prefeitura de Barra do Corda oferecerá, também, o curso preparatório para concursos, gratuito, para preparar aqueles que irão disputar uma concorrida vaga no serviço público.

Eric Costa lembrou alguns exemplos de pessoas que lutaram para passar em concursos e a partir da aprovação mudaram as suas vidas e de seus familiares. Ele destacou que, também, o Governo do Estado já anunciou várias oportunidades de concursos públicos e seletivos e que os cidadãos cordinos precisam estar preparados.

Prefeitura lança sistema de avaliação e metas para melhorar o IDEB de São Luís

O prefeito Edivaldo lançou, nesta quarta-feira (28), o programa “Educar Mais: Juntos no Direito de Aprender”, que entre outras ações e projetos vai implantar o Sistema Municipal de Avalição de São Luís, fortalecer os programas da formação continuada e atualizar a proposta curricular da rede municipal de ensino. A implantação do Sistema de Avalição é uma das mais fortes ações do programa que está sendo feito em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAEd/UFJF).

Leia também: Educação de São Luís tem destaque positivo no Ideb

Ao falar da importância do programa, o prefeito Edivaldo destacou que ele consiste em um novo sistema de avaliação da rede pública municipal, com metas definidas e que vai permitir acompanhar, de forma individual, cada aluno. “A meta do programa é melhorar o nosso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), que já vem em uma curva crescente, e continuar investindo na educação na nossa cidade”, disse o prefeito que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, do vice-prefeito, Julio Pinheiro e do secretário de Educação, Moacir Feitosa.

Edivaldo completou dizendo que a Prefeitura já vem investindo forte na melhoria da estrutura física das escolas, na valorização dos profissionais da educação e que o programa vem somar na gestão. Ao falar para um auditório lotado de professores, gestores, coordenadores, funcionários e técnicos da Secretaria Municipal de Educação (Semed), o prefeito conclamou a todos a se engajar nesse que é um projeto que trata melhorias para todos.

“Esta é mais uma ação positiva que estamos lançando em nossa gestão. E nós temos investido, mesmo com todas as dificuldades. Tenho dito a Moacir (Feitosa) que a Educação é a principal prioridade do nosso governo, a educação em primeiro lugar”, reforçou o prefeito. “Esse programa que estamos lançando precisa contar com o apoio de todos para atingirmos as metas desejadas”, acrescentou o prefeito.

Avaliação

O sistema de avaliação implantado a partir do programa visa a consolidação de uma cultura de avalição na rede pública de ensino, baseada em princípios fundamentais, tais como descentralização, gestão participativa, formação continuada, que vão permitir a elevação da qualidade educacional, construída na coletividade e demarcada por indicadores educacionais bem definidos.

A data para a primeira avaliação já está marcada, será dia 16 de agosto. “A parte mais complexa, do ponto de vista da operacionalidade, começa a partir de agosto, quando será feito o primeiro diagnóstico. Em 15 dias nós já teremos a avaliação e, a partir daí, estaremos reunidos para fazermos o planejamento das intervenções, conforme determinação do prefeito Edivaldo”, explicou o secretário Moacir Feitosa.

Câmara Municipal fará audiência com secretário Moacir Feitosa

A Câmara Municipal de São Luís aprovou nesta segunda-feira (3) requerimento de autoria do vereador Marquinhos (DEM), convidando o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, para uma audiência pública. O requerimento chegou a ter dois pedidos de vista, mas ontem foi aprovado.

O convite é uma forma mas cortês de chamar um secretário para prestar esclarecimentos e não tem a mesma força da convocação, pela qual o secretário é obrigado a comparecer. Mas como de praxe, o gestor é primeiro convidado e em caso de não comparecimento é convocado.

Como o requerimento foi aprovado, o normal é que Moacir já tenha acertado com a base seu comparecimento. O tema da audiência diz respeito a início do ano letivo de 2017, carga horária, lista de espera educacional e número de alunos matriculados nos últimos anos em São Luís.

Na semana passada, o teto de uma as salas de aula da escola Darcy Ribeiro, no Sacavém, desabou. O prefeito visitou o local e anunciou a reforma. Logo em seguida, anunciou obras em 100 escolas da capital.

Investimento para diminuir a necessidade de Funacs e presídios

O governador Flávio Dino entregou nesta terça-feira (17) ônibus escolares obtidos com recursos do FNDE a 18 municípios. Em outubro do ano passado foram entregues 45 ônibus, com investimento de R$ 11,7 milhões. Foram contemplados os 30 municípios com menor IDH e os que por critério técnico tem mais necessidade, como zonas rurais afastadas e um acesso mais difícil para os estudantes.

Ao entregar os veículos e destacar os investimentos na educação como Escola Digna, eleições diretas, concurso para professores, UemaSul e Iemas, o governador fez uma associação à crise carcerária no país e as polêmicas sobre a Funac no Maranhão.

“Temos visto a crise do sistema carcerário no país marcada por degolas. Existe a tentação de respostas fáceis. Mas há um limite onde a sociedade não acha alternativas imediatas. Existem limites práticos e técnicos. Ninguém quer na sua vizinhança penitenciária ou Funac. Mas acreditamos que existe solução a longo curso e sustentável. Todos nós repetimos que é preciso investir na educação, mas na labuta do dia a dia é difícil porque a educação não produz resultados imediatos. A entrega destes ônibus é singela, mas é simbólica pr dar o acesso físico à escola”, afirmou o governador.

A infeliz declaração de Elizabeth contra o programa Leite na Escola

elizanethA presidente do Sindicato dos professores da rede municipal de São Luís, Elisabeth Castelo Branco, foi extremamente infeliz em uma colocação que fez à rádio Mirante AM. Acreditando que é utilizado recursos da secretaria de educação para compra de leite do programa Leite na Escola e este recurso poderia ser utilizado para aumentar os salários dos professores, a professora Elizabeth foi muito dura com um programa fundamental para a nutrição das crianças.

“Se perguntassem para mim e se eu fosse secretária de educação, eu sou contra o leite. Escola não é lugar para dar leite. Não tem nada a ver. Acho que teria que ser outro projeto, mas não da educação. Aí é que percebo: sabe qual é o momento que dá mais pai na escola? É na hora de buscar o leite. Por isso eu sou contra”, afirmou.

Além da desumanidade com milhares de crianças beneficiadas com o programa, a professora Elizabeth mostra desconhecimento técnico, já que o programa do leite não é da secretaria de educação e não utiliza recursos da mesma. Ainda que fosse da Semed, a concepção atual de educação pressupõe a atenção integral ao estudante, inclusive dando condições para que ele aprenda da melhor forma, o que implica em alimentação.

O que a secretaria de educação faz é uma parceria com a secretaria de segurança alimentar para que o leite possa chegar às famílias dos alunos.

No mundo de Elizabeth, se não houvesse a entrega do leite os pais iriam estar nas escolas reivindicando melhorias e não indo receber o leite. É justamente o contrário. Graças ao programa, os pais estão nas escolas pelo menos uma vez por mês para receber o leite e aproveitam a oportunidade para uma conversa sobre a vida escolar dos seus filhos. Quando não existia o programa, a visita dos pais às escolas era ínfima.

A presidente do Sindicato mostra que não conhece tão bem a realidade do dia-a-dia da educação municipal, que ela diz tanto defender.

Governo empossa novos secretários e diretora do Detran

Solenidade de posse dos novos secretários de estado (1)

O governador Flávio Dino empossou três novos secretários de Estado, em solenidade no Palácio dos Leões, na manhã desta segunda (7). Passam a compor a equipe de governo a advogada Larissa Abdalla Brito, na diretoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MA); Felipe Camarão, na pasta da Educação; e Antônio Nunes, na Secretaria de Governo. Os gestores têm a missão de dar continuidade aos programas de Governo, fortalecendo as ações estratégicas e políticas públicas.

O potencial de gestão dos novos secretários foi pontuado pelo governador. Ele agradeceu o empenho dos antigos titulares das pastas e destacou ser este um processo em curso desde o início de sua gestão, com fins ao aprimoramento e qualificação das ações do Governo. “Presto todo o agradecimento aos que estiveram conosco e puderam contribuir com a gestão nesse período e tenho a satisfação em poder incorporar estes nomes à equipe de Governo. Este momento de posse mostra o espírito que precisamos ter, que é de união de mulheres e homens para enfrentarmos os problemas e chegar ao êxito das missões”, reiterou o governador.

A advogada Larissa Abdalla Brito ressaltou o simbolismo que envolve a posse no novo cargo. Ela é a primeira mulher a assumir o comando do Detran e se disse lisonjeada e surpresa com o convite. “Estamos às vésperas do Dia Internacional da Mulher fortalecendo ainda mais o simbolismo desta data. Fiquei surpresa e aceitei pelo desafio que representa, apesar da imensa responsabilidade que agrega o cargo. Por essa oportunidade me sinto representando a competência e o profissionalismo de todas as mulheres”, disse.

Ela destacou o prosseguimento ao trabalho da gestão anterior. “Todos os projetos e medidas exitosas que vinham sendo realizadas serão mantidos e o que puder ser melhorado e ampliado, será. Assumo esse cargo tendo como pensamento o empenho e a dedicação incessante com fins a alcançar o êxito”, concluiu. Larissa Brito tem vasto conhecimento na área, estando há 22 anos militando no setor e exerce ainda função de conselheira Estadual de Trânsito há 15 anos. Ela assume em lugar de Antônio Nunes.

Ao dar posse a Felipe Camarão, que deixou a Secretaria de Governo para assumir a Educação, o governador Flávio Dino ressaltou “a firmeza de propósitos na busca pelos resultados” como norte à sua escolha.

Edivaldo empossa novos secretários de Educação, Comunicação e IPAM

edivaldonovossecretarios

Maria José (IPAM), prefeito Edivaldo, Moacir Feitosa (Educação) e Conceição Castro (Comunicação)

Como o Blog antecipou em primeira mãos ainda em setembro do ano passado e cravou novamente há duas semanas, o prefeito Edivaldo antecipou as saídas dos secretários municipais Batista Matos (Comunicação), Raimundo Penha (Instituto da Previdência) e Geraldo Castro (Educação), que irão concorrer nas eleições de outubro deste ano.

Acabam de assumir as pastas os novos titulares. Conceição Castro, que era adjunta, passa a ser a secretária de Comunicação do município. O IPAM passa a ser presidido pela advogada e pedetista Maria José, da Escola de Governo. Moacir Feitosa volta a chefiar a secretaria de Educação.

Através das redes sociais, o prefeito agradeceu a contribuição dos secretários que deixam as pastas e desejou sucesso aos novos titulares, “tendo como meta o compromisso de fazer sempre o melhor por nossa cidade e população”.

Compromisso com a informação

Quando este Blog com exclusividade anunciou as mudanças, foi acusado pelos secretários de estar “conspirando” por suas quedas. Mas, novamente, mostra que neste espaço a prioridade é para a informação correta, independente dos interesses de “A” ou “B”. Por isso trabalha com apuração criteriosa e com as fontes mais confiáveis dentro dos círculos do poder. Compromisso comprovado com a efetivação das mudanças que os leitores foram informados há mais de cinco meses.

Ações do Detran-MA reduzem número de acidentes de trânsito este ano

Lei SecaDe janeiro a setembro deste ano caiu em 22% o volume de indenizações pagas por mortes no trânsito no Maranhão, em relação ao mesmo período do ano passado. Foi a segunda maior redução ocorrida entre os nove estados do Nordeste, ficando abaixo apenas da taxa registrada em Sergipe, que apresentou uma queda de 32,09%. A redução de indenizações por mortes no trânsito no Maranhão superou, inclusive, a queda de 17,48% verificada na região Nordeste.

Os números foram apresentados esta semana pela Seguradora Líder, empresa responsável pela gestão do DPVAT, seguro obrigatório pago a vítimas de acidentes de trânsito ocorridos em todo o país.

De acordo com o mesmo levantamento, no Brasil, o total de indenizações por mortes no trânsito, pagas de janeiro a setembro deste ano, caiu 17% em relação ao ano passado. O Maranhão, comparativamente, registrou assim uma redução bem maior que a média nacional.

“Este balanço do seguro DPVAT relativo a este ano, ainda que seja parcial, é o reflexo na prática da política de segurança pública implantada a partir de janeiro pelo governo Flávio Dino, especialmente a política voltada para a prevenção de acidentes de trânsito”, aponta o Diretor Geral do Detran-MA, Antonio Nunes. Para Antonio Nunes, o fortalecimento das campanhas educativas de trânsito e das operações de fiscalização da Lei Seca, tanto na capital quanto nas cidades do interior maranhense, é um dos principais fatores responsáveis pelo recuo das indenizações pagas a vítimas de acidentes no Maranhão.

Segundo dados da Coordenação de Educação para o Trânsito do Detran-MA, de janeiro a novembro deste ano, o órgão desencadeou 111 operações (39 em São Luís e 72 no interior) de fiscalização da Lei Seca, em parceria com a Companhia de Polícia Rodoviária Independente(CPRV Ind.) e Secretarias municipais de trânsito. Em 2014, ao longo de todo ano, apenas oito operações semelhantes foram realizadas pelo governo passado.

Nas operações Lei Seca realizadas este ano, mais de 10 mil veículos, entre carros e motos, foram abordados. Paralelamente, as ações de fiscalização abordaram também mais de 11 mil pessoas. Ao todo, as blitzen da Lei Seca passaram este ano por 37 cidades maranhenses. À exceção de São Luís e São José de Ribamar, todos os outros 35 municípios nunca haviam recebido operação de fiscalização com a estrutura atual.

Fiscalização e Educação

As blitzen da Lei Seca no Maranhão não se restringem às fiscalizações. Em paralelo ao trabalho feito por policiais militares e agentes municipais de trânsito, equipes de educação do Detran-MA, durante as operações, abordam os motoristas, entregando a eles e aos passageiros, folhetos educativos com os mais diversos temas relacionados à prevenção de acidentes de trânsito.

O Detran-MA tem buscado também a adesão de entidades públicas e privadas ao trabalho preventivo de acidentes de trânsito, a fim de potencializar a conscientização de condutores sobre os riscos da combinação álcool e direção.Ministério Público, Polícias Militar e Rodoviária, Secretaria de Estado da Saúde, Maçonaria, Prefeituras municipais são algumas das instituições parceiras na realização das blitzen de fiscalização e educação para o trânsito, coordenadas pelo governo do Estado.

“É essa combinação entre fiscalização efetiva e educação para o trânsito a grande responsável pela redução significativa de acidentes, destacada nesse balanço de indenizações pagas este ano pelo DPVAT”, avalia o diretor do Detran-MA, Antonio Nunes. “Estes números sinalizam que estamos na direção certa”, finaliza.

Assinada ordem de serviço para a reforma de 61 escolas

Foto2_KGE - Reforma escolas MaranhãoO governador Flávio Dino assinou nesta terça-feira (17) a ordem de serviço que prevê, nesta primeira etapa, intervenções estruturais em escolas de 39 cidades do estado. Ao todo, o Governo do Estado investe mais de R$ 98 milhões nesta etapa.

O governador ressaltou a importância do espaço escolar como um importante equipamento para o presente e para as futuras gerações. “A qualificação e valorização dos professores, o ensino de qualidade e uma estrutura adequada são pilares essenciais para o aprendizado”, afirmou Flávio Dino.

Na educação, o Governo do Estado investe em programas que vão desde a Educação Infantil até o Ensino Superior, como o programa ‘Escola Digna’ – que visa substituir escolas de barro por prédios de alvenaria –, a criação dos Institutos de Educação do Maranhão (Ensino Profissional), a implantação dos Núcleos de Educação Integral e a ampliação dos campi da Uema nos municípios maranhenses.

Até o dia 30 de janeiro as obras da primeira etapa serão concluídas e outras escolas passarão a integrar o cronograma previsto para a etapa seguinte de intervenções estruturais.

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), na primeira etapa, fará intervenções nos seguintes municípios: São Luís, Bacabal, Lago da Pedra, Zé Doca, Santa Inês, São Mateus, Igarapé do Meio, Pinheiro, Matinha, São Bento, Cândido Mendes, Alcântara, Carutapera, Bacurituba, Vitória do Mearim, Tutoia, Chapadinha, Itapecuru-Mirim, Belágua, Tuntum, Gonçalves Dias, Açailândia, Balsas, Riachão, Imperatriz, Porto Franco, João Lisboa, Gov. Edson Lobão, Presidente Dutra, Coroatá, Timbiras, Timon, Caxias, Peritoró, Icatu, Morros, Rosário, Axixá e São José de Ribamar.

Grande concurso para professores e eleição direta pra diretor: isso é mudança

educaçãoAções factíveis, sem grandes custos, mas com vontade política de verdade são capazes de mudar a educação. E com mudança na educação se muda a realidade de um estado de grandes desigualdades como o Maranhão. Duas ações começam a se concretizaram de forma mais intensa nesta semana e tiveram reconhecimento de personalidades do país. O lançamento do edital do concurso para professores do estado e a eleição de novos diretores para as escolas da rede estadual de ensino são atitudes que darão grande impacto na educação e no futuro do Maranhão.

O concurso para novos professores com ótimo salário é uma revolução no sentido de ter mais profissional para atender à demanda reprimida da população e motivados financeiramente. Do Rio de Janeiro, a professora Dulce Moura enalteceu a iniciativa do Governador Flavio Dino através das redes sociais. “Sou professora das redes públicas do Rio de Janeiro. Estamos longe desse piso inicial. Parabéns ao Maranhão!”, disse.

Da visão dos professores, muitos candidatos podem reclamar porque o concurso não permite a escolha do município para que cada um atue em seu município. mas é aí que está a mudança em favor dos que mais precisam.

O Maranhão está passando por uma transformação para tirar os municípios mais pobres da atual situação. É um pequeno sacrifício para os novos professores começarem atuando no interior, mas é preciso levar educação de qualidade com professores de alto nível justamente para estes municípios. Por isso, um salário condizente com carga horária de 40 horas.

Isto me faz lembrar que no início do governo Flávio, muitos aliados o questionaram o governador por fazer estradas e pontes que ligam pequenos municípios e povoados. “Com este dinheiro, poderia fazer o viaduto da Forquilha que é visível a muita mais gente e dá muito mais votos”, argumentavam. E Flávio retrucou: “de fato, eu ganharia muito mais votos. Mas se ninguém começar agora, nunca vamos acabar com a miséria do Maranhão”. E este o novo momento do estado vive. Um pouco de doação de todos para que o Maranhão possa sair do estado de miséria.

A outra ação que muda muito a escola pública do Maranhão é a eleição direta para diretores. Antes, os diretores eram indicados políticos, apadrinhados de deputados, desembargadores, secretários. Assim, a preocupação inicial do diretor era ser cabo eleitoral e depois pensar na educação. E pior, era indicado de acordo co sua capacidade eleitoral e não gerencial-pedagógica.

Agora, além de passar por eleição direta e ser um representante da comunidade escolar, os gestores passam por formação continuada e exame de certificação, por prova escrita. Serão diretores sem as amarras políticas e com capacitação suficiente para gerir a nova escola estadual.

Estes são apenas dois exemplos do novo momento da área em que o Maranhão mais precisa avançar. Associados ao programa Escola Digna, alfabetização de adultos e Bolsa Escola a mudança acontece.