Pesquisa em Pinheiro: Flávio Dino lidera com 52% contra 25% de Roseana

Flávio é favorito tambéḿ em Pinheiro

O instituto Econométrica realizou pesquisa de intenção de votos na cidade de Pinheiro e constatou a liderança folgada do governador Flávio Dino na princesa da Baixada. A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 22 de outubro.

Em um cenário com os principais nomes postos até o momento para a disputa, Flávio tem 52,4% das intenções de voto. Roseana aparece com 25,7% e Roberto Rocha 7,8%. Eduar do Braide tem 5,2% e Maura Jorge 0,7%. Outros 6,7% e não sabem ou não opinaram 1,5%.

Já em um confronto direto entre Roseana e Flávio Dino, o atual governador vence com 55,8% contra 32,3% da peemdebista. Outros 11,5% votariam nulo e 0,4% não sabem ou não opinaram.

Rejeição

No quesito rejeição, Roseana  é a vencedora. A ex-governadora é a mais rejeitada. 55,8% dos pinheirenses não votam na princesa da oligarquia Sarney. Flávio Dino é rejeitado por 26,4% e Roberto Rocha por 7,1%. Outros 3,3% disseram não votar em Maura Jorge e 2,6% rejeitam Eduardo Braide. Não sabem ou não responderam 4,8%.

 

Edivaldo nega debate sobre vice e garante foco no trabalho

Em entrevista ao programa Ponto Continuando, da Rádio Mais FM, falou sobre as intervenções de trânsito, em especial da intervenção entre a Avenida Guajajaras e a Lourenço Vieira da Silva. E foi questionado sobre o boato de que seria candidato a vice-governador na chapa do governador Flávio Dino.

Edivaldo foi enfático ao falar sobre o foco no trabalho na prefeitura. “O Governador é amigo da cidade. Tem ajudado muito a cidade. A cidade vive a  parceria como hoje está acontecendo pela primeira vez na história. Nós seguimos firme trabalhando com o governador. Não existe conversa neste sentido”.

Tema e Flávio inauguram dezenas de obras em Tuntum

O município de Tuntum completou, nesta terça-feira (12), 62 anos de emancipação política e administrativa. E para comemorar a data em grande estilo, o prefeito Cleomar Tema (PSB) e o governador Flávio Dino (PC do B) entregaram aos moradores dezenas de novas obras em vários setores da administração pública.

A programação preparada pela prefeitura começou logo cedo, às 6h, com o tradicional desfile estudantil na Praça Seabra Carvalho, na região da sede.

Em seguida, Tema e Dino – que estavam acompanhados de vereadores; secretários estaduais e municipais; deputados estaduais e deputados federais; o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT); lideranças comunitárias; além de mais de 15 prefeitos – inauguraram o novo Estádio Municipal Dr. Tema, popularmente chamado de Temão.

A praça esportiva recebeu serviços de recuperação da sua infraestrutura, fruto de parceria entre município e governo do estado.

Ainda na região central da cidade, foi inaugurada a ponte Hélio Araújo, construída pelo governo atendendo pedido da prefeitura.

No bairro Desembargador Cleones Cunha, o prefeito e o governador inauguraram a Escola Municipal Gilza Léda, a primeira unidade de ensino em tempo integral de Tuntum.

A escola foi construída pela prefeitura com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Possui doze salas de aula – todas climatizadas – ginásio poliesportivo e outras dependências dotadas de ótima infraestrutura para atender bem os estudantes.

Durante a inauguração, Flávio Dino entregou uma viatura nova para a 5ª Companhia da Polícia Militar de Tuntum e fardamento escolar para os alunos da rede de ensino médio.

Localizada em frente a E.M Gilza Léda, a nova Praça Maria Artur Gonzaga também foi entregue. O espaço público foi reconstruído pelo governo estadual, tendo recebido nova iluminação, piso, bancos e equipamentos de lazer e entretenimento.

Cleomar Tema e Flávio Dino inauguraram a nova Escola Municipal Raimundo Ferreira Lima, localizada no povoado Placa Violão, na zona rural.

A unidade de ensino foi construída pelo governo estadual, através do programa Escola Digna, em um terreno doado pelo município.

Também via Escola Digna, os moradores do povoado Olho D´Água, distante cerca de 15 km da se da cidade, foram agraciados com uma nova Escola Municipal, que recebeu o nome de Unidos Venceremos.

No setor da infraestrutura, Tema e Dino entregaram as obras de asfaltamento de mais de dois quilômetros de vias do povoado Cigano. Os serviços, é importante destacar, foram executados com recursos oriundos de emenda parlamentar do deputado federal José Reinaldo Tavares (PSB), que esteve presente na maratona de inaugurações.

Flávio Dino atendeu pedido de Cleomar Tema e também autorizou o

início dos trabalhos para implantação dos sistemas de abastecimento de água dos povoados Vila Ludugero, Sempre Verde, Cigano e Tabocal – para este último o governador também determinou a implantação de uma unidade de ensino do Escola Digna.

“Nós, moradores de Tuntum, só temos a agradecer esta parceria proveitosa entre o prefeito Tema e o governador que muito bem está fazendo para a cidade e seu povo”, disse a dona-de-casa Esmeralda Lobato.

Flávio Dino, ao parabenizar os tuntuenses, elogiou o trabalho desenvolvido por Cleomar Tema como gestor público e também como presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem).

“Além de mostrar que sabe trabalhar com eficácia diante das dificuldades financeiras, o prefeito Tema ratifica, mais uma vez, a sua condição de grande líder político no Maranhão. Prova disso, são os vários prefeitos e prefeitas que vieram prestigiá-lo no aniversário de Tuntum”, afirmou o governador.

Cleomar Tema agradeceu o apoio do governador. De acordo com ele, o Maranhão possui um gestor que realmente trabalha pelos municípios e que leva as políticas públicas para os mais necessitados.

“Não existe no Brasil um governador que esteja trabalhando igual ao Flávio, mesmo diante dos cortes financeiros impostos pelo governo federal. O governador Flávio Dino está transformando o Maranhão, tornando-o um estado mais justo e de oportunidade para todos”, disse.

José Reinaldo destacou a união que, hoje, prevalece entre os agentes da classe política, fruto, de acordo com ele, da gestão profícua e municipalista de Flávio Dino.

Lula encerra Caravana com grande ato em São Luís

O último dia de caravana do ex-presidente Lula foi com ato apoteótico na Praça Dom Pedro II, em São Luís. O ex-presidente agradeceu a lealdade de Flávio Dino em frente a um grande público de maranhenses que saldaram Lula e gritaram “Fora Temer” e “Fora Sarney”.

Os discursos do evento giraram em torno da legalidade da candidatura de Lula, contra a condenação do juiz Sérgio Moro. “Se eles pensam que o problema é o Lula, não é não. Lula é só mais um. Tem milhões e milhões de pessoas  O governador que pensam como Lula”, disse o petista.

O governador Flávio Dino fez questão de dar apoio ao ex-presidente. “Não esqueça que toda vez que precisar, o senhor pode contar com o povo do Maranhão para esta e todas as lutas”, afirmou.

Roseana ficou revoltada com arquivamento de processo de Flávio Dino na Lava Jato

Sonhando em voltar aos tempos de farras regadas a lagostas, champanhes franceses e camas de R$ 130 mil, Roseana Sarney ficou revoltada com a decisão do STJ em atender o pedido da Procuradoria Geral da República, que afirmou não haver qualquer fato ou indício que pudesse comprovar as falsas acusações feitas pelo funcionário da Odebrecht, José de Carvalho Filho, contra o governador Flávio Dino no âmbito da Operação Lava Jato.

Assim como aconteceu na derrota para Jackson Lago em 2006, Roseana Sarney arremessou pratos e esbravejou do alto do seu apartamento de luxo na Península, sobretudo com seu pai. A maior revolta de Roseana foi pelo fato de José Sarney não ter conseguido usar sua influência para forçar um inquérito contra Flávio Dino. A denúncia era a garantia que a ex-governadora estava esperando para disputar as eleições.

Acostumada a ter tudo de mãos beijadas dadas pelo pai, Roseana agora se vê em maus lençóis – e ainda por cima sem a cama hi-tech – tendo que enfrentar um adversário que não possui qualquer mácula contra sua imagem e que está fazendo, em dois anos e meio, o que ela não fez em 16 anos.

A revolta de Roseana é, na verdade, a destruição da única chance que ela teria em um embate com Flávio Dino. Pelo visto, esse foi mais um capítulo do passamento do grupo Sarney no Maranhão.

Confira a íntegra da decisão que arquivou o processo contra Flávio Dino

Está oficialmente encerrada a discussão sobre inquérito de Flávio Dino na Lava Jato. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu pelo arquivamento de processo contra o governador do Maranhão Flávio Dino com base em delações de um dos envolvidos no esquema da Lava Jato. Com isso, o STJ atendeu a pedido da Procuradoria Geral da República, que afirmou não haver qualquer fato ou indício que pudesse comprovar as falsas acusações feitas pelo funcionário da Odebrecht, José de Carvalho Filho, ao tentar reduzir sua pena.

O ministro Félix Fischer, relator do caso no STJ, afirma que o pedido de arquivamento era “irrecusável” dada a falta de provas contra o governador. “A jurisprudência desta Corte é firme de que o pedido de arquivamento (…) quando fundado na ausência de elementos consistentes à demonstração da ocorrência de conduta criminosa, é irrecusável”, afirmou em sua decisão.

Veja a íntegra:

Acabou: Falta de provas e mudança de versão enterraram denúncia contra Flávio Dino

Factoide sobre Flávio Dino e Lava Jato está definitivamente encerrado

Ao pedir o arquivamento da denúncia do delator José de Carvalho Filho contra Flávio Dino, a Procuradoria Geral da República levou em conta diversos elementos. Entre eles, está a falta de provas sobre o suposto pagamento feito a Dino em 2010, como sustentava o ex-executivo da Odebrecht.

O delator Carvalho Filho havia dito que o pagamento teria sido feito em troca da atuação do então deputado Dino um projeto de interesse da Odebrecht. Mas Dino nunca atuou na proposta, como já havia sido divulgado.

Além disso, também pesou bastante a mudança de versão sustentada pelo próprio delator sobre a quantia paga.

Inicialmente foi dito que Dino teria recebido R$ 400 mil para a campanha de 2010. Mas a divulgação do vídeo da delação mostra que o delator já mudou de versão.

O delator passou a afirmar que foram R$ 200 mil em 2010, de forma ilegal, e outros R$ 200 mil em 2014, de forma legal. O vídeo abaixo comprova a mudança de versão.

Por fim, em nenhum dos casos, foi mostrada qualquer prova sobre o suposto pagamento.

Não havia nada além da palavra do delator, que se mostrou repleta de contradições. A PGR não teve outra opção a não ser pedir o arquivamento da apuração.

Imagem do Dia: Thiago Diaz muito à vontade com Flávio Dino

Considerado principal adversário do governador Flávio Dino no meio jurídico, o presidente da seccional maranhense da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MA), Thiago Diaz, tem mudado de postura e já parece cada dia mais próximo do Palácio dos Leões. Quem acompanhou a reunião desta quarta-feira (23) viu um Diaz muito à vontade no Palácio. O presidente da OAB-MA reconheceu a atuação do governo no pagamento dos precatórios e convidou o governador para participar do 8ª Conferência Estadual da Advocacia do Maranhão.

Presidente nacional do PPS endossa candidatura de Eliziane ao Senado na chapa de Dino

“É muito cedo. Mas vamos analisar e respeitar as realidades locais”. Assim o presidente nacional do PPS, Roberto Freire, definiu o posicionamento do partido para as eleições do ano que vem nos estados, inclusive no Maranhão.

Em conversa com o titular do Blog, Freire reforçou que o partido tem posta a pré-candidatura de Eliziane ao Senado, sendo este o projeto no Estado. “Nós estamos esperando decisões do sistema político eleitoral. Mas o que há, é uma candidatura ao Senado, que é da Eliziane Gama”, definiu com segurança.

O presidente foi questionado sobre a aliança com o governador Flávio Dino do PCdoB, já que no âmbito nacional, PPS e PCdoB são ideologicamente distantes. “O partido tem como definição política ouvir muito os seus diretórios estaduais. Nada estranha esta aliança com o governador Flávio Dino porque a gente já o apoiou. Houve o apoio do PPS aí no Maranhão mesmo com a divergência a nível nacional. Isso quem vai decidir é o povo daí [PPS maranhense] e há uma tendência do partido respeitar os estados nas suas definições políticas”, sentenciou.

Assim, Eliziane segue firme como pré-candidata ao Senado, tendo aval da direção nacional da legenda para ser candidata ao lado do governador Flávio Dino.

Flávio expôs que crise é para todos Estados; embora efeitos sejam bem menores no Maranhão

Estado quebrado? Flávio anunciou pacotão de obras e serviços para Caxias

O Senador Roberto Rocha e o jornal da família Sarney deturparam de forma escandalosa a fala do governador Flávio Dino durante o anúncio de obras e serviços em Caxias. Eles dizem que o governador “confessou ter falido o Estado” por ter falado em crise econômica durante o ato.

Quanta contradição! Como Flávio teria anunciado que o Maranhão “não tem nenhum centavo” no dia em que ele anuncia convênios com prefeituras (inclusive de adversários políticos), apoio à maternidade, ampliação do Hospital Macrorregional, ambulância, sistema de abastecimento de água, apoio à agricultura familiar, etc. Fora ter implantado Bolsa Escola, programa para estágio, para microempreendedores, CNH de graça para jovens, Mutirões de saúde e tantas outras ações que exigem dispêndio do Estado.

O governador falou em seu discurso da crise que atravessa o país e o Maranhão. Não é segredo para ninguém o efeito cascata que a crise econômica tem feito. O presidente Michel Temer quer rever a meta fiscal e anuncia uma série de medidas impactando diretamente no serviço público federal para conter despesas. E é mais do que lógico que os Estados sofrem com a recessão.

Mas o Maranhão tem sofrido bem menos efeitos por conta de uma série de medidas de redução de despesas. Dinheiro que antes era derramado à rodo, agora é otimizado e o Maranhão vê mais serviços públicos com menos gastos. Os salários dos servidores são sempre adiantados. No Rio de Janeiro, o caos é completo e servidores esperam receber os salários de maio, junho e julho. O 13º salário de 2016 então, nem se sabe quando poderá ser pago.

BNDES

Vez por outra, o Clã Sarney tenta colar no povo maranhense a pegadinha de que o governo Roseana deixou os cofres abarrotados de dinheiro por conta do empréstimo do BNDES.

É bom lembrar que se não fosse pela ação dos deputados de oposição da época – Marcelo Tavares, Othelino Neto, Bira do Pindaré e Rubens Júnior – Roseana teria torrado todo o dinheiro em convênios eleitoreiros – o Fundema. Graças à intervenção dos deputados, a Justiça impediu que este recurso sumisse.

Outra coisa. Os repasses feitos no governo Roseana do BNDES eram limpos. Pegava o dinheiro, mas ainda não se pagava um centavo das prestações do empréstimo. As cobranças começaram justamente em 2015. Ou seja, o governo atual recebeu recursos do BNDES, mas tendo que pagar as parcelas do empréstimo. O que não significa que o recurso seja tão relevante assim para os investimentos do Estado.