Luciano Genésio deixa o PP para tomar a presidência do nanico Avante de Cristiane Damião

O prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio, se desfiliou do Partido Progressista para chefiar o nanico Avante (antigo PTdoB) no Maranhão. O ex-comunista e ex-progressista acertou a presidência do pequeno partido e abandou o barco do partido de André Fufuca e Waldir Maranhão.

Aliás, a articulação para Luciano assumir o controle do partido foi do próprio Waldir, que deixou seu filho, Thiago Maranhão, como secretário-geral do Avante.

“O ambiente político exige uma maior capacidade de articulação política. Exige amplitudes capazes de atrair jovens, militantes das redes sociais e todos aqueles que lutam para superação das desigualdades econômicas e sociais”, justificou Genésio.

Quem ficou a ver navios foi a ex-prefeita de Bom Jesus das Selvas, Cristiane Damião. A prefeita perdeu a eleição no município em outubro do ano passado para o comunista Fernando Coelho e, agora, perde, de quebra o comando da legenda. Ela havia tomado o controle do pequeno partido.

O curioso é que Cristiane tomou o partido de Lourival Mendes logo após este perder o mandato de deputado federal. Ou seja, Luciano que se cuide, pois logo que ficar sem mandato o deputado federal Luis Tibé (presidente nacional) coloca outro para avançar no Maranhão.

Luciano Genésio contrata oficina mecânica para gerir saúde

Em um momento em que o Maranhão debate o fim ou a redução ao máximo das terceirizações da gestão da saúde para evitar desvios, um péssimo exemplo vem da cidade de Pinheiro.

O prefeito Luciano Genésio contratou a empresa ADM. MÉDICA LTDA – ME em 17 de abril deste ano para prestação de serviços médicos, ambulatorial e de atendimento móvel de urgência para operacionalizar executar ações de saúde nas Unidades do município.

Endereço da empresa contratada para gerir a saúde de Pinheiro

Porém, o vereador Beto do Ribão denunciou que a empresa que celebrou contrato de R$ 33 milhões com a prefeitura de Pinheiro não tem sede própria e estrutura para atender a saúde do município. Pior. No endereço da empresa, o que funciona é uma oficina mecânica, a auto-elétrica Pisca Pisca. No entanto, ao lado da oficina existe um portão que dá acesso a uma garagem uma residência de dois moradores que tem filhos médicos, mas questionados não souberam dizer se funcionava a empresa contratada pelo prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio.

O prefeito ainda terá muito que responder sobre o caso.

Leonardo Sá trai Othelino e deputado se aproxima do grupo de Filuca

Othelino se aproxima do ex-adversário Victor Mendes

Uma reviravolta começou a acontecer na política de Pinheiro. O ex-vereador Leonardo Sá, que foi candidato a prefeito de Pinheiro basicamente com o apoio exclusivo do deputado estadual Othelino Neto, simplesmente resolveu se aproximar do atual prefeito Luciano Genésio depois de uma campanha com ríspida troca de farpas entre os dois candidatos.

Leonardo Sá, que tinha potencial para liderar um processo de oposição a Genésio para disputar a prefeitura e vencer em 2010 preferiu se unir ao prefeito, traindo seu maior padrinho político na cidade.

Como resposta, Othelino iniciou um processo de aproximação com o deputado federal Victor Mendes, filho do ex-prefeito Filuca Mendes, que é tradicional adversário de Othelino e do grupo dinista na cidade. Ele esteve com Mendes em encontro político no qual Victor declarou apoio à pré-candidatura de Weverton Rocha ao Senado (foto acima).

Leonardo Sá curte balada com Luciano Genésio em São Luís

Em conversa com o titular do Blog, Othelino confirmou a aproximação. “Estamos em um início de conversa. Mas é preciso sublinhar que não tem nada a ver com nossas posições no âmbito estadual, na disputa de 2018. A política no município tem suas peculiaridades e uma aproximação diz respeito somente a questões municipais”, afirmou.

Depois de decretar emergência, Luciano Genésio gastará R$ 1,2 milhão com carnaval

Prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio

A primeira ação do prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), foi decretar Estado de Emergência na Saúde, alegando ter encontrado um caos nas unidades do município. Com o Estado decretado, Genésio pode contratar sem licitação de aquisição de bens necessários às atividades de resposta à situação de emergência nas searas de atendimento, internação, cirurgias, exames, locomoção, insumos, aquisição de combustível para veículos da Secretaria de Saúde, manutenção, medicamentos e reparos e reformas no âmbito da saúde municipal. O decreto valeu por 30 dias durante o mês de janeiro.

Ainda assim, o prefeito irá bancar o carnaval da cidade. Luciano contratou através do Processo nº 007/2017 a empresa V. Mendonça da Silva – ME para organização e realização do Carnaval de 2017 na Praça José Sarney. A empresa responsável pelas contratações de atrações, estruturas para apresentações artísticas, camarote, sonorização, iluminação, locação de geradores, disciplinamento, serviço de segurança e banheiros químicos irá faturar R$ 1.285.600,00 em um contrato de três meses

Claro que o carnaval de Pinheiro é um dos mais tradicionais. Mas se o município está passando por dificuldades, certamente seria possível um contrato mais barato por um menor período de vigência.

Flávio Dino recebe Luciano Genésio no Palácio dos Leões

flavioluciano

Parece que as mágoas eleitorais ficaram para trás entre o prefeito eleito de Pinheiro Luciano Genésio e o governador Flávio Dino. Genésio foi recebido muito bem pelo governador no Palácio dos Leões. Flávio começa a receber os prefeitos eleitos par a manifestar o desejo de apoio do governo e o primeiro foi logo o de Pinheiro.

Luciano era o pré-candidato de Flávio e tinha Leonardo Sá como seu vice até a véspera do registro de candidaturas. Quando o prefeito Filuca Mendes e o senador Roberto Rocha conseguiram uma determinação do PP nacional para que o PP de Pinheiro não coligasse com o PCdoB. Decisão que inviabilizou a chapa palaciana.

Depois de muita discussão, foi definido que Leonardo Sá seria o candidato e Luciano indicaria o vice. Mas quando chegou em Pinheiro, o pai de Luciano, Zé Genésio, desfez o acordo e Luciano se lançou candidato de qualquer forma. Assim, Leonardo também lançou candidatura sendo o candidato oficial de Flávio.

Mas depois de uma campanha de muita crise entre a família Genésio e o Palácio dos Leões, a situação parece já superada. Luciano e Flávio devem fazer muitas parcerias por Pinheiro. “Temos uma história juntos, eu e o governador Flávio Dino, e estou à disposição para fazer as parcerias. Conversamos, analisamos e ficou acertado que Pinheiro marchará com o Governo do Estado”, disse Genésio durante o encontro.

Pinheiro: Luciano Genésio deverá pagar mais de R$ 21 mil por divulgação de pesquisa irregular

lucianogenesioO candidato Luciano Genésio (PP), filho do ficha-suja Zé Genésio, desafiou a Justiça ao publicar em seu programa eleitoral desta segunda (26) resultado de pesquisa considerada fraudulenta e vetada pela Justiça Eleitoral.

No desespero de forjar números inexistentes, além do programa, Luciano também utilizou de carro de som e redes sociais para disseminar a mentira.

A juíza da 106ª Zona Eleitora, a Dra Lavínia Helena Macedo Coelho, considerou a pesquisa como “em desacordo com a legislação” e avaliou que a sua divulgação pode causar danos aos outros candidatos, proibindo qualquer tipo de divulgação do levantamento.

Na decisão proferida na última sexta-feira (23), a magistrada afirma também que, em caso de descumprimento da medida, os representados deverão pagar multa e responder sanções nas esferas penais, administrativas e cíveis.

Entre os citados no processo estão o marqueteiro/financiador de Luciano Genésio, cuja empresa é a Jakarta Publicidade LTDA; a empresa de pesquisas Perfil Pesquisas; e um candidato a vereador de Pinheiro.

12

Luciano retira candidatura e Leonardo Sá será o candidato de Flávio em Pinheiro

lucianoflavioleonardoothelino

Blog da Silvia Tereza – O suplente de deputado Luciano Genésio (PP) retirou candidatura a prefeito de Pinheiro, na noite desta sexta-feira (05), em nome da união da oposição contra o atual prefeito Filuca Mendes (PV), e apoiará a candidatura do vereador e médico Leonardo Sá (PCdoB) que formou coligação com a força de 16 partidos. A esposa do pepista,  Thaísa Hortegal (PCdoB), será a  candidata a vice-prefeita na chapa.

A reviravolta se deu por conta da intervenção forçada e manipulada do PP nacional, na quinta-feira (05), impedindo a chapa Luciano Genésio, candidato a prefeito, e Leonardo vice-prefeito. A inesperada estratégia da oposição cai agora como uma bomba nos planos de reeleição do prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes (PV),  tido como o “estimulador” da decisão do PP.

Com tentáculos em Brasília, leia-se o senador Roberto Rocha (PSB), Filuca Mendes (PV), havia se mexido em uma trama para provocar uma intervenção no Partido Progressista (PP) em Pinheiro, impedindo a aliança com o PCdoB do vereador Leonardo Sá. Desesperado por ver seu projeto de reeleição ir por água a baixo, o alcaide pensou que estivesse “dando um golpe” em Luciano Genésio, mas o feitiço virou contra o feiticeiro no último prazo da convenção.

Segundo o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), que apoia a oposição em Pinheiro,  a intervenção no PP foi uma violência contra a vontade de mudança manifestada pela população.  “A resposta nós vamos dar nas urnas com a oposição unida”, disse.

Entenda o caso

O senador Ciro Nogueira, presidente nacional do PP, determinou, na quinta-feira (04), que a legenda não compusesse com o PCdoB no município, o que inviabilizou a chapa governista encabeçada pelo suplente de deputado Luciano Genésio.

Desesperado com a possibilidade de não se reeleger, Filuca cobrou a fatura do PP pelo voto do filho, o deputado federal Victor Mendes, a favor da admissibilidade do impeachment de Dilma Rousseff (PT) na Câmara Federal. Foi buscar apoio com Roberto Rocha para a trama.

Primo da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), o prefeito apostava na divisão da oposição para vencer em outubro. No entanto,  semana passada, a oposição decidiu se unir e o médico Leonardo Sá retirou candidatura a prefeito para ser vice de Luciano.

Luciano Genésio troca Waldir Maranhão por Fufuquinha como padrinho político

lucianofufuquinhaBlog Marrapá – Parece que Luciano Genésio (PP) esqueceu de vez do grande padrinho político que lhe deu guarita nos momentos de aflição: o cerca velha Waldir Maranhão. Depois que Waldir perdeu a presidência do partido, rapidamente o Genesinho trocou de lado e abraçou o atual presidente da legenda, deputado André Fufuca (PP).

Isso é claramente visto por quem quer que seja. Se antes Luciano Genésio fazia questão de aparecer abraçado com o seu líder Waldir Maranhão, hoje ele tem vergonha do passado e não o convida nem para visitar a feira municipal de Pinheiro.

O convite ato de anúncio de sua pré-candidatura (que acontece hoje 4), mostra Luciano e Fufuca lado a lado, numa clara demonstração de rejeição a Waldir Maranhão.

Mas é certo que os pinheirenses devem estar de olhos bem abertos com essa união que pode culminar em uma reeleição de Filuca Mendes (PMDB), já que o deputado Fufuquinha é vassalo do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), que por sua vez tem compromissos no projeto de poder do PMDB, partido do prefeito de Pinheiro.

Além disso, Cunha e Fufuquinha possuem uma ótima relação com o deputado Victor Mendes (PSD), filho de Filuca, ou seja: tá todo mundo em casa!

Pesquisa: Filuca Mendes perde feio para oposicionistas em Pinheiro

candidatospinheiro

O atual prefeito de Pinheiro, Filuca Mendes (PMDB) perderia para qualquer um dos dois principais pré-candidatos da oposição se a eleição fosse hoje. É o que aponta a pesquisa do Instituto Econométrica. Luciano Genésio (PP) e Leonardo Sá (PCdoB) vencem o sarneysta.

A pesquisa do Instituto de Pesquisa Econométrica, registrada sob o número MA-06001/2016, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão. Foram ouvidas 481 pessoas em 21 bairros da cidade e 10 povoados de Pinheiro. A margem de erro é de 4,3%. A pesquisa foi realizada no período de 6 e 7 de junho.

No primeiro cenário, Luciano Genésio lidera com 31,8%, Leonardo Sá tem 27%, Filuca aparece com 25,6% e Antônio Américo (PPS) tem 2,7%. Não votariam em nenhum deles 7,3%  e outros 5,6% não souberam ou não responderam.

Mesmo com a liderança, Luciano tem números bem menores do que em pesquisas do ano passado.

Confrontos diretos

O prefeito Filuca perde feio par qualquer um dos dois principais oposicionistas no confronto direto. Leonardo vence com 46,2% contra 28,5% do atual prefeito.

Já Luciano Genésio tem 49,3% contra 29,5% de Filuca caso tenham apenas as duas candidaturas.

Rejeição

No quesito rejeição, a pré-candidatura de Leonardo Sá aparece como mais viável do campo oposicionista. Filuca Mendes é altamente rejeitado com 47,6%. Luciano Genésio tem 18,5% de eleitores que não votariam nele de jeito nenhum. Antônio Américo é rejeitado por 11,4%. Leonardo Sá tem 9,8% de rejeição. Outros 12% não souberam ou não responderam.