Márcio Jerry detona Eduardo Braide: “ele age com má-fé”

Em entrevista à Rádio Timbira na tarde desta terça-feira (04), o secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, detonou o oportunismo de alguns deputados de oposição em relação ao pacote anticrise enviado pelo Governo à Assembleia Legislativa. Ele foi duro com relação ao deputado Eduardo Braide.

Márcio explicou que o governo prevê conceder uma série de benefícios aos que mais precisam como forma de praticar a justiça tributária. Jerry condenou o uso político de alguns pontos da medida, como o pequeno reajuste nas alíquotas da gasolina, e esquece outros como a redução do ICMS para pequenas empresas.

“Eu acho espantoso que um deputado estadual como esse Eduardo Braide, que se acha o homem mais correto da humanidade, não tenha coragem de dizer claramente que ele é contra redução de tributos para as pequenas e microempresas do Maranhão”, disparou.

Márcio Jerry classificou a atuação da oposição como joguinho político oportunista. “O povo não gosta de quem faz essas pirotecnias da politicalha, de quem faz uma coisa e na hora é outra. Fica se apegando a um discurso falso e hipócrita que esconde o contexto da situação”, completou.

Para o secretário, o conjunto de ações que protege os que mais precisam incomoda aqueles que torcem pelo “quanto pior, melhor”. “São pessoas que não pensam no povo. São pessoas escondem as ideias, o pensamento, mais torpe do mundo, mais mesquinho, que é de ver o circo pegar fogo e eles se darem bem”, disse referindo-se aos deputados de oposição.

“É preciso fazer o debate com tranquilidade, mas, sobretudo, com verdade. Tirando do debate a demagogia, o oportunismo político, essa política baixa, que se sustenta na mentira, no fake news, e que desvirtua ações positivas que o governo faz desde 2015”, enfatizou.

Márcio Jerry fortalece campanha a deputado federal com apoio de prefeitos em várias regiões

O candidato a deputado federal e ex-secretário de comunicação e assuntos políticos do Maranhão, Márcio Jerry, foi recebido com festa e apoio popular durante atividades realizadas esta semana em municípios do Leste Maranhense e da Região dos Cocais. Em Codó, Aldeias Altas e Duque Bacelar, a candidatura de Márcio Jerry conta com o apoio dos prefeitos Francisco Nagib, Zé Reis e Jorge Oliveira. Em Coelho Neto, Jerry é apoiado pelo vice-prefeito Antonio Pires.

Ao conversar com a população durante as atividades, Márcio Jerry afirmou que deseja ser deputado federal para continuar a ajudar o governador Flávio Dino a fazer mais pelo Maranhão. “Durante os últimos quatro anos, como integrante da equipe do governo, pude contribuir com o governador e participar da concepção de muitas ações importantes. O meu desejo agora é poder trabalhar pelo Maranhão na Câmara Federal e, de lá, ajudar a destinar recursos e melhorias para a população do nosso estado”, declarou o candidato.

PREFEITOS

Márcio Jerry visitou as duas regiões acompanhando a agenda de campanha do governador Flávio Dino à reeleição. Em Codó, o prefeito Francisco Nagib afirmou que a eleição de Márcio vai ajudar a fortalecer e desenvolver a cidade. “Codó está órfã de deputados federais. Por isso, nesta eleição, estamos apoiando o Márcio Jerry, que já fez muito por essa cidade e poderá fazer ainda mais lá do Congresso Nacional”, afirmou o prefeito.

Jorge Oliveira, prefeito de Duque Bacelar, também concorda. “A população de Duque Bacelar já conhece o Márcio Jerry. Ele é de casa e trabalha pelo nosso município”, disse ele.

TRABALHADORES RURAIS

Em Coelho Neto, Márcio participou de reunião na sede da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado do Maranhão (Fetaema), juntamente com o candidato a deputado estadual e ex-secretário de estado da agricultura familiar, Adelmo Soares. “É um espaço muito ligado à minha trajetória de luta e de militância, e que sempre faço questão de frequentar. Hoje, o nosso objetivo é também convidar Coelho Neto para reconduzir ao cargo, por mais quatro anos, o governador Flávio Dino, que é considerado o melhor governador do Brasil”, disse Márcio Jerry.

O vice-prefeito de Coelho Neto, Antonio Pires, reforçou a contribuição do ex-secretário de comunicação e assuntos políticos para o atual governo. “Ele é o braço direito do nosso governador Flávio Dino. Com Flávio Dino como governador e Márcio Jerry como deputado federal, nós vamos poder bater no peito e dizer que nos sentimos representados de verdade”, concluiu.

TJ arquiva factoide de Andrea Murad contra Márcio Jerry

O Tribunal de Justiça do Maranhão acatou recomendação da Procuradoria Geral de Justiça e arquivou processo de investigação contra o secretário de Estado da Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, de que teria oferecido dinheiro para que indígenas cessassem uma manifestação por causa de transporte escolar, ocorrida em julho de 2015 na Assembleia Legislativa do Maranhão. O caso do “índio” Uirauchene, que a serviço dos Murad, se acorrentou na Assembleia Legislativa.

Os deputados parentes do ex-secretário de Saúde Ricardo Murad, Andrea Murad (PMDB) e Sousa Neto (PROS), denunciaram o secretário por supostamente ter dado propina via a servidora estadual Simone Gauret Lima Limeira para que os indígenas cessassem os protestos. O próprio Uirauchene voltou atrás depois de ter espalhado a mentira e negou ter ocorrido qualquer tipo de negociata, muito menos o pagamento.

Para a promotoria, os trechos encaminhados ao Ministério Público de conversas no WhatsApp em que supostamente havia sido feita a negociação foram suprimidos. “Naquele documento, em que há registro de conversas realizadas através do aplicativo WhatsApp, vê-se nitidamente que as falas do interlocutor estão suprimidas, mantendo -se apenas os textos supostamente escritos por Simone Gauret Lima Limeira, ali identificada como “Simone prefeita” […] A supressão de mensagens de texto do interlocutor impossibilita a atribuição de sentido às mensagens atribuídas à investigada Simone Gauret, dando margem a várias interpretações. Não há como estabelecer a data em que as mensagens foram enviadas e mesmo se foram no mesmo dia. O documento, portanto, ante a total ausência de clareza do sentido do texto ali contido, não é idôneo para a demonstração da suposta solicitação de valores”, diz o procurador Geral de Justiça, Luís Gonzaga Martins Coelho.

A Polícia Civil constatou que Simone Limeira falou com Uirauchene em caráter profissional, já que ele representava a empresa em nome de Fabiola Sousa Carvalho, com quem mantinha um caso extraconjugal. No dia das manifestações, Simone pede “ajuda” para acalmar os ânimos e diz acreditar no governador Flávio Dino.

O desembargador do Tribunal de Justiça, Vicente de Castro, aceitou a recomendação do Ministério Público pelo arquivamento do processo.  A decisão foi tomada em abril, contudo somente agora foi publicada.

O secretário Márcio Jerry se manifestou através das redes sociais. “Uma acusação da deputada Murad sem pé nem cabeça feita a mim e à companheira de partido Simone virou inquérito policial […] Acusação, a propósito, feita a partir de postagens em blogs de declarações atribuídas ao empresário de transporte indígena Uirauchene Alves. Eis que finalmente Justiça feita. A Política investigou e nem um elemento, por mais frágil que fosse, conseguiu encontrar para sustentar a acusação. MP se pronunciou em despacho muito bem fundamentado constatando não haver nada que pudesse nos incriminar”.

 

Secretários candidatos só deverão sair mesmo em abril de 2018

Márcio Jerry e Marcelo Tavares ajustam o governo junto à classe política. Os dois serão candidatos em 2018

Este Blog foi o primeiro a tratar da antecipação da saída dos secretários de Flávio Dino que disputarão a eleição de 2018. Em janeiro deste ano, o governador afirmou ao titular do Blog que estava programando para dezembro as mudanças dos secretários que irão disputar o pleito (relembre).

Mesmo naquela época, sentia que era um desejo que o próprio governador tinha consciência ser de difícil execução. Hoje, é ainda mais visível que o governador não mexerá na estrutura do governo na transição de 2017 para 2018.

Além de pastas importantes serem trocadas, como segurança, infraestrutura, desenvolvimento social, Flávio perderá seus dois principais secretários – Marcelo Tavares e Márcio Jerry – que serão candidatos a deputado estadual e federal, respectivamente.

A atuação de Márcio e Marcelo junto à classe política é fundamental para o equilíbrio do governo. O choque destas mudanças pode ser problemático para o encaminhamento das alianças e manutenção coesa da base de apoio.

Flávio já deve ter consciência de que é melhor que os secretários deixem o governo em abril, quando as ações governamentais já começam a esfriar e todos passam a viver mais campanha eleitoral. Assim, corre menos o risco de perder todo o ano de 2018 com trocas tão abruptas.

 

Em entrevista, Márcio Jerry destaca ações da “Caravana Governo de Todos”

A primeira edição do projeto ‘Caravana Governo de Todos’, realizada nos dias 17 e 18 de março, foi destaque em entrevista realizada na manhã desta terça-feira (21) no programa Bom Dia Maranhão, na TV Difusora. Quem falou sobre o assunto foi o secretário de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos, Márcio Jerry.

Com o objetivo de fortalecer a articulação política com as prefeituras municipais e oferecer ações à população, o Governo do Estado realizou dois dias de atividades nos municípios de Palmeirândia, Bacurituba e São Vicente de Ferrer. Além das inaugurações e vistorias às obras, foram oferecidos os serviços do Viva, atendimentos na Carreta da Mulher, Odontomóvel e outras demandas de saúde, assistência para produtores, ouvidoria, e também atividades culturais e esportivas.

Durante a entrevista, o secretário Márcio Jerry destacou as ações realizadas e avaliou a caravana como uma ação muito exitosa para a população e para o governo. “Este é um passo a mais, é a etapa convergente de todo o Governo, envolvendo várias Secretarias de Estado, para dialogar com as lideranças comunitárias, prefeitos, vereadores, entidades da sociedade civil e a população em geral, levando serviços, inaugurando obras, bem como dando ordens de serviço para novas obras e identificando novas demandas. Esta experiência significou um grande acerto do Governo e teve total aprovação da população”, avaliou.

Durante dois dias de atividades nos três municípios, foram realizados mais de 40 mil atendimentos à população. Os municípios foram contemplados com a inauguração de novos Centros de Referência em Assistência Social (CRAs). Em São Vicente de Férrer, os estudantes ganharam uma nova escola, o Centro de Ensino Ana Mota, que era um sonho antigo da população, aguardado desde o ano de 2009.

Perguntado sobre o critério para escolha das cidades que recebem as caravanas, Márcio Jerry explicou que todas as regiões do estado serão contempladas até o final deste ano, e que a prioridade são os municípios com os menores índices sociais como, por exemplo, menor IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) e com maior dificuldade de acesso e deslocamento.

“O governo está presente diariamente em todos os municípios e com a Caravana estará de forma concentrada. As ações buscam atender toda a população, sem nenhum tipo de preconceito”, declarou.

Demandas identificadas

A ‘Caravana Governo de Todos’ reuniu esforços coletivos e possibilitou um diálogo direto do poder público estadual com as comunidades e a gestão municipal. De acordo com Márcio Jerry, duas demandas são sempre mais frequentes por parte das prefeituras, que são as de pavimentação e ampliação do sistema de saúde.

O secretário destacou, ainda, que o governo Flávio Dino já contemplou 150 municípios com o programa ‘Mais Asfalto’ pavimentando ruas, avenidas e estradas por todo o Maranhão, e que são fortes os investimentos para melhoria do sistema de saúde no estado, com resultados que já são concretos, como a entrega de hospitais regionais e de ambulâncias. Para o ano de 2017, Márcio Jerry ressalta que a diretriz do governador é para que a gestão priorize a universalização do acesso a água nos municípios.

“Temos uma diretriz do governo Flávio Dino para o ano de 2017 que é priorizar a questão da água. Vamos intensificar o programa ‘Água Para Todos’, que já está em execução desde o início da gestão, e, também construir poços artesianos”, afirmou Márcio Jerry.

Sobre as próximas ações da ‘Caravana Governo de Todos’, Márcio Jerry afirmou que em abril haverá mais uma edição piloto para, a partir do mês de maio, executar o cronograma semanal de ações, com atividades nos municípios sempre nos fins de semana.

Os secretários candidatos do governo Flávio Dino

O governador Flávio Dino quer que os secretários que serão candidatos nas eleições de 2018 deixem o governo no final do ano, apesar do prazo de desincompatibilização encerrar somente em abril do ano que vem. A vantagem é que secretários de pastas estratégicas e gigantes como Saúde e Educação não serão secretários.

Por enquanto, temos alguns nomes cuja candidatura estão bem definidas e outros que podem não ir ara a aventura eleitoral.

Surgem como principais nomes para a disputa na Câmara Federal os secretários Márcio Jerry (Comunicação e Assuntos Políticos), Simplício Araújo e Clayton Noleto (Infraestrutura). Jerry deve ser eleito até com certa tranquilidade. A candidatura de Noleto ainda pode subir o telhado. O secretário de Esportes, Márcio Jardim, que disputou em 2014, já anunciou que não será candidato em 2018.

O secretario de segurança, Jefferson Portela ensaiou candidatura a deputado federal ou estadual, mas a cada dia a tendência é que ele não dispute eleição no próximo pleito.

Para deputado estadual, os nomes dos secretários Marcelo Tavares (Casa Civil) e Adelmo Soares (Agricultura Familiar) são os mais fortes. Os dois construíram bases e devem entrar para vencer. O secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Márcio Honaiser, também pode ser candidato a deputado estadual. Caso confirme, é fortíssimo candidato.

O presidente da Caema, Davi Telles, também é cotado para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa, mas o governador Flávio Dino já pediu para que o gestor fique na Companhia até o final do mandato. Davi Telles confirmou que não será candidato. Ainda não é confirmada a desistência de Telles. Caso seja candidato, Davi também é forte.O diretor do Procon e do Viva, Duarte Júnior, também pode disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. É um nome que pode agrear à coligação, com uma boa votação em São Luís.

Não entra na conta o secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, que já é deputado e, logicamente, irá para a reeleição.

Desconforto na Assembleia

Alguns secretários candidatos têm causado desconforto com deputados. O deputado Stênio Rezende sbiu à tribuna esta semana para reclamar de um destes, sem citar o nome do secretário.

“Alguns secretários de Estado que, eu acredito, sem o conhecimento do governador Flávio Dino, estão em campanha no Sul do Maranhão. Eles chegam nos prefeitos oferecendo tratores, mais asfalto, água e ambulância e dizem que foi o governador que mandou eles os procurar em troca de apoio para suas campanhas de deputado, no que eu não acredito: creio que o governador não concorda e não aceita nenhum auxiliar seu fazer uso da máquina púbica em benefício próprio”, reclamou.

O governador ainda terá que conciliar interesses entre seus secretários que buscarão vagas na Assembleia e os deputados de mandato. Por isso a pressa do governador em que os candidatos se definam e possa até discutir bases para não causar desgaste com alguns parlamentares.

Márcio Jerry fala sobre sua candidatura a deputado: “nome está no projeto do PCdoB”

O secretario estadual de comunicação e articulação política, Márcio Jerry, concedeu entrevista ao programa Ponto e Vírgula, da Rádio Difusora FM, nesta quinta-feira (26).

O secretário respondeu pela primeira vez e forma mais clara sobre sua pré-candidatura a deputado federal, que já é amplamente comentada nos bastidores. O secretário primeiro fugiu da pergunta “Minha missão fundamental é fazer com que o projeto do PCdoB seja vitorioso em 2018. Com o o governador Flávio Dino sendo reeleito, com dois senadores sendo eleitos, e com uma boa bancada de deputados estaduais e federas”, afirmou.

Mas quando foi questionado com mais  insistência disse que em breve anunciaria, mas praticamente deixou claro que será candidato, inclusive já contando com os votos dos colegas de profissão (Márcio Jerry é jornalista). “Vamos anunciar brevemente isto. O PCdoB tem um projeto eleitoral e incluiu meu nome no projeto eleitoral, mas vamos debater oportunamente e eu vou pedir em off os votos dos meus colegas radialistas e jornalistas”.

Sobre as polêmicas om o senador Roberto Roca no Twitter, Márcio foi minimizou o clima de animosidade, afirmando que Rocha tenta ganhar visibilidade ao polemizar com ele. “O senador tem feito menções desrespeitosas a mim e sequer respondi. Ele tem buscado polemizar, Acho isso uma extrema bobagem”.

Rocha chegou a afirmar no Twitter que se os comunistas administrassem os Lençóis Maranhenses não sobraria nem um grão de areia. Márcio lembrou que o PCdoB participou ativamente da eleição do senador. “É importante lembrar que o PCdoB foi junto com outros partidos importante para a eleição do Senador em 2014. Eu tenho pelos aliados de 2014 o mesmo respeito que tenho no momento presente. Sempre com muita civilidade mesmo que algumas questões sejam colocadas de maneira deselegante e agressiva como fez o senador”.

Márcio Jerry detona família Rocha por “ocupar” terreno da PM

O secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, foi duro ao criticar a família do senador Roberto Rocha. Pelo Twitter, o secretário afirmou que “Houve um tempo no Maranhão, de triste memória, em que até área da Polícia Militar foi ocupada para se transformar em negócio privado”.

Márcio deu a entender que o terreno onde fica o Marcus Center, da família do Senador, foi tomado irregularmente durante o governo do pai de Roberto, Luíz Rocha.

Isto porque em meio as discussões sobre o terreno da nova Funai na Aurora ser de propriedade de alguém filiado ao PCdoB, Rocha ter dito que O Maranhão “é o único lugar do mundo onde o comunismo defende a propriedade privada, só que dos próprios comunistas”.

O Senador ficou furioso e já reagiu, respondendo no Twitter e pedindo que Jerry coloque os órgãos do Estado para apurar se o Marcus Center foi “ocupado” pelos Rocha.

Flávio Dino reconhece papel de Weverton e Jerry na reeleição de Edivaldo

flavioedivaldomarciowevertonA reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Júnior foi bastante comemorada pela chapa formada pelo PDT/PCdoB. As duas legendas, comandadas pelos presidentes Weverton Rocha e Márcio Jerry, capitanearam uma ampla e vitoriosa aliança. Em discurso na Praça Dom Pedro II na noite de ontem, o governador Flávio Dino reconheceu o trabalho de ambos para a vitória neste segundo turno.

“Quero agradecer muito a todos os aliados. Saúdo dois amigos muito queridos. O presidente Márcio Jerry que lutou muito para que esse momento fosse possível. E o presidente do PDT, meu amigo e companheiro Weverton Rocha que liderou essa grande vitória”, disse Dino.

Ele ressaltou que fez questão de homenagear todos os partidos que compuseram a coalizão para a reeleição de Edivaldo Holanda Júnior em nome dos presidentes do PDT e do PCdoB porque como eles são importantes para a aliança, eles são muito atacados.

“Mas momentos como esse curam todas as feridas. Weverton e Márcio, façam com que a gente mire o futuro com otimismo, com esperança, com fé em Deus no povo do Maranhão para que a gente possa ter novas vitórias”, ressaltou o governador.

Márcio Jerry parte pra cima de Edilázio: “especialista em chantagens”

printmarcio

O secretário estadual de Comunicação e Assuntos Políticos, Márcio Jerry, reagiu forte ao discurso do deputado estadual Edilázio Júnior (PV). Pelo Twitter, Márcio respondeu às críticas do deputado que disse repudiar a postura do governador Flávio Dino em eleições no interior do Estado.

“E eu repudio o deputado eleito sob promoção suspeita de malfeitos gravíssimos. E especialista em chantagens politiqueiras, segundo muitos”, escreveu o secretário.

O deputado havia afirmado que o governador teria dito que as portas do Palácio dos Leões apenas ficariam “abertas” para os prefeitos aliados do governador.