PCdoB lança Elanderson como pré-candidato a prefeito de Bequimão

pcdobbequimao

O Partido Comunista do Brasil reuniu o Diretório Municipal, no último sábado, 30, e lançou Carta aos Bequimãoenses. No texto, aprovado por unanimidade, os comunistas reafirmam a pré-candidatura do vereador Elanderson para prefeito nas eleições de outubro deste ano.

A carta mostra a contradição entre as riquezas naturais do município e a pobreza que afeta mais de 50% da população, segundo dados do IBGE. Ressalta também a oportunidade que a cidade terá de promover o desenvolvimento com distribuição de renda na quadra atual de mudança experimentada pelo estado sob a liderança do governador Flávio Dino.DSC_0391

O partido destaca o perfil que deve ter o próximo prefeito e a necessidade deste trabalhar em parceria com o governo do Estado e defende mudança de práticas na política com prioridade para o combate à corrupção com transparência e serviços públicos para aqueles que mais precisam.

Por fim, o PCdoB prega a renovação na Câmara de Vereadores e propõe pré-candidaturas dos melhores quadros do partido para as eleições proporcionais.

Do Blog Bequimão Agora

Ricardo Diniz confirma filiação ao PCdoB e reforço à bancada Edivado-Flávio

ricardodinizO PCdoB agora tem dois vereadores na Câmara Municipal de São Luís. Ricardo Diniz deixou o PHS para se filiar à legenda do governador Flávio Dino. O partido elegeu Professor Lisboa e Rose Sales. Com a desfiliação da vereadora do Anil, passou a ter somente um representante. Agora, retorna ao número original da bancada.

O mais novo comunista afirmou que se filiou ao partido pela força hoje no estado e a possibilidade de pleitear mais ações para a capital junto ao governo do Estado. “O PCdoB é um partido que cresce em progressão geométrica no Estado. É um partido que tem o carisma da população maranhense. Como eu havia avisado, deixei a filiação para última hora. A população de São Luís tem muitas demandas e com o espírito empreendedor do governador o vereador Ricardo Diniz chega para somar, para termos mais ações em benefício da cidade. Sabemos a prefeitura não pode fazer tudo sozinha, com a limitação de recursos”.

Sobre a estratégia para as eleições, Diniz acredita que agora que encerrou o período de filiação é que começam as discussões para definir se o partido sai sozinho ou coliga. “O partido tem nomes importantíssimos. Nomes que já têm liderança nos bairros. Podemos fazer uma bancada considerável. Eu vou dar minha opinião, mas quem decide é o diretório municipal. Mas temos que ter estratégia. Saber se saindo sozinho elegemos mais vereadores ou se coligando com um partido aliado podemos também eleger um bom número e ainda ajudar um outro partido, não podemos descartar essa possibilidade”, afirmou.

Além de Ricardo Diniz, o PCdoB tem o vereador Ricardo Diniz e fortes nomes como Júlio Pinheiro, Geraldo Castro, Marcelo Poeta e Batista Matos.

Fortalecimento do PCdoB é destaque na Assembleia Legislativa‏

Othelino destaca crescimento do PCdoB, que hoje tem a maior bancada da AL

Othelino destaca crescimento do PCdoB, que hoje tem a maior bancada da AL

A janela partidária que permite aos deputados mudarem de sigla fez o PCdoB do Maranhão se transformar na maior bancada da Assembleia Legislativa, com seis parlamentares no total. Além dos eleitos pelo partido – Othelino Neto, Marco Aurélio e Raimundo Cutrim – assinaram a ficha de filiação na última semana os deputados Levi Pontes (ex-SD), Francisca Primo (ex-PT) e Ana do Gás (ex-PRB).

Líder do maior Bloco da Assembleia Legislativa, Levi Pontes usou a tribuna da Casa para exaltar a adesão ao partido do governador Flávio Dino. Segundo o deputado, o ingresso no PCdoB foi motivado pela continuação do luta pela mudança no Maranhão, vivenciada após as eleições de 2014.

“Eu entro neste partido com o ânimo ampliado, e me posiciono sempre ao lado do partido da mudança, para trabalhar pelo fortalecimento diante de grande tarefa de melhorar os indicadores sociais e a vida dos maranhenses de modo geral”, enfatizou Levi Pontes.

Quem também se pronunciou sobre a mudança foi a ex-petista Francisca Primo. Ela agradeceu o PCdoB pelo convite, e destacou que continua em um partido que é da base da presidente Dilma Rousseff. “Então, eu não estou tão distante do partido. Eu estou saindo do PT, por isso que eu aceitei e estou aqui para somar no que for possível. Estamos aqui para aprender com o partido e também contribuir com nosso trabalho”, ressaltou a deputada.

Já Ana do Gás agradeceu a acolhida cumprimentando o governador Flávio Dino;  o presidente do Diretório Estadual do partido,  Márcio Jerry; e os deputados Othelino Neto, Professor Marco Aurélio e Raimundo Cutrim.

 “Tenho muita gratidão pelo PRB, além de muitos amigos, e o convite para integrar o quadro do PCdoB muito me honra, e quero reafirmar meu compromisso com meus eleitores, e agora colaborando com o governador Flávio Dino pelo povo do Maranhão”, declarou a deputada.

Deputados eleitos exaltam crescimento da bancada

Em pronunciamento, Othelino Neto realçou o crescimento do PCdoB no Maranhão com a chegada de mais três deputados. “Saibam que V. Exas entram em um partido que tem uma história importante no país, associada às boas causas nacionais, às lutas populares, às grandes causas da nação. O Partido Comunista do Brasil fica realmente muito orgulhoso e agora não seremos mais apenas eu, o deputado Cutrim e o deputado Marco Aurélio, agora somos uma bancada maior e mais robusta, não só eleitoralmente, mas também uma bancada que ganhou em qualidade”, disse Othelino Neto.

O deputado Marco Aurélio também frisou o crescimento do partido, que passou de um parlamentar na legislatura passada, para seis no atual momento. “Reforça mais ainda não só o PCdoB, mas todo esse nosso projeto, nosso campo politico, a bancada que dá sustentação ao governo Flávio Dino aqui na Assembleia, e, acima de tudo, nossos ideais de luta. Temos muito a aprender com cada parlamentar que está chegando e também muito a contribuir com toda história do partido que, em mais de 90 anos, tem essa marca forte das lutas populares”, completou.

PSOL e PCdoB confirmam apoio à pré-candidatura de Luis Fernando em Ribamar

luis_fernandoMais dois partidos declararam apoio à pré-candidatura de Luis Fernando Silva (PSDB) à prefeitura de São José de Ribamar. PSOL e PCdoB juntaram-se a mais 16 legendas que já estão alinhadas com o ex-prefeito para a formação da provável maior coligação majoritária ribamarenses na eleição deste ano.

Fruto da aliança feita com Luis Fernando, o PCdoB ribamarense recebeu na última quarta-feira (16), na sede do seu diretório estadual, em São Luís, a filiação de pelo menos dez fortes lideranças políticas municipais que militam com o ex-prefeito desde 2004, quando ele concorreu à prefeitura de São José de Ribamar pela primeira vez.

“Fomos muito bem recebidos pelos membros do diretório municipal do PCdoB e pelo presidente estadual, Márcio Jerry, que nos cumprimentou e ratificou o compromisso do PCdoB com a pré-candidatura de Luis Fernando. Como estivemos sempre com o ex-prefeito, ficamos ainda mais contentes com esse fato, por ser mais um partido na luta pela melhoria da nossa cidade”, pontuou o mais novo comunista, Erberth Didara.

Vice-presidente do diretório municipal do PSOL em São José de Ribamar, Adrio Monroe argumenta que apesar das notícias de certo radicalismo do seu partido em alguns momentos, defender a pré-candidatura de Luis Fernando é uma oportunidade de mostrar à sociedade a principal filosofia da agremiação partidária: a luta por uma cidade melhor.

Para Adrio, nos seis anos da administração de Luis Fernando à frente de São José de Ribamar, ficou evidente a sua forma progressista de governar. “Sem radicalismo, estamos nos unindo em torno de um projeto que atenderá as demandas sociais e que irá construir uma cidade melhor. E ao dialogarmos com ele [Luis Fernando] verificamos a magnitude do projeto que ele tem para nossa cidade, enquanto nas outras pré-candidaturas tivemos apenas propostas vagas”, concluiu.

Levi Pontes se filia ao PCdoB

levipontesO deputado Levi Pontes, líder do maior bloco da Assembleia Legislativa, acertou sua filiação ao PCdoB. Um dia depois de participar do ato de filiações de Fábio Braga e Ricardo Rios ao SD, Pontes deixa o partido de Simplício Araújo para ingressar nas fileiras comunistas.

Ana do Gás também filiada

anaO PCdoB também filiou a deputada Ana do Gás, que deixou o PRB. O partido já havia acertado a filiação de Francisca Primo e passa a maior bancada da Assembleia Legislativa com seis deputados – também estão filiados Othelino Neto, Raimundo Cutrim e Marco Aurélio. O PCdoB passa o PDT, que tem cinco deputados. Somente os dois partidos mais alinhados ao projeto dinista possuem mais de 25% da Casa.

Post atualizado às 13h32 para acréscimo de informações.

Francisca Primo deixa o PT para se filiar ao PCdoB

franciscaprimoA deputada Francisco Primo deixa o PT para se filiar ao PCdoB. A filiação foi acertada na manhã desta quinta-feira (17). O ato deve ocorrer nesta sexta-feira (18).

Segundo fontes próximas à deputada, a filiação já estava em negociação e não tem relação com a crise do seu antigo partido, mas com a estratégia para sua campanha. A deputada é pré-candidata a prefeita de Buriticupu.

A janela de filiação termina amanhã. Já mudaram de partido César Pires (PEN), Cabo Campos (DEM), Stênio Rezende (DEM), Fábio Braga (SD), Ricardo Rios (SD) e Rogério Cafeteira (PSB). Max Barros assina amanhã a ficha do PRP.

Prefeitos filiados ao PCdoB reúnem-se com Márcio Jerry

REUNIÃO DE PREFEITOS COM DIREÇÃO PARTIDÁRIAO presidente do PCdoB/MA, Márcio Jerry, reuniu-se com os prefeitos filiados ao partido na noite desta segunda-feira (14) para dialogar sobre a organização do coletivo de gestores. O encontro, realizado na sede da legenda, em São Luís, contou com a participação de 11, dos 13 prefeitos do PCdoB de todo o Maranhão.

Na reunião, Márcio Jerry tratou de diversos temas com os gestores, destacou a importância que cada um tem para o partido e reiterou as diretrizes que norteiam a gestão e dinâmica de governança do PCdoB no Maranhão. Além disso, o presidente enfatizou as inúmeras ações realizadas pelo governador Flávio Dino para fortalecer o municipalismo e desenvolver o estado.

O presidente explicou que, a partir desse contato com os prefeitos filiados ao PCdoB, um grupo de trabalho será formado para acompanhar mais de perto as atividades dos gestores e colaborar no que for possível. “Cabe a nós, sempre, termos uma atuação que assegure melhorias das condições de vida do povo”, sublinhou.

Último prefeito filiado ao PCdoB, Gleydson Resende, de Barão de Grajaú, se disse privilegiado por ingressar na legenda que preza pela qualidade de seus integrantes. “Chegamos para somar. Existe um grande comprometimento nosso com a administração do governador Flávio Dino e com o povo do Maranhão”, relatou o prefeito.

Também participaram da reunião os prefeitos de Açailândia, Juscelino Filho; de São Benedito do Rio Preto, Maurício Fernandes; de Bacabeira, Allan Linhares; de Barra do Corda, Erik Costa; de Anajatuba, Sidney Pereira; de Turilândia, Alberto Magno; de Poção de Pedras, Júnior Cascaria; de Gonçalves Dias, Vilson Andrade; de Bela Vista do Maranhão, Orias Oliveira; além do vice-presidente do PCdoB, Egberto Magno.

PCdoB espera consenso entre Madeira e Rosângela; se não for possível…

Não é fácil fazer Rosângela e Madeira cavalgarem juntos em outubro

Não é fácil fazer Rosângela e Madeira cavalgarem juntos em outubro

O secretário estadual de Articulação Política e Comunicação, Márcio Jerry, deu a dica do caminho para as eleições em Imperatriz. O PCdoB está afastado esperando justamente uma situação que parece difícil para todos os analistas: união entre o prefeito Sebastião Madeira (PSDB) e a pré-candidata a prefeita Rosângela Curado (PDT).

Na entrevista ao Blog publicada neste domingo (24), Jerry demonstrou o que espera dos aliados para que possa haver uma unidade completa e uma única candidatura para derrotar o forte candidato sarneysta Ildon Marques. “O prefeito Madeira é nosso aliado. A Rosângela Curado é nossa aliada. Se não há um acordo entre a deputada Rosângela, que é nossa aliada, e o prefeito Madeira, que é nosso aliado, é obvio que o PCdoB tem que ficar recuado. O PCdoB não pode antecipar nenhuma posição sua para desagregar o campo político que nos dá sustentação na cidade de Imperatriz”, afirmou.

O acordo entre as duas lideranças parece muito difícil. Muito por parte do prefeito madeira que não aceita apoiar a candidatura de Curado. O PCdoB, então, permanece à distância e esperando consenso. Até porque o partido tem um fortíssimo pré-candidato. O deputado Marco Aurélio disparou nas pesquisas desde que a pré-candidatura de Clayton Noleto foi retirada e seu nome apareceu como opção do PCdoB de Imperatriz.

Política maranhense em notas

Há um ano o Maranhão se livrou

roseana10 de dezembro de 2014. Como este Blog descreveu à época, uma data histórica para os maranhenses. Finalmente, o Clã Sarney deixava o poder com a renúncia de Roseana Sarney ao governo. Embora Arnaldo Melo assumisse o mandato tampão, era simbólica a saída de Rosana do Palácio ao lado de José Sarney, do marido, Jorge Murad e dos netos. O momento marcava o final de um reinado que trouxe tantas mazelas ao povo do Maranhão. E pelo governo que Flávio Dino vem fazendo, demonstra como é possível tirar o Estado dessa situação com vontade política e sensibilidade para os que mais precisam (relembre a renúncia de Roseana e o fim da Era Sarney).

Padilha esnobou jantar na casa de Roseana

eliseupadilhaAlguns Blogs publicaram que o ex-ministro Eliseu Padilha foi recebido na casa de Roseana Sarney para um jantar após o evento promovido na Assembleia Legislativa na tarde-noite desta quarta-feira (9). Na realidade, Roseana ainda tentou levar Padilha pra jantar mansão de Sarney e ele recusou. Disse que o presidente do partido era João Alberto e não fazia sentido ir para a casa de Sarney. Resultado: o jantar foi na casa de João Alberto e Roseana teve que ir lá para participar.

Juventude em defesa da democracia

atojuventudeNovamente a juventude maranhense irá às ruas lutar por democracia. Nesta sexta-feira (11), haverá ato contra o presidente da Câmara dos deputados, Eduardo Cunha, e em defesa da democracia. O movimento é a união de várias entidades estudantis e de juventude de universidades, grêmios, associações e partidárias. A concentração será a partir das 14h na Praça Deodoro e haverá Aulão Público sobre democracia e reforma política na Praça nauro Machado.

Nada muda entre PCdoB e PSDB

marciojerryEm entrevista à TV Guará, o presidente estadual do PCdoB e secretário estadual de Articulação Política, Márcio Jerry, afirmou que a conjuntura nacional em nada altera a unidade entre PCdoB e PSDB no estado. “Nós temos uma união, à época que celebramos, batizada como União pelo Maranhão e assim continuamos. Ainda ampliamos e hoje temos o PT, o PMN, o PEN e outros que não estavam na campanha  e agora estão integrados. A divergência nacional em nada altera a composição para aplicar o programa de mudanças escolhido pelo povo”.

Urna eletrônica garantida

urna-eletronicaO governo federal recuou sobre o corte no orçamento do Judiciário,. Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, serão liberados R$ 267 milhões que, inicialmente, seriam contingenciados. Com isso, a Corte eleitoral afirmou que será viabilizada a realização das eleições de 2016 com voto eletrônico. Com o bloqueio previsto anteriormente pelo governo, a Justiça Eleitoral deixaria de receber mais de R$ 428 milhões, o que, segundo o TSE, impediria a compra e a manutenção de urnas eletrônicas necessárias para viabilizar o pleito municipal.

Processo de improbidade mais rápidos

rubensjrO deputado federal Rubens Jr. (PCdoB-MA), apresentou o Projeto de Lei 3897/2015 que busca agilizar a tramitação de ações sobre improbidade administrativa. O projeto visa alterar o artigo 17 da Lei 8.429, que trata sobre as sanções aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato ou cargo. Para Rubens Jr. o projeto é importante porque tende a acelerar a tramitação dos processos: “A busca por implementar melhorias no rito procedimental, relacionado às ações de improbidade administrativa é o objetivo inicial deste projeto, a fim de superar uma das principais causas responsáveis pela notória morosidade na tramitação dessas ações”, destacou.

Feirão Imobiliário do Servidor

feiraoÉ neste sábado (12) e domingo (13). O I Feirão Imobiliário do Servidor Público, no Multicenter Sebrae, terá casas e apartamentos, na planta, em construção e pronto para morar; todos os imóveis com vantagens especiais para este público. Podem participar funcionários públicos estaduais e municipais de São Luís e Ribamar, ativos, inativos, aposentados e pensionistas com renda de até seis salários mínimos. Integram o feirão mais de 41 construtoras e as principais instituições financeiras – Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e Bradesco.

Rubens Jr. comenta suspensão de comissão do impeachment pelo STF

Rubens Jr.Provocado pelo PCdoB, o ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu na noite desta terça (8) suspender a instalação da comissão especial que irá analisar o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O ministro concedeu liminar a um pedido impetrado pelo PCdoB, questionando as manobras utilizadas na eleição da comissão, que foi realizada com voto secreto e permitindo a apresentação de uma chapa avulsa, com membros não indicados pelos líderes dos partidos.

Fachin determinou que os trabalhos relacionados ao impeachment sejam interrompidos até que o plenário do tribunal analise o caso, o que deve acontecer na próxima quarta (16). O objetivo, segundo o magistrado, é evitar a realização de atos que, posteriormente, possam ser invalidados pela Suprema Corte.

Para o deputado federal e vice-líder do PCdoB, Rubens Jr., e que já questionou no Supremo em outros momento com mandados de segurança as irregularidades do rito do impeachment na Câmara, considera importante a decisão do ministro Fachin: “O processo não foi anulado, mas suspenso, ao menos por enquanto. Isso sinaliza que o STF afastará ilegalidades, saneará omisões e garantirá direitos”, comentou o parlamentar.

“Com o objetivo de evitar a prática de atos que eventualmente poderão ser invalidados pelo Supremo Tribunal Federal, obstar aumento de instabilidade jurídica com profusão de medidas judiciais posteriores e pontuais, e apresentar respostas céleres aos questionamentos suscitados, impede promover, de imediato, debate e deliberação pelo Tribunal Pleno, determinando, nesse curto interregno, a suspensão da formação e a não instalação da Comissão Especial, bem como dos eventuais prazos, inclusive aqueles, em tese, em curso, preservando-se, ao menos até a decisão do Supremo Tribunal Federal prevista para 16/12/2015, todos os atos até este momento praticados”, decidiu o ministro.

Na ação judicial, o PCdoB questionou não apenas a possibilidade de deputados concorrerem às vagas sem indicação pelos líderes de seus partidos, mas também a votação secreta para escolha da chapa e a divisão da comissão por blocos, e não partidos. O ministro antecipou que não vê previsão legal para a votação secreta.

“Em relação ao pedido cautelar incidental que requereu a suspensão da formação da comissão especial em decorrência da decisão da Presidência da Câmara dos Deputados de constituí-la por meio de votação secreta, verifica-se, na ausência de previsão constitucional ou legal (…), a plausibilidade jurídica do pedido, bem como ante a iminência da instauração da comissão especial, o perigo de dano pela demora da concessão da liminar requerida”, escreveu Fachin na decisão.

Fachin solicitou ainda que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, preste informações no prazo de 24 horas sobre a eleição da comissão especial.