Pesquisa em Pinheiro: Flávio Dino lidera com 52% contra 25% de Roseana

Flávio é favorito tambéḿ em Pinheiro

O instituto Econométrica realizou pesquisa de intenção de votos na cidade de Pinheiro e constatou a liderança folgada do governador Flávio Dino na princesa da Baixada. A pesquisa foi realizada entre os dias 21 e 22 de outubro.

Em um cenário com os principais nomes postos até o momento para a disputa, Flávio tem 52,4% das intenções de voto. Roseana aparece com 25,7% e Roberto Rocha 7,8%. Eduar do Braide tem 5,2% e Maura Jorge 0,7%. Outros 6,7% e não sabem ou não opinaram 1,5%.

Já em um confronto direto entre Roseana e Flávio Dino, o atual governador vence com 55,8% contra 32,3% da peemdebista. Outros 11,5% votariam nulo e 0,4% não sabem ou não opinaram.

Rejeição

No quesito rejeição, Roseana  é a vencedora. A ex-governadora é a mais rejeitada. 55,8% dos pinheirenses não votam na princesa da oligarquia Sarney. Flávio Dino é rejeitado por 26,4% e Roberto Rocha por 7,1%. Outros 3,3% disseram não votar em Maura Jorge e 2,6% rejeitam Eduardo Braide. Não sabem ou não responderam 4,8%.

 

Dono do DataIlha mostra que instituto funciona normalmente e aciona polícia por conta de notícia falsa

O proprietário do Instituto DataIlha, Josiel Melo de Moraes, registrou um Boletim de Ocorrência contra a “informação” divulgada em blogs sarneystas e até no jornal O Estado do Maranhão de que o instituto seria fantasma.

A postagem mostra uma casa a cerca de 20 metros de onde funciona de fato o instituto. Bastava o autor ter andado mais um pouco que iria ver a placa do instituto DataIlha na casa azul. A postagem apontou a casa verde como se esta fosse a sede do instituto. Veja na foto abaixo:

O dono do DataIlha é Bacharel em Estatística, Graduado na Universidade Federal do Pará, e especialista em Pesquisa de Opinião pública.

O instituto, aliás, foi o que acertou com maior precisão o resultado das eleições de São Luís, no segundo turno.

Boletim de Ocorrência registrado pelo dono do Data Ilha

O ataque se deu porque o DataIlha divulgou pesquisa de intenção de votos para o governo do estado mostrando a liderança isolada do governador Flávio Dino. O nosso Blog nem divulgou a pesquisa por considerar que ela já estaria um pouco envelhecida por ter sido feito no final de agosto. Mas o leitor pode conferir os números no Blog do Gilberto Lima:

Leia: Flávio Dino lidera pesquisa com mais de 20 pontos à frente de Roseana Sarney, diz pesquisa

Vem aí uma pesquisa novinha para dirimir todas as dúvidas sobre o cenário eleitoral de 2018.

Pesquisa da Difusora AM exclui nome de Eliziane para o Senado

Líder em todos os levantamentos que foi incluída, Eliziane é excluída da Escutec

Blog Marrapá – A rádio Difusora AM encomendou pesquisa eleitoral ao Instituto Escutec para analisar o cenário político de governador e senador em 2018. Apesar de liderar todas as pesquisas realizadas para o Senado e confirmar sua pré-candidatura, a deputada Eliziane Gama (PPS) foi ignorada pela emissora de Edinho Lobão (PMDB).

No Senado, os nomes incluídos foram: Sarney Filho (PV), Edison Lobão (PMDB), o próprio Edinho (PMDB), José Reinaldo Tavares (PSB), Waldir Maranhão (PTdoB) e Weverton Rocha (PDT).

Gama hoje é a favorita para ser eleita em 2018, caso seja confirmada como candidata. Além de possuir a menor rejeição e ser prioridade do seu partido (PPS), conta a favor da parlamentar a coerência em seu mandato. Aliada do governador Flávio Dino (PCdoB), está na disputa para integrar a chapa comunista em uma das duas vagas disponíveis ao Senado. Justamente o seu desempenho em pesquisas eleitorais anteriores a credenciaram. Mesmo assim, a Difusora optou por excluir Eliziane.

Para avaliação na disputa ao Palácio dos Leões foram incluídos: Flávio Dino (PCdoB), Roseana Sarney (PMDB) e Roberto Rocha (PSB). Outra mancada da emissora ao não verificar o nome de Mauro Jorge (Podemos), pré-candidata ao governo do Maranhão. A ex-prefeita de Lago da Pedra é nome certo na disputa eleitoral do próximo ano.

Ao ignorar Eliziane e Maura, o levantamento da Difusora perde sentido. Por estratégia ou erro, o fato é que a rádio cometeu enorme equivoco.

EXCLUSIVO – Flávio Dino lidera com larga vantagem pesquisa em Imperatriz

Flávio possui mais do que o dobro das intenções de voto de Roseana em Imperatriz

O instituto Exata realizou pesquisa de intenção de votos para o município de Imperatriz. A pesquisa foi realizada no final de junho e avaliou o cenário para o governo do estado com os principais pré-candidatos. Em uma foi incluído o nome do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), que afirma ser pré-candidato a deputado federal, mas sempre tem seu nome ventilado para o governo.

No cenário sem Braide, Flávio Dino lidera com 61%, Roseana Sarney tem 25%, Roberto Rocha aparece com 11% e Maura Jorge com 3%.

Apesar de ser apontado como nome novo que pode entrar em um vácuo, Eduardo Braide não empolga o eleitor de Imperatriz. Com a inclusão do nome do deputado, Flávio Dino possui 60%, Roseana 24%, Roberto 9%, Eduardo Braide 4% e Maura Jorge 3%.

Exata: Eliziane e João Alberto lideram para o Senado

A pesquisa do instituto Exata também aferiu os números de intenção de votos para o Senado. E quando o eleitor é questionado sobre qual a primeira opção para o Senado, o nome que lidera é da deputada federal Eliziane Gama (PPS).

Eliziane foi a primeira opção para 15% dos entrevistas. João Alberto e Sarney Filho empataram em segundo (14%), seguido s de Weverton Rocha (11%), José Reinaldo Tavares (9%) e Waldir Maranhão (8%). Brancos e nulos somam 20% e não sabe/não responderam 9%.

Quando a pergunta é sobre a opção, o senador João Alberto aparece com 13% das intenções de votos, seguido José Reinaldo (10%), Weverton Rocha (10%), Eliziane Gama (9%). Waldir Maranhão e Sarney Filho empatam com 7%. Brancos e nulos somam 31% e não sabe/não responderam 13%.

A pesquisa foi realizada entre 14 a 17 de junho e ouviu 1.404 pessoas. Tem margem de erro de 3.2 pontos percentuais e índice de confiabilidade de 95%.

Primeira opção para o Senado

Segunda opção para o Senado

Rejeição: metade dos eleitores não votaria em Roseana

A pesquisa do instituto Exata também aferiu a rejeição dos possíveis candidatos ao governo do Estado nas eleições do ano que vem. A ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) é rejeitada por 49% dos eleitores.

O segundo mais rejeitado é Roberto Rocha (PSB) com 35%; seguido de Flávio Dino (PCdoB) com 27%; 25% disseram que não votariam em Maura Jorge (Podemos) e 21% em Eduardo Braide (PMN). Votaria em todos 4% e não votaria em nenhum 9%.

Surpreenderam os números altos de rejeição de Maura Jorge e Eduardo Braide que ainda são pouco conhecidos do eleitorado. As rejeições de Roseana (quatro vezes governadora), Flávio Dino (que tem o desgaste natural de estar no poder) e Roberto Rocha (também sofrendo o desgaste de estar em cargo majoritário) são naturais.

Roseana está mal até em suas pesquisas; Escutec engaveta levantamento

Parece que os números da ex-governadora Roseana Sarney para possível retorno ao Palácio dos Leões não são nada bons. O PMDB contratou pesquisa do Escutec, tradicional instituto que faz aferições para o Clã Sarney, mas jogou dinheiro fora.

A consulta feita em 80 municípios para aferir o confronto entre Flávio Dino e Roseana para as eleições de 2018 foi engavetado. Ou seja, os números são péssimos para a peemedebista.

Roseana tem feito de tudo para se manter em evidência e ter o mínimo de condições de disputar o governo. Inclusive com a estratégia de dizer que não quer ser candidata e esperar se os ventos sopram a favor.

A situação de Roseana não é fácil.

Pesquisa: Flávio Dino lidera com 33 pontos de vantagem

Foi divulgada pesquisa realizada pelo instituto Exata sobre as intenções de voto para o governo do Estado em 2018. É a primeira pesquisa de um instituto com tradição em pesquisas no Maranhão. O levantamento apontou vitória do governador Flávio Dino (PCdoB) ainda no primeiro turno em uma eventual disputa com Roseana Sarney (PMDB).

Flávio Dino marcou 59 pontos percentuais, contra apenas 26% de Roseana. Nulos/brancos marcou 10% e 5% disseram não saber ou não responderam.

A consulta também mostrou a dificuldade da ex-governadora em mudar esse quadro, porque 47% (rejeição) disseram que não votariam nela de jeito nenhum, quase o dobro do número de votos que ela recebeu dos entrevistados.

Foram ouvidas entre os dias 23 e 26 de março 1400 pessoas em 40 municípios do Maranhão.

Governo Flávio Dino é aprovado por 61% da população

Jornal Pequeno – O governo Flávio Dino é aprovado por 61% da população maranhense. É o que mostra pesquisa realizada pelo instituto Exata entre os dias 12 a 17 de dezembro. Foram realizadas 1.408 entrevistas em todas as regiões do Estado. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%.

Na última pesquisa do mesmo instituto, em julho de 2016, a aprovação era de 60%. De acordo com o novo levantamento, 34% dos maranhenses desaprovam o governo, enquanto 5% não sabem ou não responderam.

Segundo a Exata, o desempenho pessoal do governador Flávio Dino é ainda melhor e alcança 63% dos entrevistados. Com dois anos de governo, Flávio Dino mantém a mesma aprovação que o levou ao Palácio dos Leões em outubro de 2014, quando foi eleito com 63,52% dos votos.

Mesmo em meio à grave crise econômica e política nacional, que tem gerado diminuição dos repasses federais a todos os estados brasileiros e desgaste de políticos, Flávio Dino tem índices altos de representatividade, já que mais da metade dos entrevistados considera a imagem do governador como muito positiva ou positiva.

“Governador Flávio Dino demonstra uma capacidade muito grande de resistência ao clima geral que há no país e contamina a avaliação dos governos. Os níveis de aprovação do governo e de confiança no governador são muito elevados considerando a conjuntura”, destacou o relatório.

Maioria dos maranhenses desaprova Governo Temer

A mesma pesquisa também aferiu o desempenho do presidente Michel Temer, que tem a gestão reprovada por 86% dos maranhenses. Apenas 10% aprovam e 4% não sabem.

Pesquisador maranhense recebe reconhecimento internacional por trabalho sobre Zika Vírus

Antônio Augusto Moura da Silva recebeu, em março, do Governo do Estado, a Medalha Renato Archer de Mérito Científico na categoria Produtividade durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Maranhão (SNCT/MA).

Antônio Augusto Moura da Silva recebeu, em março, do Governo do Estado, a Medalha Renato Archer de Mérito Científico na categoria Produtividade durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Maranhão (SNCT/MA).

O professor e pesquisador Antônio Augusto Moura da Silva, que em março recebeu do Governo do Estado a Medalha Renato Archer de Mérito Científico na categoria Produtividade durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Maranhão (SNCT/MA), mais uma vez teve seu trabalho reconhecido, desta vez em nível internacional em razão de uma pesquisa relacionada à síndrome do Zika Vírus.

O trabalho, realizado por grupo de professores integrantes do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e por profissionais do Núcleo Infantil de Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação da Criança (Ninar), do Governo do Estado, sob a coordenação do professor, foi destaque na edição do dia 22 do jornal The New York Times, que tratou sobre o tema.

“Ele é o principal pesquisador da área de ciências da saúde do Maranhão, com pesquisas de nível nacional e internacional reconhecidas. É motivo de orgulho pro Maranhão, que um de seus pesquisadores de universidade pública, e bolsista da Fapema, com pesquisas financiadas pela Fundação, obtenha reconhecimento internacional”, comentou o secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada.

A pesquisa ‘Síndrome congênita pelo Zika vírus, soro prevalência e análise espacial e temporal de vírus Zika e Chikungunya no Maranhão’ também foi premiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ). O trabalho é fruto de uma parceria entre os profissionais do Ninar, da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e da Secretaria de Articulação das Políticas Públicas, além de pesquisadores da UFMA.

No último dia 10, o governador Flávio Dino recebeu no Palácio dos Leões uma comitiva formada pelos professores que fazem parte da pesquisa, ocasião em que ressaltou que essa ação reforçará, ainda mais, as atividades do Governo do Estado no âmbito do neurodesenvolvimento infantil. Durante a reunião, o governador garantiu que continuará a investir no Ninar e em novos projetos para o desenvolvimento da pesquisa e da assistência às crianças no Ninar.

Na reunião com o governador, o professor Antônio Moura explicou que o grupo acompanhou o crescimento, especialmente da cabeça dos bebês com microcefalia e síndrome congênita pelo vírus da Zika onde se comprovou que o crescimento da cabeça tem sido muito pequeno.

“Elas não estão conseguindo recuperar esse crescimento. O que indica que o dano cerebral que o vírus ocasionou foi realmente bastante profundo. Outra coisa é que muitas das crianças estão evoluindo com muitas crises convulsivas que estão sendo muito difíceis de tratar mesmo com medicamentos bastante complexos. Essas pesquisas continuarão e veremos como elas crescerão e como vai se dar o crescimento neurológico delas”, explicou Antônio Moura.

Pesquisa

A pesquisa analisou o crescimento, resultados de exames de imagens e eletroencefalogramas e o fenótipo de 48 bebês com provável síndrome congênita por Zika Vírus nascidas nos anos de 2015 e 2016 em municípios maranhenses.

Na reportagem do The New York Times é dado destaque a várias pesquisas relacionadas à síndrome congênita, especialmente sobre 13 crianças que não nasceram com microcefalia, mas apresentaram anormalidades neurológicas posteriormente. Sobre a pesquisa dos professores maranhenses, o jornal enfatiza que seis crianças não nasceram com microcefalia, mas três desenvolveram crescimento inadequado do crânio com o passar da idade.