Comissão de Saúde visita local do Hospital de Rosário e constata: “houve desvio de recursos”

comissaosauderosario

Comissão também visitou Unidade Mista de Rosário

“O que nós vimos foi que não tem, sequer, um tijolo colocado pra construir as paredes. Porém, o governo do estado já determinou que a sua equipe providenciasse encaminhamento à  justiça, haja vista que  houve desvio de recurso da saúde. É somente através da justiça que se pode cancelar a licitação da construtora que não deu conta de construir o hospital para que possa fazer uma nova e torcer para que uma construtora competente e honesta possa ganhar e fazer esse hospital tão desejado e sonhado”, enfatizou o deputado Stênio Rezende durante a visita da Comissão de Saúde da Assembleia ao local onde seria construído o Hospital Regional de Rosário, no padrão de 50 leitos, orçado no valor de 18.281.164,49, que está em situação de abandono.

No local onde deveria ter sido construído o hospital, R$ 4 milhões apenas em terraplanagem

No local onde deveria ter sido construído o hospital, R$ 4 milhões apenas em terraplanagem

Os deputados encontraram apenas um enorme terreno que foi feito a etapa de terraplanagem e que abriga máquinas retroescavadeiras deterioradas. Cerca de R$ 4 milhões, já teriam sido liberados desde 2014 pelo Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) para dar início a construção do hospital, porém, apenas a terraplanagem foi feita.

O deputado Levi Pontes anunciou que o governador Flávio Dino (PC do B), juntamente com o secretário estadual de Saúde, Marcos Pacheco, garantiram a conclusão do hospital. Levi explicou que o processo apesar de garantido, será finalizado a longo prazo por questões burocráticas.

comissaosauderosario3“Foi uma alegria poder trazer a mensagem do governador de que o hospital de 50 leitos está dentro do seu programa de governo. A entrega do hospital levará um tempo, porque o executivo vem revisando e corrigindo as distorções contratuais iniciadas na gestão passada, que não deixam de respingar de forma negativa atual. Mas que, enquanto isso não se constrói, vamos tentar ajudar a Unidade Mista, que é muito carente e precisa de ajuda para melhorar a qualidade”, contou o parlamentar.

Cafeteira critica nota de Ricardo Murad que não explicou o hospital fantasma

O líder do governo na Assembleia Legislativa e deputado Rogério Cafeteira (PSC), usou a tribuna nesta quarta-feira (2), para criticar a nota de esclarecimento do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad sobre obra fantasma do hospital de Rosário.

Ao ler a nota, Rogério destacou o que Ricardo Murad apontou justificativas de pagamentos para algumas etapas da obra. O parlamentar seguiu lendo o documento onde relata-se  que foram realizadas quatro medições na obra do Hospital Regional de Rosário que resultaram no pagamento total de quatro milhões, oitocentos e cinquenta e seis mil, seiscentos e noventa e seis reais e dez centavos (R$ 4.856.696,10), em valores totais faturados em dois grupos de serviços, cuja efetiva execução pode ser facilmente comprovada numa simples visita à obra e aos registros da Secretaria de Estado de Saúde.

Ele lembrou que em fotos estampadas em vários veículos da imprensa local não é possível ver qualquer vestígio de início de obras e fala ainda que dentre tantas falhas, houve uma escolha inadequada do terreno para a obra, já que houve a execução de 109.606 metros cúbicos de aterro compactados, inclusive escavações em jazidas. E falou ainda ser um absurdo o pagamento de $ 5,3 milhões apenas em aterro e terraplanagem.

Rogério Cafeteira disse também que a obra não foi paralisada em janeiro deste ano, conforme indica a nota, mas sim, em outubro de 2014, ainda no governo no qual Ricardo Murad era secretário e responsável pela obra. “Infelizmente, se constata hoje que foram feitos não apenas esse pagamento da Secretaria de Saúde, mas vários outros. Para ter uma ideia, o BNDES cobrava pagamentos irregulares do governo, que só agora conseguiu contornar essa situação com R$ 243 milhões em pagamentos irregulares”, ressaltou.

Para finalizar, o deputado pontuou que quando Ricardo Murad mencionou a gerenciadora do BNDES, não era ela que fazia a fiscalização nas obras dos hospitais da Secretaria de Saúde, e sim a Proeng. E realçou ainda um agravante, pois o ex-secretário foi avisado pela gerenciadora que o pagamento não seria homologado pelo BNDES, mas, ainda assim, foi feito o pagamento absurdo para Iris Engenharia. “Então, senhoras deputadas e senhores deputados, não apenas a declaração não condiz com a verdade, e nós temos que avançar para que fique bem claro, não foi só a obra do hospital de Rosário que paralisou no ano passado e todas que foram paralisadas estão voltando agora devido à irregularidade no processamento do contrato junto ao BNDES. Pagamentos irregulares fizeram com que todas as obras no Estado do Maranhão, cuja fonte de pagamento era o financiamento do BNDES, fossem paralisadas desde ano passado”.

Rogério denuncia desvio de R$ 4 mi em hospital fantasma de Rosário

rogerioO líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (PSC), denunciou mais um caso de desvio de recursos públicos da secretaria estadual de saúde na gestão do ex-secretário Ricardo Murad. Segundo o deputado, auditoria da secretaria estadual de Transparência e Controle comprovou o pagamento de R$ 4,2 milhões para a construção de hospital de 50 leitos em Rosário, no entanto, efetivamente só foi feito, R$ 591.074,00 em terraplanagem, segundo o deputado em “licitação travada, cheia de irregularidades e pagamentos irregulares”. A execução de 3,2% do objeto contratado.

No local onde deveria ser construído um hospital: só tapumes.

No local onde deveria ser construído um hospital: só tapumes.

Rogério lembrou que o desvio causou prejuízos ainda maiores, com o bloqueio dos recursos do BNDES por conta das irregularidades na aplicação. “Esse tipo de procedimento que aconteceu, que não é o único infelizmente, foi no montante de mais de 240 milhões de reais pagos no fim do governo de forma irregular, sem a devida autorização do BNDES. Esses pagamentos, essas irregularidades causaram a paralisação, até pouco tempo, de todas as obras feitas com recursos do BNDES. É importante que se frise esse tipo de irregularidade que ocorreu no hospital de Rosário, deputado Levi, essa é a causa da paralisação por até 15 dias mais ou menos de todas as obras do BNDES, o que causou um prejuízo gigantesco não só à população”, lamentou.

O deputado cobrou uma atuação maior das comissões da Casa para atuar na apuração e punição destas irregularidades.

A auditoria constatou indícios de diversos crimes e atos de improbidade, como licitação dirigida, pagamentos irregulares e superfaturamento.

Irlahi Linhares abre espaço para “opositores” na prefeitura para garantir reeleição

A prefeita de Rosário, Irlahi Linhares (PMDB), está abrindo espaço em seu governo para alguns líderes da oposição visando garantir apoio na reeleição do ano que vem. A oferta começou essa semana com a nomeação do empresário Ezequias Amorim (PRP) no comando da Secretaria Municipal de Esporte. Ex-aliado do ex-prefeito Marconi Bimba, Amorim retorna à Prefeitura três anos depois de ter deixado o cargo de vice-prefeito, no final de 2012.

Com essas movimentações, Irlahi insinua para os principais adversários – Calvet Filho e Willame Ancelles – que vem se fortalecendo para renovar o mandato. Na prática, a peemedebista faz a distribuição dos cargos para tirar o poder dos possíveis candidatos da oposição, já que tanto Filho quanto Ancelles tem uma tendência de caminhar separados na disputa.

Irlahi deve abrir, inclusive, espaço no governo para vereadores que compõem a Mesa Diretora da Câmara. A ideia, segundo as informações de bastidores, seria neutralizar o crescimento do presidente da Câmara, vereador Agenor Brandão (PV) que é cogitado como principal adversário da prefeita. Brandão já demonstra interesse na disputa e pode virar o pior pesadelo da administração peemedebista em Rosário.

Política maranhense em notas

Possível CPI esvazia Câmara de Rosário 

camararosarioA possibilidade da instalação da CPI da Saúde esvaziou o Palácio Dorotéia Queiroz, sede da Câmara Municipal de Rosário, nesta segunda-feira (25). O parlamento que só realiza sessão uma vez por semana, não teve trabalhos nesta por falta de quórum. O presidente, Agenor Brandão (PV), chamou os vereadores por três vezes ao plenário, mas faltou a quantidade mínima para que a Sessão fosse realizada, segundo determina o prazo regimental de inicio de Sessão marcado para às 17h, com tolerância de atraso de 15 minutos. (Blog Rosário Notícias)

Que é isso Manoel Ribeiro!!??

memotvmaranhenseA TV Maranhense, de propriedade do ex-deputado Manoel Ribeiro, resolveu punir o funcionário que cobrou três meses de salários atrasados com 10 dias de suspensão. O cinegrafista Osvaldino Lisboa reagiu com indignação. “Por reivindicar meu salário do mês de março, ganhei este presente: 10 dias de suspensão”, disse. A empresa alega que o funcionário “quebrou o sigilo empresarial”. Pelo que parece, outros (ou todos) funcionários devem estar com o mesmo atraso e pela reação da empresa, não parece muito disposta a resolver o problema. Alô Ministério Público do Trabalho!!!!

Internet para o Maranhão

Governo propõe parceria com Eletronorte_fotoO governador Flávio Dino se comprometeu em democratizar o acesso à informação através da internet. E deu um importante passo nesta segunda-feira (25). Ele esteve em Brasília para conversar com a diretoria da Eletronorte sobre o programa “Navega, Maranhão”, que o Poder Executivo Estadual planeja implantar no Estado. O programa prevê acesso público à internet através de entendimento com a Eletronorte. A internet para o interior do estado melhora o sistema de educação e saúde. O Maranhão possui o menor índice de acesso à internet. No mapa da exclusão digital, o Estado se destaca por ter apenas 9,8% de sua população com acesso à internet em casa.

Leo Coutinho vistoria ônibus escolares

RPS (5)O prefeito de Caxias, Leo Coutinho (PSB), acompanhado de técnicos da Secretaria de Educação, fizeram vistorias nos ônibus escolares que transportam alunos dos povoados que compões o 2º Distrito. Nas vistorias, foram analisadas as condições técnicas e mecânicas dos ônibus, como cinto de segurança, pneus, cadeiras e portas traseiras isoladas. Ao final da inspeção, a secretaria irá enviar um relatório com todas as informações para o Gabinete do Prefeito que, em seguida, irá tomar as providências necessárias. As crianças que são beneficiadas todos os dias pelos transportes irão se sentir ainda mais seguras, uma vez que as vistorias serão feitas com constância, visando um olhar especial às comunidades da zona rural.

Combate internacional à corrupção

carolinadahoraVinte e um países unidos no combate à corrupção. Esse é o objetivo da campanha “Corrupção, Não!”, realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em parceria com a Associação Ibero-Americana de Ministérios Públicos (Aiamp). A ação deve ampliar o debate sobre o combate à corrupção, além de conscientizar as pessoas sobre o papel do Ministério Público no enfrentamento a este tipo de crime. A campanha tem foco na internet com as hashtags #CorrupçãoNão e #CorrupciónNo. Segundo a procuradora-chefe do MPF/MA, Carolina da Hora, a campanha serve ainda para estreitar os laços com a sociedade e aumentar a percepção de que não só estamos atentos mas também combatendo efetivamente à corrupção.

Seleção para ambulantes no São João 

Atenção para quem quer ter ponto de venda de alimentos nos arraiais oficiais de São Luís. Os editais de cessão de pontos de barracas de alimentos e de credenciamento para vendedores ambulantes que ocuparão os espaços internos do arraial na Praça Maria Aragão, no período de 12 a 29 de junho. Para participar da seleção, os interessados devem comparecer à Galeria Trapiche, das 8h às 12h e das 14 às 17h entre terça-feira (26) e sexta-feira (29), para realizar as inscrições e apresentar a documentação completa exigida nos editais. Todos os classificados em sorteio participarão de curso de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos.Confira os editais aqui e aqui.

Estranha reunião

Na manhã do último sábado (23), estiveram reunidos na sede da agência Imagine o dono da empresa, Evilson Almeida, o publicitário Zeca Pinheiro, o irmão do deputado Weverton Rocha e o empresário Fernando Sarney. Uma reunião pra lá de estranha!

Política maranhense em notas

Edivaldo reforça aliança com a base

Prefeito_Edivaldo_Holanda_Junior_Foto_A.Baeta_012O prefeito Edivaldo reuniu em almoço nesta quinta-feira (21) dois terços dos vereadores da Câmara Municipal de São Luís. O encontro ocorreu no restaurante Casa da Juja, no Vinhais. Os vereadores se comprometeram em uma base mais sólida e fortalecida no apoio às ações do governo municipal. Edivaldo se comprometeu em estar mais próximo da Câmara para atender melhor às reivindicações das bases dos vereadores. Dos 31 parlamentares, 21 estiveram no encontro, inclusive um vereador do PSDB. Curiosamente (ou não), o socialista Roberto Rocha Júnior não foi ao almoço.

PSDB municipal também se reforça

pintoO PSDB de São Luís sob o comando de Pinto Itamaraty conseguiu muitas filiações. cerca de 600 pessoas já se filiaram a legenda com o novo comando. Muitos dos novos filiados são lideranças comunitárias importantes que deverão ser candidatos e agregar votos importantes. O PSDB de São Luís ainda tem nomes que podem ser candidatos a prefeito como Neto Evangelista, João Castelo e Luís Fernando Silva. Por mais que o próprio João Castelo reclame a retomada do controle da legenda, não há como negar o fôlego novo para o partido e musculatura para negociar candidatura própria e alianças tanto na eleição proporcional quanto na majoritária.

Castelo irá recorrer da condenação

casteloPor falar em João Castelo, o tucano emitiu nota sobre a condenação à perda da função pública e dos bens e ao ressarcimento de R$ 115,1 milhões aos cofres públicos por improbidade administrativa. Castelo disse que já havia sido absolvido na primeira instância e agora outro juiz refaz a decisão. Sobre a denúncia de não ter demonstrado ocorrências emergenciais em ruas e avenidas da cidade que legitimassem a realização dos serviços que são alvos do processo, Castelo afirma que todos os municípios da Grande São Luís e vários outros do Maranhão decretaram estado de emergência na mesma época. O deputado afirma que a situação de calamidade foi tão grave que o próprio presidente Luís Inácio Lula da Silva visitou o Maranhão na época, deixando evidente a situação de emergência que fundamentou o contrato com a Pavetec.

Debate na UFMA

11151069_875421709187358_2178524132611585148_nOs candidatos a reitor da UFMA José Silva Oliveira, Antônio Gonçalves e Sofiane Labidi participaram de debate nesta quarta-feira (20) e apresentaram suas propostas além de responder aos questionamentos da comunidade universitária. A candidata Nair Portela apesar de convidada não compareceu ao debate e perdeu a oportunidade de confrontar ideias em um auditório lotado. O debate com a mediação do publicitário e presidente da Func Marlon Botão foi organizado pela Apruma-Seção Sindical do Andes–Sindicato Nacional em parceria com os centros acadêmicos dos cursos de Direito, Ciências Contábeis, Comunicação e Serviço Social, aconteceu no auditório setorial do Centro de Ciências Sociais (CCSo) e durou aproximadamente três horas.

Rosário deve mais de R$ 3 milhões em precatórios

precatoriosrosarioA prefeita Irlahi Linhares, que já enfrenta uma CPI (reveja), também corre o risco de ter bloqueado o Fundo de participação dos Municípios. A Prefeitura de Rosário tem até o fim deste ano para quitar R$ 3.273.221,66 em dívidas de precatórios. Levantamento feito pelo Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) mostra as decisões judiciais acumuladas pelo Município rosariense de 2003 até o momento e que inclui uma lista de nove credores. A peemedebista pode ser responsabilizada por descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal e por improbidade administrativa.

Frente Parlamentar contra violência à Mulher

DSCN6587Nesta quarta-feira (20), foi lançada a Frente Parlamentar de Violência contra à Mulher. A solenidade aconteceu no Plenarinho e contou com a presença de várias entidades e órgãos em defesa da Mulher. A frente visa contribuir, fortalecer e desburocratizar a Rede de Atendimento em Defesa da Mulher no Estado do Maranhão, em conjunto com as demais entidades que atuam no combate à violência contra a mulher. Participaram da Mesa o deputado Zé Inácio (PT), as deputadas Francisca Primo (PT), presidente da Frente; Nina Melo (PMDB), vice-presidente; Valéria Macedo (PDT) e autoridades em defesa da mulher.

CPI irá apurar irregularidades na saúde de Rosário

Prefeita de Rosário, Irlahi Linhares

A Câmara Municipal de Rosário (CMR) instalou nesta terça-feira (19) uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar possíveis irregularidades cometidas na Secretaria Municipal de Saúde. A proposta, de iniciativa da Mesa Diretora da Casa, que já havia sido aprovada pela Câmara no mês fevereiro, será a primeira investigação instalada pela Casa de Leis desde 2013, quando os vereadores da atual legislatura tomaram posse.

Em janeiro deste ano, os vereadores Carlos do Remédio (SD) Jardson Frazão (PP), Luís Carlos, o Kiko (PP); Magno Nazar (PRP), Francimar Rodrigues, o Preto (PP); Ademar Cantanhede (PRP), Nazareno Barros (PTdoB) e o presidente da Câmara, Agenor Brandão (PV), realizaram uma vistoria no Hospital SESP e constataram várias irregularidades que estão na contramão da humanização no atendimento de saúde.

Após a inspeção, um relatório mostrando as principais irregularidades na unidade hospitalar foi produzido pela comitiva de parlamentares. Foi a partir do documento que a Câmara resolveu instalar a CPI.

O vereador Agenor Brandão, chefe do legislativo rosariense, explicou o motivo que o levou a instalar a CPI dois meses depois de ter sido criada.

“Os trabalhos de uma CPI só começam quando os membros da CPI forem definidos. Eu assumi a presidência da Câmara no início do ano e, achei melhor que antes da instalação da comissão, era preciso, primeiro, melhorar a estrutura da Casa, instalando um sistema de telefonia e internet para facilitar, inclusive, o trabalho do colegiado que será definido em breve”, disse o vereador Brandão, ao explicar que o decreto que criou a CPI terá prazos que poderão ser prorrogados.

 

Assim que a CPI iniciar os trabalhos, vários requerimentos com pedidos de envio de documentos e a convocação de gestores deverão ser apreciados pela comissão.

O vereador Nazareno. Durante o bate-papo gravado, o parlamentar se mostrou favorável à ‘CPI da saúde’ que irá apurar denúncias na administração da prefeita Irlahi Linhares (PMDB). “Eu sou favorável, fui um dos defensores e até assinei a proposta. Eu só não aceito é servir de bode expiatório. Se é para investigar que se investigue”, declarou.

INVESTIGAÇÃO FEDERAL   

A criação da CPI coincide com uma ação penal em tramitação na Justiça Federal contra a prefeita Irlahi Linhares que juntamente com outras quatro pessoas estão sendo investigadas pela Polícia Federal, conforme documento em anexo.

fotorosario

Governo abre seletivo para agente e vigilante penitenciário em Rosário

processo_seletivo

Na próxima terça-feira (17) iniciam as inscrições para o processo seletivo de contratação temporária para cadastro de reserva de auxiliar de segurança penitenciária. O edital foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (13) e poderá ser acessado a partir da próxima segunda-feira (16). A primeira etapa do seletivo será direcionada para o município de Rosário e até o dia 19 o candidato poderá se inscrever pelo site www.sejap.ma.gov.br. Em etapas seguintes, os seletivos serão direcionados a outras cidades que prestem serviços carcerários.

A partir do cadastro, serão selecionados cerca de 20 candidatos, conforme necessidade e conveniência do órgão para o município de Rosário. Para participar do processo seletivo, o interessado precisa ter ensino médio completo, mais de 18 anos e comprovar experiência no sistema prisional. O aprovado exercerá funções de guarda e vigilância dos presídios, auxiliando diretamente no deslocamento interno dos detentos.

O secretário da Administração Penitenciária (Sejap), Murilo Andrade de Oliveira, ressalta que o seletivo confere eficiência ao sistema e idoneidade ao quadro funcional da Sejap. “Esse é só o primeiro passo de uma grande mudança que vai profissionalizar todos os servidores de presídios. Essa é uma determinação do governador Flávio Dino para chegarmos ao objetivo final que é humanizar os internos e garantir segurança nas penitenciárias, colocando fim às terceirizações”, explicou o secretário Murilo.

Fim das terceirizações

O governador Flávio Dino enviou Medida Provisória à Assembleia Legislativa, que estabelece o fim das terceirizações no sistema penitenciário e a realização de processo seletivo para a contratação temporária de 1,3 mil profissionais, para reforçar a segurança nas unidades prisionais. “Este é um passo importante na gestão do sistema penitenciário do Maranhão: substituir as terceirizações e economizar mais de R$ 20 milhões por ano. Com o dinheiro economizado, vamos avançar na organização das unidades, investindo em segurança e no respeito à Lei de Execuções Penais”, afirmou o governador Flávio Dino.

Durante a administração passada, foram criadas estruturas que não possuem respaldo institucional para a legitimidade da atuação. Essas estruturas, em grande maioria, são operadas por contratados de empresas terceirizadas, colocando em dúvida a atuação desses setores.

Legalidade e economia com o seletivo

O processo seletivo para a contratação temporária até a conclusão de concurso público garantirá tanto a legalidade das funções quanto economia aos cofres públicos. A remuneração do cargo para vigilante penitenciário será de R$ 1,5 mil enquanto para o cargo de agente penitenciário será de R$ 3,9 mil.

O gasto anual com os 1,3 mil profissionais totalizará R$ 42 milhões. O valor corresponde a uma economia de quase R$ 22 milhões aos cofres públicos ao comparar com os gastos estabelecidos na gestão anterior que alcançam a cifra dos R$ 63 milhões. Desse montante, R$ 49,4 milhões são gastos com os 930 terceirizados da VTI e R$ 14,4 milhões com os 472 da empresa Atlântica.

“O seletivo é uma medida provisória até que seja concluída a etapa total do concurso e com toda certeza, estas mudanças trarão resultados positivos e faremos um bom trabalho com a chegada de novos profissionais”, garantiu o secretário da Sejap, Murilo de Oliveira.

Refinaria de Bacabeira repete o roteiro do polo de confecções de Rosário

refinaria

“Obra do século” enterrou mais de R$ 2 bilhões

A cota de problemas herdados pelo governo Flávio Dino, inclui agora o destino da gigantesca área  destinada a  construção da Refinaria Premium I na cidade de Bacabeira. Anunciada em 2010 como a “obra do século”, o empreendimento foi descartado pela Petrobrás. Ao  lado do Polo de Confecções de Rosário, divulgado na década de 1990 como um dos investimentos mais importante do Maranhão naquela época, a Refinaria Premium tornou-se mais um projeto que acalentou milhares de expectativas especialmente das cidades da região do Munim, berço de grandes cantadores  de bumba meu boi, mas  terminou de forma melancólica  como o enredo de uma toada triste.

Composta por doze cidades, a região do Munim sonhou acordada por duas ocasiões com grandes projetos de desenvolvimento, chancelados inclusive com a vinda da mais alta autoridade do país ao Maranhão.

Na década de 1990, quando  Roseana Sarney, governadora do estado, naquela ocasião, filiada ao PFL, atual DEM, partido da base aliada do então presidente Fernando Henrique Cardoso, contou com a presença de FHC para a solenidade de inauguração do Pólo de Confecções de Rosário.

Em 13 de dezembro de 1996, no primeiro dos quatro mandatos exercidos por Roseana Sarney, na época filiada ao PFL (atual DEM ) o então presidente da Republica, Fernando Henrique Cardoso( PSDB)  descerrou a faixa de inauguração de um empreendimento que nunca se concretizou e alguns anos depois tornou-se alvo de investigação do Tribunal de Contas da União e do Ministério Público Federal, deixando um saldo de centenas de moradores da região endividados por contas de empréstimos obtidos bancários assumidos em nome destas pessoas.

O protocolo de intenções assinado na época entre o governo do Estado e a empresa Kao I,  administrada por Chhai Kwo Chheg,  brasileiro naturalizado, nascido em Tauwan previa a instalação do Polo de ConfeCções de Rosário, destinado a gerar mais de quatro mil empregos, com a  produção anual de sete milhões de camisas. Mas no fim de tudo restaram apenas dívidas milionárias para os integrantes das associações comunitárias criadas por trabalhadores de Rosário que de boa fé acreditaram no empreendimento.

Roseana, Lobão, Lula, Dilma e Sarney anunciaram refinaria com toda pompa

Roseana, Lobão, Lula, Dilma e Sarney anunciaram refinaria com toda pompa

Em janeiro de 2010, era o PT que comandava o país e o então presidente Luís Inácio Lula da Silva foi até a Bacabeira para a solenidade de lançamento da pedra fundamental da Refinaria Premium I.  A obra começou ter as negociações iniciadas ainda no governo Jackson Lago que de maneira discreta tratou dos primeiros contatos com a Petrobrás, destinados a discutir a implantação de uma refinaria no Estado. Cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral(TSE) em abril de 2009, Jackson Lago deixa o Palácio dos Leões e assume o posto a senadora Roseana Sarney.

A partir de então, o tema Refinaria Premium torna-se um assunto constante pautado na mídia maranhense e em janeiro de 2010,  a região do Munim recebe a visita de outro Presidente da República. Desta vez, Luís Inácio Lula da Silva(PT) esteve em Bacabeira para a solenidade de lançamento da Pedra Fundamental da Refinaria Premium I.

Para os moradores da região do Munim e em especial de Bacabeira, não havia dúvidas de que era uma questão de tempo a implantação da Refinaria. Pessoas de outras cidades e até de outros estados fizeram investimentos no munícipio. Centenas de jovens participaram de cursos profissionalizantes voltados especificamente para formar mão de obra destinada a Refinaria Premium I.

Tudo se tornou superlativo em relação ao megaprojeto. No programa eleitoral gratuito, a governadora Roseana Sarney, líder das pesquisas de intenção de votos reforçava o discurso de que em breve a refinaria entraria em funcionamento. Em um  destes programas ela sobrevoou a área destinada a construção da refinaria informando que o empreendimento deveria gerar 150 mil novos empregos e promover um amplo desenvolvimento para Bacabeira e outras cidades da região do Munim

Lava-jato

Toda  contestação ao que seria a maior refinaria do Brasil e a quinta do mundo era visto como uma prova de “ódio ao Maranhão”.  Algumas vezes para se contrapor ao ceticismo, provocado por atrasos no cronograma de obras da refinaria,  setores da mídia maranhense entrevistavam um executivo de alta patente da Petrobrás, Paulo Roberto Costa que fazia questão de   descartar qualquer possibilidade deste empreendimento não ser concretizado.

Em março de 2014, a operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal teve entre os principais detidos, justamente Paulo Roberto Costa. Por conta dos  desdobramentos das investigações a Petrobrás iniciou o ano de 2015 tendo de rever a viabilidade de alguns projetos, dentre elas as duas refinarias anunciadas para o Maranhão e o Ceará e que em relatórios anteriores da empresa, já não apareciam entre as principais prioridades e decidiu cancelar estes projetos.

Tanto o governo do Ceará quanto o governo do Maranhão já se manifestaram sobre o assunto. No caso do Maranhão, o governo do Estado anunciou a intenção de dialogar com a Petrobrás para discutir a retomada do projeto. Para a população da  Região do Munim, o desânimo foi proporcional ao tamanho da expectativa gerada  por conta do empreendimento, e ainda com um ingrediente mais amargo: a certeza de estar vendo pela segunda vez o mesmo filme e novamente com um final desagradável.

Othelino Neto recebe apoio de liderança política de Rosário

Othelino Neto (PCdoB) conta com o apoio do enfermeiro  Williame Anceles (PSB), segundo colocado na  eleição para prefeito de Rosário com 6.302 votos

Othelino Neto (PCdoB) conta com o apoio do enfermeiro Williame Anceles (PSB), segundo colocado na eleição para prefeito de Rosário com 6.302 votos

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) recebeu o importante apoio do enfermeiro Williame Anceles (PSB), segundo colocado na eleição para prefeito de Rosário com 6.302 votos. Liderança forte, ele se soma ao projeto após a desistência de Hélio Soares (PMDB) que não mais disputará vaga para a Assembleia Legislativa.

 

Williame, no momento, coordena, em Rosário, as campanhas dos candidatos da coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino (PCdoB) e Roberto Rocha (PSB), e apoia também a candidatura da deputada Eliziane Gama (PPS). Passa agora a somar também com Othelino. Ele é um ativista político respeitado no município e figura como um dos favoritos para 2016.

 

“Recebo com bastante alegria e entusiasmo o apoio do Williame Anceles, liderança importante de Rosário que já apoia Flávio Dino e Roberto Rocha. É, cada vez mais forte, o desejo de mudança e de dias melhores no Maranhão”, disse Othelino Neto.

 

Campanha em São Luís

 

Na reta final, Othelino intensifica a campanha em São Luís e em diversos municípios do Maranhão. O candidato tem participado de mobilizações importantes, como no último final de semana, em Monção, onde uma multidão se formou em passeata e ouviu suas propostas.

 

Em São Luís, bandeiraços e caminhadas dão o ritmo da campanha de Othelino Neto. Na última terça-feira (30), uma grande mobilização aconteceu no bairro do Vinhais. Outras atividades acontecem, de forma concentrada, também na Zona Rural.