Leonardo Sá fecha com mais um partido e caminha para a maior coligação em Pinheiro

Leonardo Sá e Simplício Araújo

Pré-candidato Leonardo Sá fecha com SD, de Simplício Araújo

Ainda anda repercutindo bem o evento que lançou oficialmente a pré-candidatura de Leonardo Sá (PCdoB) à prefeitura de Pinheiro. O comunista fechou o apoio de mais um partido ao projeto da “Verdadeira Mudança”: o Solidariedade. O compromisso foi firmado entre o médico e o presidente estadual da legenda, o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

O anúncio foi feito pelo pré-candidato em suas redes sociais, que se mostrou confiante com a nova adesão. “Agora são nove partidos, juntos, pela verdadeira mudança em Pinheiro! Muito feliz em ter mais um aliado conosco: o partido Solidariedade. Assim caminhamos firmes no propósito de libertar nosso município. Obrigado secretário de Indústria e Comércio e presidente do Solidariedade, Simplício Araújo, por aderir ao projeto da Verdadeira Mudança em Pinheiro”, declarou.

A partir de agora, são nove os partidos que integram o projeto encabeçado por Leonardo Sá: PCdoB, PEN, PTC, PSB, DEM, PDT, PSC, PR e SD. Ainda há muitas conversas sendo articuladas com outras legendas para aumentar a chapa de Sá, que deverá ser a maior de Pinheiro.

O resultado dessa grande aliança é, além do maior tempo de TV, a demonstração da credibilidade de Leonardo Sá e a força política de todo o seu grupo em Pinheiro.

Política maranhense em notas

Pesquisa em Imperatriz I

candidatosimperatrizA pesquisa Escutec divulgada nesta quarta-feira (1º) está próxima de outras sobre o cenário da sucessão em Imperatriz, que demonstram um empate técnico entre Ildon Marques e Rosângela Curado em um empate técnico em torno dos 30%. O nome de Clayto Noleto – apesar de ainda ter números discretos – aparece em uma crescente em outros levantamentos na cidade e com grandes possibilidades de crescimento. Agora, com os serviços de asfaltamento do Mais Asfalto na cidade, os apoiadores de Clayton na região esperam seu crescimento.

Pesquisa em Imperatriz II

marcoaurelioOutro dado interessante da pesquisa Escutec foi a supressão do nome do deputado estadual Marco Aurélio (PCdoB). Em outros levantamentos, o deputado aparece à frente do delegado Assis Ramos, justamente no espaço considerado pela pesquisa estimulada Escutec como o eleitor que não vota em nenhum dos apresentados. Marco Aurélio já está decidido de que não será candidato, mas é um dado importantíssimo a se considerar o movimento do eleitorado que deseja votar no deputado do PCdoB.

Serviços na Vila Riod e Pontal da Ilha aprovados

asfaltoMoradores da Vila Riod e do Residencial Pontal da Ilha, na capital maranhense, que por quase três décadas viviam em estado de abandono e sem acesso a serviços públicos de qualidade, começam a viver uma nova realidade. Além do asfalto, a prefeitura de São Luís levou os serviços de urbanização com implantação de drenagem superficial (meios-fios, sarjetas e calçadas). Raimunda da Silva Rocha, uma das primeiras moradoras da Vila Riod, residente na Rua Santa Terezinha, conta que antes do asfalto chegar, havia muita poeira e lama e as dificuldades eram imensas. “Aqui toda hora era assalto. A polícia não entrava aqui. Não tinha como. Se um morador precisasse de atendimento médico, também não tinha. Ambulâncias e viaturas entravam, mas não saíam, ficavam atoladas”. Assim como ela, vários moradores têm elogiado os serviços.

Concurso do IFMA é suspenso

A Justiça Federal suspendeu, liminarmente, o concurso para professores do Instituto Federal do Maranhão (Ifma), que está sob a responsabilidade da Fundação Sousandrade. A decisão é resultado da ação civil pública do MPF/MA. No edital, eram previstas quatro fases: prova objetiva, dissertativa, de desempenho didático e de títulos. No entanto, após ser divulgado o resultado das duas primeiras fases, a instituição excluiu do concurso candidatos que, embora tenham atingido as notas mínimas para aprovação nas provas objetiva e dissertativa, não estariam dentro de um limite de vagas previsto para a próxima fase. Para o MPF/MA, a exclusão dos candidatos foi praticada por meio de interpretação equivocada do edital violando os princípios do livre acesso aos cargos públicos.

Prefeitura de Bom Jesus das Selvas invadida

Enquanto a prefeita de Bom Jesus das Selvas passeava pela Assembleia Legislativa, em São Luís, a sede da prefeitura foi invadida por protestantes que reclamavam falta de água e problemas do serviço de energia elétrica. Com faixas cartazes e fogos de artifício, manifestantes pediram providências da prefeita Cristiane Damião. O animador do protesto gritou várias vezes que a prefeitura é espaço público e por isto estava sendo ocupada. Ele afirmou que no dia 24 de maio, os moradores se reuniram em congresso para formular as políticas públicas do município, e queria protocolar as propostas.

Bate boca do Whatsapp para a Tribuna

A postura tanto do secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, quanto do deputado Vinícius Louro foi lamentável. A disputa local ferrenha em Pedreiras gerou uma troca de insultos que começou em grupo de Whatsapp com insultos sofríveis e, após o vazamento, foi para a tribuna do parlamento estadual. Vinícius Louro pediu a “cabeça” do secretário e o acusou de uma série de nomeações irregulares. “Temos mandatos porque a voz do povo é a voz de Deus. Então, não vai ser esse um cidadão que foi expurgado da eleição, um eterno suplente de deputado, que vai aqui agora falar do legítimo representante do povo”, alfinetou.

Simplício Araújo será o secretário de Indústria e Comércio

Simplicio (2)Finalmente o deputado federal Simplício Araújo (SD) teve seu espaço no governo Flávio Dino definido. Era certo que Simplício seria secretário e a pasta foi definida. Araújo comandará a secretaria de Indústria e Comércio.

Flávio destacou o mandato de Araújo na Câmara e seu bom relacionamento com a classe empresarial. “O deputado Simplício faz um excelente mandato na Câmara. Vai nos ajudar no diálogo com o empresariado que investe ou quer investir no Maranhão”.

Simplício vai pedir que CPI investigue refinaria Premium I em Bacabeira‏

refinariaO deputado federal Simplício Araújo (Solidariedade/MA) afirmou que irá pedir que a CPI da Petrobras investigue a refinaria de Bacabeira. O parlamentar é autor da comissão externa que irá vistoriar as obras em Bacabeira no início de junho e será o representante do Solidariedade na CPI.

“A comissão externa que solicitei e que estará em Bacabeira no início de junho irá coletar as informações necessárias para que possamos embasar nosso pedido à CPI para que a refinaria de Bacabeira também seja investigada. Mesmo sem um projeto básico, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a governadora Roseana Sarney, o pai dela, senador José Sarney (PMDB-AP), e o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, fizeram festa, com direito a discurso, para o lançamento da pedra fundamental. Passados quatro anos o que se vê são dívidas e prejuízos para os comerciantes de Bacabeira e, mais uma vez, essa refinaria está sendo usada como palanque eleitoral”, afirmou.

Segundo reportagem do jornal O Globo deste domingo, o TCU vê irregularidades em obra anunciada com pompa em 2010. A Premium I seria a maior refinaria do Brasil, com capacidade de produzir 600 mil barris/dia, empregaria 25 mil pessoas no ápice das obras e deveria entrar em pleno funcionamento em 2016. Quatro anos depois, o que se vê é a paralisação da obra, que somente em terraplanagem, consumiu R$ 583 milhões, além de mais R$ 1 bilhão em projetos, treinamentos, transporte, estudos ambientais. Todo o montante foi pago pela Petrobras.

O custo total da refinaria está estimado em R$ 38 bilhões, mas a própria empresa afirmou que “somente após a conclusão da etapa de consulta ao mercado será possível mensurar o custo total da refinaria”. A previsão, agora, é que ela entre em operação em 2018.

Segundo Simplício, a situação da refinaria de Bacabeira é tão grave quanto a refinaria de Pasadena. “Estamos diante de um caso semelhante e talvez até pior do que a de Pasadena. A pressa da Petrobras em dar visibilidade a uma refinaria que não tinha nem projeto básico ocasionou, de acordo com relatório do TCU, um dano de R$ 84,9 milhões e isso é inaceitável. Como parlamentar integrante da CPI pelo Solidariedade vou lutar para que as investigações alcancem esse derrame de dinheiro público e estelionato eleitoral.”

(Com informações do Jornal O Globo)

Simplício repercute reportagem do Jornal Nacional

Simplicio (2)O deputado Simplício Araújo (Solidariedade/MA), afirmou que o que foi apresentado pela Rede Globo há tempos são a tônica de sua luta no Maranhão. “Desde que entrei na política venho lutando para tentar reverter os indicadores sociais do nosso estado. Ano passado denunciamos, por diversas vezes, o mau uso do dinheiro público pelo governo estadual e propusemos ações para tentar diminuir o sofrimento da nossa população”, ressaltou.

O parlamentar afirmou que o alto índice de mortalidade infantil, o maior do país segundo a reportagem, é causado principalmente pela falta de uma rede de hospitais no interior do estado. “Com a ausência de hospitais no interior do estado e a falta de políticas públicas na área de saúde, a população se vê obrigada a procurar ajuda nos hospitais da capital, sobrecarregando de maneira absurda os já lotados hospitais de referência”, apontou.

Simplício já vem alertando há algum tempo para essa realidade e cobrando políticas sociais para melhorar a vida do maranhense. “A governadora do Maranhão, Roseana Sarney, não está preocupada em melhorar os índices sociais do nosso estado e nem diminuir essa violência que ali se instalou. É preciso, primeiro, admitir que o problema é grave, mas nem isso a governadora faz. Pelo contrário: esconde o problema, como fizeram quando fomos visitar o presídio”, lembrou o parlamentar.

Para justificar o injustificável, Roseana Sarney afirmou que a violência no estado aumentou devido ao crescimento econômico do estado. Disse ainda que o estado está mais rico. Mas, infelizmente, os maranhenses não vivem esse crescimento, não tem políticas públicas que fazem com que o estado cresça. De acordo com números do IBGE, o PIB do estado cresceu 15,3% entre 2010 e 2011, bem acima do crescimento do Brasil no mesmo período, que foi de 2,7%. O problema é que esse crescimento não se traduziu em melhora de vida para os maranhenses.

O deputado também afirmou que a redução da extrema pobreza alardeada pelo Secretário de Desenvolvimento Social do Estado, Fenando Fialho, durante a reportagem do JN, na verdade se deve ao aumento do Bolsa Família e não em ações adotadas pelo governo estadual.

As desigualdades no estado se refletem também nas estatísticas sobre segurança. O MA tem a pior relação de policiais militares por habitantes. Tem um PM para cada 916 habitantes. São Paulo tem um PM para cada 462 habitantes e o Rio, um PM para cada 371 habitantes.

Confira aqui a reportagem do Jornal Nacional na íntegra

Acesso limitado: Pedrinhas ainda tem muito a esconder

Comissão conversa com secretário Sebastião Uchôa em Pedrinhas.

Comissão conversa com secretário Sebastião Uchôa em Pedrinhas.

O deputado federal Simplício Araújo (SDD) e a deputada estadual Eliziane Gama (PPS) reclamaram muito das condições da visita da comissão de Direitos Humanos do Senado á penitenciária de Pedrinhas no Maranhão. Os deputados afirmaram que a visita foi condicionada ao que queria o governo do estado e não houve acesso há áreas importantes do complexo.

Simplício Araújo (Solidariedade/MA) afirmou que o grupo Sarney é o único que possui real conhecimento do que ocorre dentro da penitenciária. Ele disse que deputados e senadores foram impedidos de conhecerem as alas em estado degradante. De acordo com Simplício, os presos das alas mais problemáticas estão fazendo greve de fome. “A intervenção é o melhor caminho para que se possa resolver o caso”, defendeu.

“Só mostraram as alas que foram reformadas recentemente. Dessa forma, fica difícil apontarmos soluções para minimizar o caos que ali se instalou. Estão escondendo o problema e quero saber por que estão fazendo isso. Só quem pode ter acesso é o grupo Sarney, o que faz acreditarmos, infelizmente, que tudo continuará na mesma situação”, apontou o deputado.

Já a deputada Eliziane Gama (PPS) foi novamente barrada junto com membros da OAB-MA. Ela lamentou que como membro da Comissão de Segurança da Assembleia não pudesse ter tido acesso a mais dependências do complexo penitenciário.

“O objetivo da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia, da OAB e da Sociedade de Direitos Humanos é evitar que novas tragédias aconteçam. Fomos impedidos de acompanhar e isto é uma arbitrariedade, pois permitiram que um deputado governista acompanhasse a visita. O Governo está querendo maquiar o caos do sistema prisional maranhense”, afirmou Eliziane Gama.

A comitiva maranhense teve acesso apenas a Casa de Detenção Provisória (CDP) e foi impedida de entrar no Presídio São Luís 1. Segundo a SEJAP, o acesso limitado teria sido motivado por questões de segurança.

Simplício Araújo fala do golpe que o governo quer aplicar com eleição indireta

Em duro discurso na tribuna da Câmara Federal, o deputado Simplício Araújo (SDD), falou dos problemas dos números que envergonham o Maranhão em todo o Brasil, ressaltando que a vergonha não é dos Maranhenses, mas da falta de governo estadual.

Simplício disse que Roseana lançou o “PGEM- PROGRAMA DE GOLPE AOS ELEITORES MARANHENSES”. Ele falou do golpe que o governo está aplicando, depois de tirar o vice-governador do cargo e articular a eleição indireta do secretário de Infraestrutura, Luís Fernando Silva. “Envolveram Executivo, Judiciário e Legislativo. Envergonharam o vice-governador. Usam o governo para golpes contra a população”, lamentou.

Veja o vídeo:

 

Estevão Aragão se filia ao Solidariedade e assume presidência do Diretório Municipal

Estevão assina ficha de filiação do SDD.

Estevão assina ficha de filiação do SDD.

Ontem foi confirmada a troca partidária anunciada em primeira mão por este blog (reveja). O vereador Estevão Aragão (ex-PPS) assinou a ficha de filiação ao Solidariedade (SDD). A ficha foi abonada pelo presidente estadual da legenda, deputado federal Simplício Araújo. O vereador também assumiu a presidência do diretório municipal de São Luís da legenda.

Aragão estava insatisfeito com a deputada Eliziane Gama, presidente estadual do PPS (relembre aqui). Foi a deixa para uma articulação entre Aragão e Simplício Araújo. O deputado cedeu a presidência do diretório municipal e ganhou um vereador na capital. Estevão entregou ontem sua desfiliação ao presidente do diretório municipal do PPS, Vieira Lima.

Aragão agora está em um partido da aliança com a pré-candidatura de Flávio Dino (PCdoB) ao governo do estado e reforça o quadro dinista. O PPS, por sua vez, não tem mais representatividade na Câmara Municipal de São Luís.

As duas trocas partidárias na Câmara Municipal fortaleceram a pré-candidatura de Flávio Dino. Francisco Chaguinhas deixou o governista PRP para se filiar ao oposicionista PSB e Estevão Aragão deixou o PPS, que deverá ter candidatura própria ao governo, para se filiar ao SDD, da base dinista.

Solidariedade se estrutura nos municípios: Elanderson Pereira assume em Bequimão

Elanderson Pereira e Simplício Araújo.

Elanderson Pereira e Simplício Araújo.

O Partido Solidariedade (SDD) está se estruturando nos municípios maranhenses e tem filiado muitos vereadores. Em Bequimão, p vereador Elanderson Pereira assumiu a presidência do Diretório Municipal após o convite do deputado federal Simplício Araújo.

O vereador foi eleito pelo PPS e transferiu-se no dia 4 de outubro para o SDD, onde será o presidente da Comissão Provisória. O ex-popular-socialista é irmão do secretário adjunto de Comunicação de São Luís, Robson Paz, e poderá ser candidato a deputado estadual ou federal nas próximas eleições.

Como o blog já destacou, o SDD começou sua história já como partido grande no Maranhão.

Nova divisão do tempo de TV com PROS e Solidariedade

Do Blog do Diego Emir
SDD, de Simplício, e PROS, de Zé Vieira, terão bom tempo de televisão.

SDD, de Simplício, e PROS, de Zé Vieira, terão bom tempo de televisão.

Os dois novos partidos aprovados pela Justiça Eleitoral nasceram com peso relevante para definir a batalha das campanhas presidenciais no rádio e na TV, em 2014. O Solidariedade e o Partido Republicano da Ordem Social (Pros) somaram, até a manhã de quarta-feira (9), 41 deputados. Juntos, os parlamentares que as siglas conseguiram arregimentar devem render um ativo de quase dois 2 minutos de tempo de propaganda eleitoral para negociação de alianças – o que coloca as siglas como vedetes já assediadas por PT e PSDB para formar coligações. A soma entre as legendas, ainda sujeita a alteração, é de 1 minuto e 51 segundos.

O rumo do Pros, tudo indica, será o contrário do Solidariedade. O partido recebeu adesões de grupos políticos que sustentam a candidatura de Dilma, como os irmãos Cid e Ciro Gomes, do Ceará, que abandonaram o PSB e o projeto de candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos – agora apoiado pela ex-senadora Marina Silva, que não conseguiu registrar a Rede Sustentabilidade. O Pros possui mais exposição no rádio e na TV do que partidos que controlam ministérios no governo Dilma.
A sigla soma 50 segundos ante 42 segundos do PDT (Ministério do Trabalho) e outros 42 segundos do PCdoB (Ministério dos Esportes) – tradicional aliado petista.A cota do Solidariedade é a maior entre as novas legendas: pouco mais de 1 minuto. O partido nasceu independente, segundo o seu principal articulador, o deputado Paulinho da Força, egresso do PDT. Apesar de ter sido alvo de flerte da situação, o Solidariedade possui evidentes inclinações a fechar com a oposição à presidente Dilma Rousseff – sobretudo com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) como candidato do PSDB. O tempo que o Solidariedade tem a oferecer à candidatura aecista supera o do mais leal aliado dos tucanos nas últimas eleições nacionais, o DEM, que deve ficar com 56 segundos. Sozinhos, os tucanos possuem 1 minuto e 51 segundos.
O Pros desidratou a bancada do PSB, levando principalmente deputados com base na Região Nordeste, e deixou o partido de Campos e Marina Silva com somente 1 minuto e 8 segundos de parcela no horário eleitoral, a menor exposição entre as principais pré-candidaturas ao Palácio do Planalto.
O PT manteve a liderança do tempo de TV com folga: quase 3 minutos e 3 segundos. O partido perdeu apenas um parlamentar, o deputado Domingos Dutra, que pretendia integrar a Rede, mas terminou no Solidariedade. O PMDB segue de perto o aliado de chapa presidencial, com 2 minutos e 34 segundos. Juntos os partidos garantem a Dilma 5 minutos e 37 segundos, até aqui, o maior tempo de propaganda.
Veja a divisão:
PT
86
03’03”26
PMDB
71
02’34”02
PSD
49
01’51”13
PSDB
49
01’51”13
PP
40
01’33”54
PR
31
01’16”04
PSB
27
01’08”25
Solidariedade
23
01’00”45
DEM
21
00’56”55
PTB
19
00’52”65
Pros
18
00’50”70
PDT
14
00’42”91
PCdoB
14
00’42”91
PSC
13
00’40”96
PV
11
00’37”06
PRB
8
00’31”21
PPS
6
00’27”31
PTdoB
4
00’23”41
PSOL
3
00’21”46
​Demais
6
03’58”31
TOTAL
513
25min​​