Flávio Dino diz que prefere 2014

Flávio quer que comunistas esperem até 2014

A Conferência estadual do PCdoB realizada neste final de semana na Assembleia Legislativa deixou razoavelmente clara a estratégia do partido para as eleições em 2012 e 2014. Pela primeira vez, o presidente estadual da legenda, Flávio Dino, falou abertamente sua opinião a respeito de sua candidatura a prefeito de São Luís e a governador do Estado. Apesar de continuar com discurso que esta é uma decisão coletiva e não uma opção sua, Flávio disse que preferia ser candidato apenas a governador, pois se fosse eleito prefeito não sairia de cargo para se candidatar ao governo.
 
Falando em programa de governo, grupo e atitude, Flávio Dino explicou as razões para não ser candidato a prefeito de São Luís, que envolveria sua participação no processo eleitoral de 2012 em vários municípios, o compromisso que teria que assumir com o eleitorado de São Luís e a oportunidade aos partidos aliados.

“Lógico que é uma honra e me motiva muito ser candidato a prefeito da minha cidade, e posso ser. Mas se for candidato não posso acompanhar as eleições nos outros municípios. Caso seja candidato não serei candidato a governador. Ficar um ano e três meses na prefeitura e deixá-la não seria bom.  Posso fazer isso, mas diante do sentimento do Estado, sinto que o clamor forte pela mudança no Estado”, afirmou.

Mas Flávio Dino deixou claro que a decisão ainda não era para agora e que acataria o que a maioria decidisse. Mas pelo tom do discurso, parece que esta candidatura realmente não sairá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.