MP já investiga propina no projeto Babaçu

Desde a semana passada, o Ministério Público já está no caso da denúncia de propina na Assembleia legislativa do Maranhão. Os promotores de Justiça Marcos Valentim Pinheiro Paixão e João Leonardo Sousa Pires Leal, respectivamente titulares da 22ª e 23ª Promotorias de Justiça Especializadas na Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, encaminharam ofício, no dia 13 de dezembro, ao presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Arnaldo Melo (PMDB),solicitando informações sobre o pedido de instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito denomina “CPI do Babaçu”.

Os promotores pedem cópia do requerimento apresentado pelo deputado estadual Carlos Alberto Milhomem (DEM), em que o mesmo pede a apuração de um suposto pagamento de propina a parlamentares estaduais para aprovação da lei que permitiu a derrubada de palmeiras de babaçu na Zona Urbana da capital Maranhense.

O fato revela também o problema com a comunicação do Ministério Público do Maranhão. Desde o início da semana passada, tento com a assessoria de Comunicação do MP informações sobre como o órgão iria agir diante de tão graves denúncias. A Assessoria disse que a Procuradoria Geral de Justiça só poderia agir se houvesse uma denúncia formal.

Só agora foi divulgado pela assessoria do órgão, ação que está sendo movida desde a semana passada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.