Oposição em Ribamar começa a se articular

Fernando Jr. (sobrinho de Luis Fernando), Neildo Ribeiro (Sindicato dos servidores), Arnaldo Colaço e Gledson Pinheiro (presidente PSB-Ribamar)

O pré-candidato a prefeito de Ribamar, Arnaldo Colaço (PSB) começa a se mover para evitar o que poderia ser uma vitória tranquila para o atual prefeito, Gil Cutrim (PMDB). Colaço articulou o apoio do presidente do Sindicato dos Servidores do município, Neildo Ribeiro Jr. e de Fernando Júnior, sobrinho do chefe da Casa Civil estadual, Luis Fernando Silva, que era prefeito de Ribamar até o final do ano passado.

Colaço espera ter mais apoio da classe dos servidores, que ajudariam a disseminar sua candidatura pela cidade, além de um nome ligado a uma força política de expressão. “Ribamar precisa de novas caras, de novas lideranças, como as que estamos trazendo. Esta eleição é bem atípica, porque nenhum dos pré-candidatos foi testado ainda. Então, ninguém sabe bem ainda como se comportará o eleitor quando a campanha começar”.

O empresário Fernando Jr. fez questão de deixar claro que não faz parte do grupo político do tio, embora tenha uma relação amistosa com Luis Fernando, não é seu aliado. O chefe da Casa Civil deve apoiar Gil Cutrim.

O neo-socialista (isto porque Colaço era do PT até setembro deste ano, mas quando percebeu que o partido apoiaria Gil Cutrim, mudou para o PSB) afirmou que uma das suas principais bandeiras será a questão do transporte interno em Ribamar, que hoje, é precário. “Só existe o transporte na estrada principal, mas entre os bairros da cidade, que é a terceira maior do estado é inexistente”, afirmou.

Colaço ainda tenta convencer os outros pré-candidatos da oposição a juntar forças em torno de sua candidatura. A missão é difícil, já que os outros dois também querem encabeçar a chapa. São pré-candidatos também o filho do ex-prefeito Dr. Julinho, Júlio Filho (PCdoB) e o filho do ex-prefeito José Câmara, Roberto Câmara (PHS).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.