Audiência do Lixo de R$ 4 bilhões é barrada na Câmara

Audiência proposta por Rose Sales é boicotada. Foto: Felipe Klamt

Mais uma demonstração de força do prefeito João Castelo (PSDB) foi evidenciada na Câmara Municipal nesta quarta-feira (7). Não houve nem a sessão Ordinária, nem a Audiência pública previstas para a manhã de hoje por falta de quórum. O parlamento foi esvaziado pela base aliada para evitar o quantitativo de vereadores necessário para audiência que visava obter explicações do Executivo Municipal sobre o Plano de Resíduos Sólidos, com o valor de 4,2 bilhões para a empresa Vital trabalhar com a limpeza pública de São Luís pelos próximos 20 anos.

Compareceram à Casa em horário regimental apenas a autora do Requerimento da audiência, Rose Sales (PCdoB), o presidente da Câmara, Isaías Pereirinha (PSL), Vieira Lima (PPS), Sebastião Albuquerque (DEM) e Geraldo Castro (PCdoB). Após o anúncio de que não haveria sessão chegaram ainda Chico Viana (PSDB) e Josué Pinheiro (PSDC). Ou seja, no horário de início da sessão estavam no parlamento apenas os dois vereadores comunistas e os membros da Mesa Diretora da Câmara.

A vereadora Rose Sales disse não ser solução para o problema a transferência da data da audiência e fez duras críticas aos colegas pelo boicote á sessão. “É muito simplista a marcação de uma nova data. Em novembro do ano passado foi uma guerra para a apreciação do requerimento pedindo a audiência e ocorreu o mesmo de hoje: o esvaziamento do plenário. O que tem de mais a transparência, a participação social e a publicidade? O que faz o prefeito Castelo temer dar explicações?”, enfatizou a vereadora.

Rose deve que despachar os movimentos sociais ligados ao Meio Ambiente, assim como o promotor de Meio Ambiente, Fernando Barreto, que participariam da audiência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.