Resistência ao nome de Max Barros na Assembleia

Max Barros: rigidez irritou aliados.

As pretensões do atual secretário de Infraestrutura do Estado, Max Barros (PMDB) de se tornar o próximo presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão estão esbarrando na sua característica pouca política. Max é extremamente técnico e sua rigidez na liberação de Emendas Parlamentares tem irritado colegas do grupo Roseana na Assembleia.

 Um parlamentar confidenciou a indisposição mesmo dos deputados da base aliada para eleger Max presidente da Assembleia. “Ele não tem a característica de negociação política. Max dificulta a liberação de Emenda se tiver faltando ‘uma vírgula’ no Processo. Muitos deputados estão chateados com ele e dizem que não votam nele para presidente”, afirmou a fonte.

 Max abdicou da candidatura a prefeito de São Luís em favor do nome petista Washington Oliveira no início deste ano. Informações dão conta de que a promessa de ser o próximo presidente da Assembleia por sua lealdade ao grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB). Ele deve retornar à Assembleia no final deste ano. Roseana ainda estuda um nome para assumir a Sinfra. Dois secretários adjuntos estão entre os mais cotados.

 O nome do atual presidente da Assembleia, Arnaldo Melo (PMDB) para se reeleger no comando do Legislativo Estadual é rechaçado também por lideranças governistas na Casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.