Bia não permite equipe da TV Maranhense em sua coletiva

Bia proibiu a TV de Manoel Ribeiro na coletiva.

Assim começa a truculência de políticos em relação à imprensa. Claro que nada comparável com a brutalidade que foi o assassinato do jornalista Décio Sá, mas a liberdade de imprensa é constantemente colocada à prova no Maranhão, mas é preciso demarcar de vez a fronteira em jornalismo e política.

Ontem (23) à noite, Bia Venâncio (PSD) foi reconduzida ao comando do executivo de Paço do Lumiar. Logo em seguida, à noite, a prefeita convocou uma coletiva de imprensa, fazendo com que os jornalistas, já em final de expediente tivessem que se deslocar para a cidade vizinha para o evento. Mas Bia, de forma truculenta, não permitiu a entrada da equipe da TV Maranhense (Band) na coletiva. Motivo: a TV é de propriedade do deputado estadual Manoel Ribeiro, que é pré-candidato a prefeito de Paço do Lumiar.

Assim, a equipe que se esforçou para realizar a cobertura à noite indo até a sede de Paço não pode ter acesso à coletiva simplesmente por uma picuinha política. Mais uma prova da complicada relação entre política e imprensa, que no Maranhão, é torpe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.