Devemos continuar pressão para caso não encerrar aqui

Prisão da quadrilha é a ponta do iceberg

A imprensa e a sociedade maranhense como um todo deve continuar a pressão para que a Polícia não continue firme na investigação dos desdobramentos do caso Décio Sá. O secretário aluísio Mendes afirmou que agora começa a segunda etapa da investigação, onde serão investigadas as relações dos prefeitos com a quadrilha do agiota Glaucio.

Embora a secretaria de Segurança Pública do Estado tenha preferido manter o sigilo sobre o prosseguimento das investigações com relação à morte do jornalista Décio Sá e quem estaria por trás do assassinato, já foi informado que os agiotas mandantes do assassinato tinham relação com várias prefeituras do interior do estado. Ainda existe a possibilidade da participação de pessoas com grande influência na sociedade no crime.

Durante a coletiva realizada ontem (13), quando o secretário Aluísio Mendes apresentou os presos na Operação “Detonando”, foi revelado que as investigações continuam e que a quadrilha tinha relações com segmentos influentes da sociedade e causavam prejuízos ao erário público. “A investigação está somente começando. O assassinato de Décio Sá foi elucidado. Mas foi descoberta uma organização criminosa e vamos apurar até o fundo. Mantivemos a primeira parte da investigação em segredo e tivemos êxito. Por isso pedimos a compreensão da imprensa, pois a segunda etapa também será em sigilo”, afirmou Mendes.

Então, devemos seguir vigilantes para que os políticos-criminosos também fiquem atrás das grades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.