Começa a batalha do Caso Wellington no tapetão

Wellington do Curso.

Nesta quarta-feira (25) irá ocorrer a audiência sobre a impugnação da candidatura a vereador de Wellington do Curso (PSL). A audiência será na 1ª Zona Eleitora com as testemunhas de defesa ao juiz José Américo Abreu.

O registro de candidatura de Wellington foi impugnado pelo seu próprio partido, o PSL, sob a alegação que o nome dele não está na lista de candidatos escolhidos pelos filiados. Uma tentativa do vereador Chico Carvalho (presidente regional do PSL), de diminuir a concorrência interna.

Paralelamente, a briga corre na Justiça Comum, onde o professor pede a inclusão do seu nome na lista e na ata da convenção. No dia 01 de julho a defesa de Wellington deu entrada com mandado de segurança na Justiça Eleitoral, que declinou da competência. O caso foi para a 2ª Vara Cível, nas mãos do juiz Luiz de França Belchior, que negou a liminar. No dia 05, Wellington conseguiu uma liminar em mandado de segurança, concedida pelo Juiz Jamil Aguiar, da 76ª Zona Eleitoral. O PSL recorreu no TER e o juiz Belchior cassou a liminar.

Após a audiência de hoje, os dois lados terão cinco dias para apresentar as alegações finais, e só depois o juiz Américo irá apresentar a decisão. Caso a candidatura de Wellington seja indeferida, a defesa garante recorrer ao TRE, e até o TSE. Ou seja, a briga ainda vai longe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.