Operação Allien: Bia e Thiago Aroso ficam de tornozeleira

A política da cidade de Paço do Lumiar não tem jeito. Desta vez a prefeita Bia Venâncio (PSD) responde na Polícia Federal acusações de irregularidades. A prefeita foi afastada do cargo e utilizará uma tornozeleira eletrônica como medida de restrição de liberdade. Segundo a PF a prisãonão foi efetivada pela nova legislação, que determina uma série de medidas, sendo a prisão a última.

A prefeita e três secretários municipais são acusados de desviar mais de R$ 15milhões em recursos do Fundeb e Pnate (Educação). O filho de Bia e vereador Thiago Aroso também foi preso. Os secretários foram Morevi (que já foi de Obras e de Orçamento e Gestão), Eduardo Castelo Branco (já foi de Agricultura, Orçamento e Gestão e é candidato a prefeito de Anajatuba) e Cineás (Obras).

São ao todo, 19 pessoas investigadas e 16 usarão a tornozeleira. Fora os secretários, os outros indiciados sãom empresários acusados de envolvimento no esquema que desviou mais de R$ 15 milhões da Educação.

O vice-prefeito, Raimundo Filho (PHS) deve assumir o cargo. A Câmara Municipal já foi comunicada da decisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.