Ambulâncias da SAMU sem combustível

Rose Sales denunciou graves problemas do setor de saúde da gestão Castelo.

A situação de abandono da capital maranhense, principalmente após a derrota do prefeito João castelo (PSDB) nas urnas está cada vez mais caótica. A líder da oposição na Câmara Municipal, vereadora Rose Sales (PCdoB) trouxe aà tona os problemas na área da saúde, e principalmente, as ambulâncias da SAMU paradas por falta de combustível.

A vereadora protolou requerimento, aprovado pelo plenário, cobrando soluções do prefeito João Castelo.

“Os trabalhadores tiveram a alimentação cortada nos socorrões, Socorrinhos, Unidades Mistas e postos de saúde. Outro aspecto é o deslocamento de pacientes. Os trabalhadores da SAMU estão rodando só com três ambulâncias. As outras nove estão paradas por falta de manutenção. Desde onteontem, os trabalhadores tiraram combustível do tanque das nove paradas e abasteceram as três que ainda estão funcionando para rodar. O prefeito deve ter o mínimo de zelo”, afirmou.

Além deste problema, várias obras que estavam funcionando em pleno vigor no período da campanha, estão simplesmente jogadas às traças. “Havia apenas um marqueting eleitoreiro e nenhum compromisso. o prefeito tem que ser responsabilizado pelas obras que não estão sendo concluídas”, afirmou a vereadora.

Ruas de muitos bairros que foram piçarradas e não asfaltadas, canal do Cohab-Cohatrac, canal do Rio Gangã e as obras do VLT são alguns exemplos de obras que não se veem mais trabalhadores desde a eleição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.