Roseana pede a Edivaldo para Estado assumir o Socorrão

Roseana pede a Edivaldo Socorrão e recursos do hospital.

Agora a decisão será do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Entregar o Socorrão ao governo do Estado e isso implica entregar também os recursos do hospital da ordem de R$ 77 milhões para que o Estado administre. Difícil decisão. A governadora Roseana Sarney respondeu à solicitação do prefeito Edivaldo sobre parceria pedindo para assumir a gestão do Clementino Moura (Socorrão II) desde que a Prefeitura Municipal disponibilize os recursos de outros municípios repassados anualmente à Prefeitura de São Luís pelo Sistema Único de Saúde (SUS), referentes a atendimentos na capital de pacientes de outras cidades. O total de R$ 77 milhões.

“Queremos celebrar a parceria e garantir atendimento com presteza à população, mas não temos como fazer isso usando as verbas que temos para o custeio das unidades estaduais. Por isso, estamos encaminhando essa proposta ao prefeito”, declarou a governadora Roseana Sarney.

O documento base elaborado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) e também encaminhado ao prefeito pela governadora, faz uma análise da atual situação do setor, considerando o papel de cada ente federado (União, Estados e Municípios) e os recursos disponibilizados para o bom atendimento nas unidades de saúde. Também cita pactuação celebrada na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e destaca as responsabilidades de cada um.

Cabe agora ao prefeito a difícil decisão de entregar o Socorrão junto com todo o seu recurso ao governo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.