Entidades querem auditoria em contratos do TJMA

Entidades querem auditoria nos contratos de Guerreiro Júnior.

Será realizado nesta quarta-feira (06) às 18 horas, no auditório do Sindicato dos Servidores da Justiça do Maranhão (SINDJUS-MA), uma plenária com representantes de entidades sindicais, associações de bairros, comunidades eclesiais de base, movimentos de defesa dos direitos humanos, dentre outros segmentos, com o objetivo de organizar a cobrança por ampla auditoria nos contratos e obras do Tribunal de Justiça do Maranhão.

“Diante dos sucessivos casos de irregularidades nas obras de construção ou reforma de fóruns pelo Tribunal de Justiça do Maranhão nos últimos anos, não nos restou alternativa a não ser compartilhar essa discussão com a sociedade civil para juntos exigirmos uma investigação ampla e rigorosa dessa situação pelo Conselho Nacional de Justiça – CNJ. Alem dessa iniciativa, outras também poderão ser encaminhadas por essas entidades, que representam com total legitimidade o povo maranhense, cujo dinheiro está indo pelo ralo nesses casos, sem qualquer fiscalização até aqui eficaz por parte do Poder Público”, declarou Aníbal Lins, Presidente do SINDJUS-MA.

Participam da ação o Movimento Popular pela Moradia, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, a Arquidiocese de São Luís, a Cáritas Brasileira, a Comissão Pastoral da Terra, a União Nacional dos Estudantes, a Sociedade Maranhense de Direitos Humanos, o Instituto Marcos Passerini, o Jornal Vias de Fato, o Sindicato dos Servidores da Justiça Federal e Ministério Público da União (SINTRAJUFE) e o Sindicato dos Servidores do Ministério Público do Maranhão (SINDSEMP).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.