Gestão Castelo gastou mais de R$ 500 mil em equipamentos ultrapassados

Mais de R$ 500 mil jogados fora pela gestão municipal do ex-prefeito João Castelo (PSDB). A secretaria de Saúde gastou este valor na compra de materiais em desuso há mais de 30 anos. esta foi a constatação da visita do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) ao almoxarifado da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), na BR 135. No local foram descobertas 37 máquinas de autoclave, ainda lacradas, porém de modelo ultrapassado.

Os equipamentos servem para esterilizar materiais de procedimentos hospitalares. Mas não são mais usados pela falta de praticidade e peças de reposição, além de oferecer sérios riscos aos profissionais que o manuseiam. Na capital, as unidades de saúde já utilizam modelos mais modernos e compactos, o que não justifica o alto investimento.

A compra desses equipamentos foi realizada pela gestão anterior, em maio do ano passado, mas o recebimento só foi concretizado seis meses depois. Cada equipamento está avaliado em R$ 14 mil.

O próximo passo, segundo o prefeito, será acionar a Procuradoria Geral do Município (PGM) para a averiguação das contas de aquisição das máquinas. Em seguida, serão comunicados os órgãos responsáveis para negociar junto aos fornecedores a devolução ou troca por equipamentos mais eficientes.

“Nossa gestão tem como prioridade o conhecimento dos problemas para buscar a solução. Visitamos bairros da capital que precisavam de melhorias e ações urgentes. Agora, o almoxarifado da saúde, área que precisa de atenção. E o que descobrimos foi o resultado de uma gestão irresponsável, mais uma vez, com compras mal feitas de equipamentos que não tem serventia para os serviços de saúde. Agora vamos acionar a PGM e demais autoridades para reverter essa situação”, avaliou Edivaldo Holanda Júnior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.