Visita de Zé Dirceu marca disputa pelo PT entre PMDB e PCdoB

Dirceu foi recepcionado por peemedebistas e comunistas.

Dirceu foi recepcionado por peemedebistas e comunistas.

A visita do homem-forte do PT ao Maranhão deu mais uma demonstração da batalha pelo Partido dos Trabalhadores entre PMDB e PCdoB. A força de Dirceu pode ser mensurada ao conseguir reunir na mesma mesa representantes das duas legendas. Participaram da palestra de Dirceu os deputados Zé Carlos da Caixa (PT), Francisca Primo (PT), Roberto Costa (PMDB) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB), além do presidente municipal do PCdoB, Márcio Jerry.

Quando questionado por este blog sobre a posição do PT em relação ao Maranhão, Dirceu se esquivou. “Muito cedo para 2014. O PT deve se posicionar pela posição da maioria. Nós temos uma aliança com a governadora Roseana, com o PMDB a nível nacional, que foi importantíssima. O PCdoB tem o direito de fazer a opção pelo Flávio Dino. O PT vai tomar sua decisão no momento adequado. De repente da conjuntura nacional. Mas, hoje estamos com a governadora, temos o vice-governador, secretários e apoiamos o governo da Roseana Sarney”, afirmou.

Sobre as críticas à aliança do PT com o PMDB, Dirceu citou o PSDB como Crítico que também quer a aliança. “O PSDB critica a aliança com o PMDB, mas quando o PMDB apoiou o Serra e indicou o vice eles aceitaram. Em Minas Gerias, eles propuseram agora aliança com o PMDB oferecendo secretarias. O apoio do PMDB é importante porque é o segundo maior partido do país. Nós temos uma aliança programática, não é só para sustentar o governo”.

O blog questionou o deputado Rubens Júnior (PCdoB) pela presença massiva dos comunistas no evento de Zé Dirceu, que foi o principal articulador da aliança PT-PMDB. Ele sorriu: “Pois é por ele que temos que começar a trazer o PT de volta para o nosso lado”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.