Ano de superação

Editorial de O Imparcial

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior: primeiro ano de governo foi marcado pela superação das adversidades.

Prefeito Edivaldo Holanda Júnior: primeiro ano de governo foi marcado pela superação das adversidades.

Chegamos ao último mês de 2013. Ano que começou em meio ao absoluto caos administrativo em São Luís. Folha de pessoal atrasada – mais de R$ 60 milhões; ano letivo comprometido – cinco meses sem aulas em 2012; hospitais de emergência sob intervenção do Estado; bairros inteiros esburacados. Dificuldades de toda ordem.

Em meio a tantos problemas, a esperança com a nova gestão. Muitos desafios estavam postos ao prefeito Edivaldo Holanda Júnior. O maior deles: equilibrar as finanças do município, que encontrou com cerca de R$ 1 bilhão em dívidas (restos a pagar) e orçamento previsto de R$ 2,5 bilhões.

Era hora de arregaçar as mangas e arrumar a casa. Um monumental exercício de administração num cenário em que o país enfrentava a ameaça de crise econômica e consequente queda no repasse de transferências constitucionais para os municípios.

O primeiro passo para mudar essa situação é fazer o dever de casa. A prefeitura pactuou e honrou com os servidores o pagamento dos salários atrasados. Com energia, o prefeito Edivaldo determinou criterioso recadastramento funcional, em que mais de 3 mil deixaram de se cadastrar. Ou seja, recebiam sem trabalhar. Economia mensal da ordem de R$ 3 milhões.

Em outra frente, a prefeitura começou a trabalhar para garantir a  normalização dos serviços essenciais à população, como o início do ano letivo no tempo certo; o atendimento à saúde; a recuperação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu); a requalificação de parte da malha viária dos bairros e a retomada de programas sob risco de interrupção, como a entrega de cerca de 6 mil casas populares em parceria com o governo federal.

Com o olhar voltado para superar as dificuldades cotidianas, mas sem perder de vista o futuro, o prefeito Edivaldo semeou com planejamento ações que produzirão colheitas duradouras para a cidade em curto, médio e longo prazo.

Parte delas em pleno andamento. São intervenções em áreas importantes, como saúde, educação e infraestrutura. Obras relevantes socialmente, como a construção e reformas de unidades de saúde; as obras dos Canais do Rio das Bicas, Cohab/Cohatrac; ampliação do sistema de abastecimento d’água no Itaqui-Bacanga; pavimentação de 282 ruas em bairros do pólo Coroadinho e de avenidas importantes como Mar e Sol, na Vila Luizão; início de terraplenagem para construção de 13 novas creches; entrega de títulos de propriedade; reforma do antigo prédio do Bem, que abrigará parte da administração municipal; realização da Feira do Livro no Centro Histórico de São Luís com a participação efetiva dos alunos da rede municipal.

É inegável que este ano foi marcado por muitas dificuldades, mas também de muito trabalho para superá-las. A retomada e ampliação do programa Leite na Escola, a entrega de mais 10 novas ambulâncias para o Samu e novo sorteio para cerca de 10 mil novas casas, nas próximas semanas, demonstram que o pior já passou e que a mudança está em curso com passos firmes e responsabilidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *