CCJ e CDH atrapalham definição de blocos e comissões na Assembleia

assembleiaO principal imbróglio para a formulação dos blocos parlamentares e das comissões permanentes na Assembleia Legislativa gira em torno da Comissão de Constituição e Justiça. A discussão ainda deve durar até o fim da semana.

O grande problema é que o deputado Jota Pinto (PEN) seria o presidente da CCJ e em troca, Alexandre Almeida (PSD) seria o líder do Bloco formado por  PTN, DEM, PSC e PSL. Mas a articulação não é aceita por muitos deputados. Muita gente também está de olho na CCJ e quer outra negociação.

O PMDB, por exemplo, não quer que seu bloco deixe de ser o maior da casa, o que caminha para acontecer com o PV entrando no bloco formado por PEN, PRTB, PV e PR. Os peemedebistas querem a manutenção de todas as formações atuais de blocos.

A oposição pleiteia suas três presidências de comissões, no formato que está hoje, mas tem problemas na indicação de comissões, que os governistas não querem ceder. O principal imbróglio é na Comissão de Direitos Humanos, onde a oposição quer indicar Bira do Pindaré (PSB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *