Projeto da eleição indireta é aprovado na Assembleia Legislativa

arnaldoalFoi aprovado por unanimidade o projeto que regulamenta a eleição indireta para o governo do estado caso a governadora deixe o cargo para disputar o Senado Federal. Foi aprovada pela Comissão de Constituição e Justiça a emenda do deputado Marcos Caldas (PRP) que transforma o projeto em Resolução Legislativa, assim, garantindo sua aprovação por todo o plenário. E não deu outra: o projeto foi aprovado pela unanimidade.

Houve mais uma alteração no projeto interessante: o texto foi modificado para que a eleição do governador tampão seja realizada em exatos 30 dias e não em ATÉ 30 dias. Ou seja, se Roseana deixar o governo depois de 4 de março, a eleição do governador tampão terá que ser realizada depois de 4 de abril. Isso quer dizer que se Arnaldo Melo estiver no cargo interinamente, corre o risco de não se eleger na eleição indireta e ficar inelegível para deputado estadual.

Isso porque quem estiver no cargo após 4 de abril não pode concorrer a outro cargo, exceto de governador em outubro deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *