Mais segurança

Por Flávio Dino

flavio-dino1O Maranhão precisa de união para superar antigos problemas, que se acumularam ao longo de décadas em que o Governo do Estado deixou de investir em políticas que garantam mais qualidade aos serviços públicos.

Acompanhamos diariamente a banalização das tragédias, sobretudo no que diz respeito à insegurança que mudou a rotina dos maranhenses. Por falta de um Poder Executivo eficiente e que compreenda a necessidade de reformular o sistema de Segurança Pública no estado, estamos assistindo a uma crescente onda de criminalidade. Um estudo divulgado este mês pelo Ministério Público Estadual apontou que, de janeiro de 2013 para janeiro de 2014, houve uma elevação em 44% no número de mortes violentas na Ilha de São Luis. Em fevereiro, essa proporção foi elevada a 69%.

Esses dados demonstram que a política de segurança do Maranhão está no caminho errado. Andando por todo o nosso imenso e belo território, tenho ouvido relatos sobre a falta de efetivo no aparato de segurança e acerca da carência de condições materiais para os policiais. Esses relatos preocupam e nos mostram que é preciso que o Governo do Estado tenha ações mais efetivas no combate aos crimes em todas as suas vertentes.

O primeiro passo para superar esse déficit é aumentar o números de policiais em atividade no Maranhão. Afinal, nenhuma política de segurança pode ter resultados eficazes sem que haja policiamento nas ruas, com agentes estimulados para a nobre atividade de cuidar bem das pessoas. Com metas para a redução de crimes, premiando os melhores resultados e com o acompanhamento direto do Chefe do Executivo Estadual, podemos dar um grande salto em nome da paz no Maranhão.

Ouvindo a população e especialistas na área, estamos propondo uma política pública transversal e integrada, envolvendo todas as instâncias do Estado e também as comunidades,  em um grande Pacto pela Vida. Queremos que Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Assembleia Legislativa, Municípios, Estado e União ajam articulados na prevenção e repressão do crime no Maranhão, compartilhando informações que ajudem a desbaratar os centros de articulação do crime organizado.

Ademais, temos que valorizar e respeitar os servidores do sistema de segurança, civis e militares. Tendo sido juiz por 12 anos, cuidando inclusive de processos criminais na esfera federal, bem sei a importância das Policias para que bons resultados possam ser produzidos. Lembro-me bem de casos contra quadrilheiros de vários tipos, inclusive de “colarinho branco”, que só foram esclarecidos pela ação eficaz da Polícia que atuava conosco, no caso a Polícia Federal.

O Maranhão quer ser notícias com coisas boas.  O que nos move é a confiança de que, com autoridade e honestidade, é possível implantar em nosso estado um modelo eficaz de Segurança Pública, que chegue a todos os municípios, com mais policiais e mais estrutura de trabalho. Tenho fé que um Maranhão mais seguro é possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *