Protesto absurdo de meia dúzia em frente à casa do prefeito

Equivocado protesto: confusão entre administração e vida privada

Equivocado protesto: confusão entre administração e vida privada

Meia dúzia de sindicalistas do Sindicato dos professores colocou em xeque a credibilidade da greve dos professores da rede municipal de ensino. O pequeno grupo com um carro de som começou a fazer barulho na porta do prédio onde mora o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC) às 6h.

Além de confundir o lado pessoal com o administrativo, o pequeno grupo causa incômodo a quem nada tem a ver com isto. O pequeno grupo parece revoltado pela declaração da ilegalidade da greve. Então se a insatisfação é contra a prefeitura e o Judiciário, que se proteste em frente ao Palácio de La Ravardiére e em frente ao Tribunal de Justiça, que por sinal, ficam na mesma praça.

Câmara Municipal

Professores no local correto de discussões o problema: Câmara municipal

Professores no local correto de discussões o problema: Câmara municipal

Depois, um grupo de professores fez a manifestação em local mais apropriado que é na casa do povo. Estão neste momento em protesto em frente à Câmara Municipal de São Luís. O parlamento está fechado em virtude da manifestação. Um grupo de vereadores está reunido com o presidente da Assembleia, deputado Arnaldo Melo (PMDB) discutindo a parceria na TV Assembleia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *