Corregedor eleitoral determina retirada dos perfis fakes contra Flávio Dino da internet

Guerreiro Jr. determinou retirada de fakes que caluniam candidatos

Guerreiro Jr. determinou retirada de fakes que caluniam candidatos

A estratégia do candidato Edinho Lobão (PMDB) para atacar o candidato Flávio Dino (PCdoB) na internet está com os dias contatos. Aconteceu no início da campanha uma proliferação de perfis falsos nas redes sociais para depreciar a imagem dos candidatos da oposição e prefeitos aliados de Dino.
A coligação “Todos pelo Maranhão” pediu a suspensão dos perfis anônimos utilizados com o intuito exclusivo de agredir o candidato oposicionista.
Em decisão proferida na última quinta (18), o desembargador Guerreiro Júnior pediu a suspensão dos perfis falsos que infestam o Twitter desde o início do embate eleitoral. As contas fazem menções injuriosas contra Flávio Dino e, segundo o magistrado, agridem o processo eleitoral.
O anonimato é proibido pela Constituição Federal e, neste sentido, a decisão destacou: “quando há imputação falsa de mensagens com conotação eleitoral, postadas no anonimato de uma conta no Twitter, fato este que refoge ao direito de liberdade de expressão e, de maneira alguma, contribui para o debate político.
Para o desembargador, as acusações que chegam a tratar de aspectos de cunho íntimo do candidato, se caracterizam por serem “condutas esvaziadas de crítica ou proposta, mas que se limitem a denegrir pessoas”.
A coligação “Todos pelo Maranhão”, de Flávio Dino, acusa a campanha do PMDB de ser responsável pela criação dos perfis anônimos e pede a condenação da coligação “Pra Frente, Maranhão”, de Edinho Lobão.
O prazo para cumprimento da decisão liminar é de 48 horas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.