Obras de drenagem: o que realmente dá jeito no problema asfáltico

Obra de drenagem na Santa Bárbara

Obra de drenagem na Santa Bárbara

Desde que eu era repórter da editoria de Cidade, converso com especialistas sobre o histórico problema da malha asfáltica de São Luís e tendo entender porque a cidade tem tantos problemas com buracos, mesmo quando são feitas operações e mais operações de tapa buraco. E a resposta dos especialistas é unanime: drenagem e saneamento básico.

O problema de São Luís não é e nunca foi qualidade do asfalto, como é sempre pregado pelo senso comum. O que causa a buraqueira na cidade é a falta de drenagem e o saneamento. O fato da cidade ter nascido crescido de forma totalmente desordenada, fez com que cada um simplesmente colocasse seu esgoto para ser despejado na rua e sabe-se lá pra onde vai. Esta água servida por cima do asfalto quente, associada à intensidade das chuvas no primeiro semestre de todo ano é a fórmula exata para destruir qualquer asfalto, por melhor que seja a qualidade.

Como o sistema de drenagem fica embaixo da terra e a população sabe muito bem pra que serve, as administrações municipais não deram a mínima pra a cerne do problema ao longo dos anos. a resposta ao descaso histórico sempre aparece no período chuvoso. Justiça seja feita, a administração do ex-prefeito João Castelo, começou um trabalho de construção de canais em São Luis.

A administração do prefeito Edivaldo intensificou este trabalho, que é caro, demorado, mas precisa ser feito para evitarmos novas tragédias em período chuvoso e a buraqueira que toma conta das ruas de São Luís.

Neste momento, a prefeitura está executando uma série de melhorias na estrutura de bairros como Santa Bárbara, São Cristóvão e Vila Luizão. O trabalho é fruto de um planejamento que apresentará resultados a curto e longo prazo, favorecendo a conservação da pavimentação asfáltica.

Obra da Avenida Lourenço Vieira da Silva

Obra da Avenida Lourenço Vieira da Silva

O prefeito Edivaldo tem acompanhado o andamento dos serviços. Durante a semana passada, ele vistoriou os trabalhos no bairro Santa Bárbara onde verificou que 80% da obra já foi concluída. “Esta é uma importante obra estruturante, realizada com muita qualidade e que vai sanar de vez um problema que já atormenta os moradores há mais de 50 anos. Além de melhorar a trafegabilidade, sabemos que obras de drenagem também refletem diretamente na saúde pública, na mobilidade urbana e na qualidade de vida das pessoas”, destacou o prefeito.

no São Cristóvão, as equipes da Semosp estão construindo uma rede de microdrenagem na Avenida Lourenço Vieira da Silva, no cruzamento com a Rua 31 de Dezembro. A obra consiste na implantação de uma tubulação de concreto, com extensão de 400 metros, na lateral da avenida, com o objetivo de canalizar a água da rua.

Na Vila Luizão, a Prefeitura executa as obras de drenagem profunda numa extensão de 180 metros da lateral da Avenida dos Holandeses que margeia a região.

O cronograma dos serviços de drenagem, a partir de um mapeamento das áreas com histórico de alagamento.

Um trabalho dos mais importantes, com resultados que aparecem a curto, médio e longo prazo. Mas que precisa ser feito.

2 pensou em “Obras de drenagem: o que realmente dá jeito no problema asfáltico

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *