Campanha de vacinação contra sarampo e paralisia infantil inicia hoje em Caxias

vacinaNeste sábado (8) será o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil. Em Caxias, no total, devem ser vacinadas 11.773 crianças contra o sarampo e 13.133 crianças contra a paralisia infantil. A meta é vacinar 95% do público-alvo. A ação é promovida pela Prefeitura de Caxias, em parceria com Secretaria Municipal de Saúde e Ministério da Saúde.

Durante todo o dia, as doses estarão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), além de mais 5 pontos estratégicos: casa da Dona Graça, na Rua do Cajueiro, bairro Seriema; Pam; Rotary Club; Creche Vila Lobão, e; Escola João Viana.

Neste ano, o Dia D de Mobilização Nacional será realizado em dois momentos: no primeiro dia da campanha, 8 de novembro, e no dia 22.

A vacinação contra a poliomielite – responsável pela paralisia infantil – terá como público-alvo crianças de seis meses até menores de cinco anos.

A coordenadora no município do Programa Nacional de Imunização, Fernanda Batista, alerta aos pais e mães que fiquem atentos para mais esta vacina na caderneta de seus filhos. “Vamos zelar pela saúde das crianças e procurar a unidade de saúde mais próxima de casa e colocar as vacinas em dia. São dois tipos de vacinação muito importante e que crianças necessita tomar”, afirma Fernanda Batista.

A campanha irá se estender até o dia 28 de novembro.

POLIOMIELITE – A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria dos casos, a criança não vai a óbito quando infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia irreversível, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada pelo poliovírus e a infecção se dá, principalmente, por via oral.

SARAMPO – O sarampo é uma doença viral aguda grave e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar. As complicações infecciosas contribuem para a gravidade do sarampo, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A única forma de prevenção é por meio da vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *