Governo entrega hoje IV Centenário com dois anos de atraso e inacabada

Do site Maranhão da Gente

A governadora Roseana Sarney (PMDB), que deixa o governo na segunda-feira (8), está tendo uma agenda cheia no final de mandato. Na quarta-feira (4) entrou pela madrugada recebendo convivas no seu baile de despedia, realizado na Casa de Veraneio, na Ponta d’Areia. Hoje ela entrega mais uma obra atrasada, com suspeita de superfaturamento, e longe de ser concluída.

A Avenida IV Centenário foi prometida para a comemoração dos 400 anos de São Luís, em 2012. Com atraso de dois anos, o andamento dos trabalhos no trecho que interligará a Camboa ao bairro da Alemanha anuncia que a conclusão está longe da conclusão.

Roseana determinou a aceleração das obras em andamento perto de deixar o Palácio dos Leões. O objetivo é maquiar feitos do seu governo. Chegou a anunciar a inauguração da Avenida IV Centenário para 29 de novembro. Foi obrigada a transferir a data para hoje. A obra encontra-se visivelmente inacabada e é alvo de reclamações da população.

Na semana passada a avenida ainda passava por etapa de terraplanagem. Em vários trechos faltava a camada asfáltica, a conclusão do canteiro e a ciclovia. Na parte próxima do bairro da Liberdade, faltava o acabamento e o lado da via à margem do Rio Anil não havia nenhum tipo de proteção.

Para o asfaltamento e construção da ciclovia e meio fio com qualidade, seriam necessários pelo menos mais três meses. Só a partir daí, começariam os trabalhos de arremate. Na ponta da IV Centenário no bairro da Alemanha, o encarregado da obra foi taxativo: “O acabamento é a etapa mais demorada do trabalho”. Um operário disse sorrindo: “O (malfeito) que não sai no reboco, sai na tinta”.

A placa que identifica a obra em uma de suas alças, confunde o leitor.A indicação confirma o atraso, mas embaraça quando ao tempo de execução dos serviços: informa o prazo de início em março deste ano e conclusão para julho, quatro meses depois, ao custo de R$ 31.168.398.96, provavelmente se refira a última etapa. Os 3,8 km da via consumiram R$ 230 milhões dos cofres públicos — cerca de R$ 60,5 milhões por quilômetro.

A obra começou no governo Jackson Lago e arrastou-se por seis longos anos de governo Roseana. Ganhou o nome IV Centenário para cumprir uma promessa de campanha feita em 2010. Roseana dizia diariamente no programa eleitoral que iria construir a Ponte IV Centenário, ligando a Ilhinha ao Centro de São Luís e ao Itaqui Bacanga. Não conseguiu sequer fazer o projeto.

A entrega de obras de forma precipitada, inacabada, com o diminuto intuito de garantir a inauguração — a foto e a placa — deixará sérios problemas para o próximo governo. O péssimo acabamento e os problemas estruturais significam mais dinheiro público e mais transtornos para a população.

Mas a festa de despedida na Casa de Veraneio foi impecável.

Cimento fresco: Avenida IV Centenário foi prometida para 2012 e segue por concluir

Barras de proteção central colocadas às pressas para garantir a placa e a foto

ponte_computacao_grafica_00005

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *