Operação “Ilha Segura” já fez mais 4,5 mil abordagens

Operação segue com abordagens na Grande Ilha

Com 18 dias de trabalho nos bairros da capital, a Operação Ilha Segura da Polícia Militar já contabiliza a abordagem de 4.493 pessoas que estavam dentro de ônibus ou em carros de passeio pelas ruas e avenidas da capital. Como a operação não para, a esta altura já foram mais de 4,5 mil abordagens. Ao todo, quatro armas de fogo, 29 armas brancas, oito cabeças de crack e 18 papelotes de maconha foram apreendidos nesse período. Seis pessoas também foram presas e dois veículos recuperados durante a operação.

A operação ‘Ilha Segura’ também atua nas abordagens a ônibus e motocicletas na capital em parceria com a Operação Catraca. Desde o início do trabalho, 264 coletivos, 666 motos, 305 bicicletas e 70 táxis foram vistoriados. Mas a atenção principal da Operação ‘Ilha Segura’ é para a atuação dos policiais militares nos bairros mais perigosos, com rondas diurnas e noturnas para evitar qualquer tipo de ocorrência e garantir a tranquilidade da população.
O comandante do Policiamento Especializado (CPE), coronel José Frederico Gomes Pereira, explica que o trabalho seguirá por tempo indeterminado sempre com foco nas localidades com os maiores índices de assaltos e tráfico de drogas. “Os homens da força militar não descansam. Paralelo à ‘Ilha Segura’, realizamos a ‘Operação Catraca’. Uma operação ajuda a outra, tudo com um único objetivo: reduzir a criminalidade na capital e deixar a população em segurança”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.