Zé Inácio detona factoide de CPI sobre suposta propina a índio paraguaio

zeinacioO deputado Zé Inácio (PT) falou sobre os comentários da imprensa de que a a Comissão de Direitos Humanos, da qual é membro, estaria articulando uma CPI para investigar suposta proina paga pela ex-servidora do governo, Simone Limeira, ao “índio” Uirauchene Alves.

“As comissões da Assembleia não têm como atribuições analisar possíveis pedidos de CPI. Afirmar que a Comissão de Direitos Humanos vai analisar ou discutir possibilidade de CPI é de desfundamentado. Portanto, cabe à Mesa Diretora receber e instalar qualquer pedido de CPI que tenha o número mínimo regimental de assinaturas”, afirmou Inácio.

O petista também manifestou sua posição pessoal contrária à instalação. “Eu, particularmente,  acho que este caso, por tudo que já foi tratado na imprensa, não deve ser tratado através de CPI. Mas sim, através do Ministério Público ou da polícia judiciária”, sentenciou.

Zé Inácio disse que apenas foi procurado em uma ligação muita rápida do deputado William tom do Curso (PPS) sobre o assunto,  mas não deu nenhuma resposta. Disse apenas que trataria de qualquer tema apenas na volta do recesso parlamentar,  em agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *