Teresa Murad exonera professores, que protestam na Assembleia

professoresprotestoUm grupo de professores protestam na manhã desta quinta-feira (3), na porta da Assembleia Legislativa por exoneração irregular da prefeita de Coroatá, Teresa Murad. Segundo os docentes, a prefeita exonerou por perseguição política professores concursados alegando na avaliação periódica a participação dos professores em manifestação.

Foram dois professores exonerados e mais 26 com avaliação negativa na lista de exoneração fora do critério objetivo para terem avaliação negativa. O professor César Soares Barbosa disse que a perseguição da Teresa Murad à classe começou logo no início da administração, anulando o Plano de Cargos, arbitrariamente colocando contraturno. “Quem tenta mandar é o Ricardo, mas quem manda em Coroatá é o povo e não podemos deixar. Quem deve mandar é o povo. Ele burlou a lei e usou os diretores para fazer pseudorelatórios com parâmetros errados. É uma vergonha Andrea Murad elogiar o pai dela que é o prefeito de fato e está humilhando os professores”, afirmou.

O sindicato dos professores ainda denunciou perseguição a parentes dos professores que vieram a São Luís. Eles pedem à deputada Andrea Murad para que intervenha junto ao primeiro damo e prefeito de fato, Ricardo Murad, reverta a decisão e deixe de perseguir os professores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *