Edilázio cochila, aprova o PPA e depois reclama

Edilázio vota a favor de projeto e depois reclama

Edilázio vota a favor de projeto e depois reclama

O Plano Plurianual foi aprovado pela Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (25). A oposição, batendo cabeça, tentou esvaziar o plenário, aproveitando baixo quórum da Casa. Porém, quando o presidente em exercício, Othelino Neto (PCdoB), iniciou o Ordem do Dia invertendo a pauta e colocando o projeto em votação, havia o quórum necessário de 22 deputados. Assim, foi aprovado com o voto de Edilázio Júnior (PV).

“Dormindo”, o deputado do PV reclamou depois de que não haveria quórum e correu para fora do plenário. Já era tarde. Adriano Sarney, que havia feito discurso esbravejando contra o PPA, entrou boquiaberto sem saber bem o que estava acontecendo.

Com a matéria já vencida, Edilázio reclamou que não haveria quórum. O presidente argumentou que o deputado não pediu a conferência do quórum antes e só o poderia fazer a partir do pedido. Neste momento, já haviam somente 20 deputados no plenário. Mas no momento da votação do PPA, Nina Melo e Cabo Campos estavam presentes e depois saíram. Rogério Cafeteira afirmou com ênfase que fez a contagem e havia 23 deputados contando com Edilázio.

O projeto estabelece as diretrizes orçamentárias para o quadriênio 2016-2019, e já tinha parecer favorável da Comissão de Orçamento, Finanças e Fiscalização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *