Mais de mil candidatos se inscreveram no seletivo para Gestor Escolar

Secretária Áurea Prazeres destaca o fim da indicação política para cargo de diretor de escola

Secretária Áurea Prazeres destaca o fim da indicação política para cargo de diretor de escola

Pela primeira vez os gestores das escolas da rede pública estadual serão selecionados através de processo democrático. Ao todo, 1.364 candidatos se inscreveram no seletivo e participam das últimas etapas de formação para concorrer às eleições que serão definidas pela comunidade escolar no dia 10 de dezembro.

“Os cargos antigamente eram por indicação política. Agora, existem critérios bem definidos como ser graduado em pedagogia ou curso de licenciatura, ser efetivo do Estado, ter o mínimo de três anos no cargo do magistério, dentre outros. A comunidade escolar formada por profissionais da Educação, estudantes e pais é quem escolherá os gestores das escolas”, disse Áurea Prazeres, secretária de Educação.

Dados levantados pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) apontam os avanços em ações que visam o fortalecimento da gestão educacional, formação dos profissionais da Educação, uso da tecnologia em sala de aula e melhoria dos índices educacionais no Maranhão.

 

1 pensou em “Mais de mil candidatos se inscreveram no seletivo para Gestor Escolar

  1. Servidores são proibidos de acessar Pleno do TJ com coletes de greve

    A presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargadora Anildes Cruz, proibiu hoje (4) servidores do Judiciário de acessar o Pleno da Corte usando coletes em alusão à greve da categoria.

    Os trabalhadores estão parados desde o mês passado, exigindo reposição inflacionária de 6,3%, retroativa a janeiro deste ano.

    Com coletes pretos, eles se dirigiram ao Pleno, onde ocorria sessão comemorativa dos 202 anos do TJ. Mas foram recebidos pelos PMs que realizam a segurança do local e informados de que só subiriam sem o traje.

    A desembargadora alegou, segundo os militares, que a presença dos grevistas, em protesto, causaria constrangimento ao TJ, que recebia na ocasião o ministro maranhense Reynaldo da Fonseca, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

    Os servidores, então, optaram por permanecer com os coletes, no corredor de acesso ao Pleno.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.