Em tempos de barbárie, Zé Inácio destaca Dia Internacional dos Direitos Humanos

zeinacioO ano de 2015 deve ser lembrado e refletido pelos terríveis casos de linchamentos no Maranhão. O ciclo de violência que gera violência colocou a cultura do “olho por olho, dente por dente” como regra. Sentimento ruim perpetuado nas redes sociais que mostra o quanto ainda temos que evoluir enquanto seres humanos.

Hoje, 10 de dezembro, é um bom dia para esta reflexão. Dia Internacional dos Direitos Humanos, o deputado Zé Inácio, presidente da Comissão dos Direitos Humanos, relembra para uma sociedade justa e igualitária.  “Os Direitos Humanos, são os direitos essenciais a todos os seres humanos, sem que haja discriminação por raça, cor, gênero, idioma, nacionalidade ou por qualquer outro motivo (como religião e opinião política). Eles podem ser civis ou políticos, como o direito à vida, à igualdade perante a lei e à liberdade de expressão”.

Inácio lembrou que diferente da visão popularesca de que Direitos Humanos “protege bandido”, o cumprimento da Declaração Universal dos Direitos Humanos, da ONU em todas as suas vertentes deve ser sempre o foco. “Esse dia tem como objetivo central alertar os governantes de todo o mundo para o cumprimento da Declaração que é a base da luta universal contra a opressão e assegurar a igualdade de todos os cidadãos o direito a uma vida digna, o direito ao trabalho à segurança, o direito à saúde e à educação, o respeito pela diversidade e pela dignidade de todas as pessoas reconhecendo que os direitos humanos e as liberdades fundamentais devem ser aplicados a cada cidadão do planeta”, afirmou o parlamentar.

Capa do Jornal Extra-RJ sobre o linchamento Cledenilson Pereira no Maranhão. A regressão da humanidade.

Capa do Jornal Extra-RJ sobre o linchamento Cledenilson Pereira no Maranhão. A regressão da humanidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.