Mariana Albano usou manobra para virar eleição do DPE

Mariana Albano: com uma canetada nomeou novos eleitores para virar a eleição da DPE

Mariana Albano: com uma canetada nomeou novos eleitores para virar a eleição da DPE

A ex-defensora-geral Mariana Albano usou uma estratégia para virar a votação da Defensoria Pública do Maranhão aos 45 do segundo tempo.

As pesquisas mostravam que a eleição seria apertada entre Mariana e Werther Lima Júnior, com vantagem para o candidato de oposição. Albano, então, nomeou 18 novos defensores sete dias úteis antes da eleição da DPE. Assim, teria mais 18 votos para reverter o quadro que se apresentava. Não deu outra. O resultado final foi 78 a 70 a favor da atual gestora, 8 votos de diferença.

A virada graças à manobra mostrou que o sentimento da maioria dos defensores era pela vitória de Werther. Ambos estavam legitimados, inclusive com vantagem para Werther.

Ao ser enviada a lista tríplice para o governador Flávio Dino escolher o novo Defensor Geral do estado, escolheu Werther. A manobra de Mariana acabou não funcionando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *