Ainda indefinido, Zé Carlos admite possibilidade de voto em Rodrigo Maia

O deputado federal Zé Carlos (PT) admitiu possibilidade de voto na reeleição de Rodrigo Maia (DEM) para a presidência da Câmara Federal. O PT não se definiu como bancada para a eleição e deverá liberar os deputados.

O único deputado federal do PT maranhense disse que não gostaria de votar em um candidato da direita, mas lembrou que Maia tem tido boa relação com a oposição ao governo Temer. “Manifestei no partido que minha intenção é de não votar em um candidato da direita. Mas entre Maia e Jovair Arantes (PTB)…”, afirmou em conversa com o titular ao admitir possibilidade de ir com o atual presidente.

Sobre a eleição do diretório estadual do PT, Zé Carlos se disse muito confiante na vitória do seu candidato, Augusto Lobato, que enfrentará o deputado estadual Zé Inácio no PED (Processo de Eleição Direta do PT).

1 pensou em “Ainda indefinido, Zé Carlos admite possibilidade de voto em Rodrigo Maia

  1. Certamente, cada voto terá preço de ouro, mas quero saber da Semed porque as merendeiras que são funcionárias da SP alimentos, cada dia não trabalhado por não ter tido aula é descontado do salário? Dia 1 de janeiro é feriado obviamente não teve aula e houve o desconto do salário pois já receberam com desconto pois são pagas por quinzena, às vezes tem paralisação nacional dos professores e tb não tem aula, tambasta tem desconto, dia 28 de outubro dia do servidor sem aula salário descontado, a empresa de serviços gerais que tb atuam nas escolas se não tem aula ela acertadamente não desconta dos seus funcionários o dia não trabalhado, elas recebem um valor irrisório e há 14 anos é assim, tem uma licitação em andamento e até hoje não se tem notícia do resultado oficial, trabalhar 40 h semanais por menos do salário mínimo é desrespeitoso, por que a Semed nunca intermediou em favor dessas j dessas mulheres junto a empresa? Se o prefeito se importasse já teria exigido um pagamento melhor para as profissionais ou então fazer concurso pra merendeiras que seria o certo. Se realmente outra empresa levar o contrato que o salário melhores e elas se reclamarem por melhores condições de trabalho não sejam demitidas como acontece atualmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *