Segurança alimentar: prefeitura entrega cestas de alimentos para 250 famílias

O prefeito Edivaldo, acompanhado do vice-prefeito Julio Pinheiro, participou na tarde desta quarta-feira (22), de mais uma etapa de distribuição do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) que contemplou 250 famílias atendidas pelo Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do Vinhais. A ação da Prefeitura de São Luís, executada pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), realiza a compra direta de alimentos da agricultura familiar para beneficiar pessoas em situação de vulnerabilidade social. A entrega foi realizada Cras do Vinhais.

O prefeito Edivaldo, frisou, durante conversa com a comunidade, que o PAA é uma das mais significativas ações promovidas pela gestão. “É sempre uma alegria poder estar presente nestes momentos, ver a satisfação de cada uma das pessoas com o programa. A Prefeitura tem muitas ações importantes, mas por esta temos um carinho especial, pelo benefício direto às pessoas, tanto a quem recebe quanto ao pequeno agricultor que tem a certeza da compra de sua produção”, enfatizou o prefeito Edivaldo.

“Os alimentos deste programa têm a função primordial de fortalecer a alimentação de quem mais precisa. A sensibilidade e determinação do prefeito Edivaldo está garantindo que a ação prossiga e possamos alcançar outros milhares de famílias”, enfatizou o vice-prefeito, Julio Pinheiro.

A secretária de Segurança Alimentar, Fátima Ribeiro, ressalta que o programa só tem a se ampliar. “Vamos repetir o sucesso do ano passado com a mesma eficiência, a mesma qualidade dos produtos e com mais variedades de alimentos”, disse.

Nos alimentos da cesta estão incluídos hortifrutis – frutas, legumes e verduras diversas – somando mais de 30 itens. Este ano, foram incluídas carne de suíno e juçara, que passam a integrar a cesta de alimentos a partir de março. Os alimentos são adquiridos com moradores das comunidades rurais de Matinha, Cinturão Verde e Tajipuru, totalizando 178 pequenos agricultores.

Presentes à entrega no Vinhais estavam ainda secretário adjunto da Criança e Assistência Social (Semcas), Rodrigo Desterro e a coordenadora geral da rede Cras-São Luís, Rosângela Mota.

BENEFÍCIOS

Recebendo os alimentos pela terceira vez, a aposentada Maria José Gomes, 66 anos, comemorou a continuidade do programa. Ela mora com mais quatro pessoas, incluindo duas crianças e, para ela, a ação é de grande ajuda no orçamento. “Esses alimentos ajudam, principalmente para aqueles que não têm condição de comprar todos os produtos. Eu gosto de todos os alimentos da cesta e acho que foram bem escolhidos. Fiquei feliz que o programa continua”, disse.

O cabeleireiro Evandro Costa, 30 anos, chegou cedo com a mulher, Maria da Conceição Santos, 27 anos, e a filha, a pequena Ester, de um ano e cinco meses, para receber os alimentos. Pela segunda vez, ele e a família são contemplados com os produtos. “É sempre bom. O que vier para ajudar é válido, porque as despesas com alimentos sempre são muito grandes, ainda mais quando se tem filhos. O que mais eu gosto na ação é por entregar alimentos realmente nutritivos e de ótima qualidade”, ressaltou.

Para a dona de casa Marlene Silveira dos Santos, 35 anos, os alimentos do programa ajudam a complementar as refeições da família – um total de sete pessoas. “Tem muito produto aqui, principalmente frutas, que não dá para comprar sempre, porque as coisas estão caras e a gente tem as prioridades. Com estes alimentos dá para fazer uma refeição mais nutritiva e gostosa”, enfatizou.

O Programa de Aquisição de Alimentos em São Luís é realizado na modalidade Compra com Doação Simultânea, na qual os agricultores recebem o pagamento diretamente em suas contas, por meio do cartão e os produtos são distribuídos às família cadastradas nos Cras da capital.

7 pensou em “Segurança alimentar: prefeitura entrega cestas de alimentos para 250 famílias

  1. Assistencialismo é típico de governo de esquerda, mas quero “aproveitar” a sensibilidade do prefeito e solicitar a ele por intermédio da Semed que tente contatar a empresa responsável pela merenda das escolas, a eterna SP, que regularize o FGTS de suas merendeiras pois há exatos 12 meses nenhum centavo é depositado na conta delas e eu pensei que para ter contrato com o poder publico tinha que estar em dia com as obrigações trabalhistas, um ano sem FGTS vai fazer muita falta quando precisarem retirar esse fundo. A

  2. Foi com esse programa que ganharam um prêmio não foi? Mais do que merecido. Continuam fazendo muito mais pela nossa gente que tanto precisa. O povo agradece o alimento que recebeu

  3. Esse programa do prefeito Edvaldo Holanda é muito bom oferecendo comida com alta qualidade para população de baixa renda as famílias se alimentaram bem melhor pra desenvolvimento do ser humano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.