Reajuste do ICMS não atinge os mais pobres

Equívoco do deputado Wellington: população mais pobre não será afetada

É totalmente equivocado o discurso do deputado Wellington do Curso de que “a população mais pobre é que padece” com o reajuste do ICMS. O reajuste que, vale lembrar, gira em torno de 1% e 2%, atinge as classes média e alta.

O reajuste do ICMS que começa a valer a partir de hoje (15) não tem impacto sobre a população mais pobre.

O reajuste do combustível é para álcool e gasolina e não houve reajuste no diesel. Portanto, não haverá aumento do transporte coletivo, que utiliza o diesel.

Na energia elétrica, o aumento deixou de fora mais de 50% dos usuários, que consomem menos energia elétrica. Os que utilizam até 50 kw seguem isentos do imposto.

Na comunicação, o reajuste é para telefonia, internet e TV por assinatura. Ou seja, com exceção da telefonia, os reajustes não atingem os mais pobres.

3 pensou em “Reajuste do ICMS não atinge os mais pobres

  1. Equivocado não é o discurso de wellington, mas sim a decisão de Flávio “déspota” ter aumentado os impostos com a desculpa de aumentar a receita para benefício da população, você defende essa imoralidade porque talvez já esteja milionário de tanto que babá Holanda e dino.

  2. O governador está certo esse aumento é pra não deixar os projetos pararem e pagar os funcionários em dias e o aumento não vai atingir a grande maioria

  3. Certo o Governador, somente este ano o Maranhão vai ficar sem o repasse de 1 Bilhão do Governo Federal por causa da crise financeira que assola o país. Sem contar que se a Roseana não tivesse saqueado os cofres públicos da fazenda com o Trinchão, talvez não seria necessário este aumento, pois o rombo que ela deixou foi de mais de 1 bilhão de reais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *