PSB contra as reformas; Roberto Rocha terá que votar contra Temer

PSB está de saída do governo Temer. Roberto terá que votar contra presidente 

O PSB fechou questão e votará contra as reformas propostas pelo presidente Michel Temer. A decisão tomada ontem à noite coloca o PSB em rota de colisão com o Planalto.

Com isso, o partido caminha para se colocar na oposição ao governo Michel Temer. O pai do ministro de Minas e Energia, Fernando Filho, senador Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE), disse que o cargo do filho está à disposição.

Caso o partido se coloque mesmo como oposição, o que aconteceria com a entrega do cargo, a base do governo Temer na Câmara perderá 35 integrantes, passando de 411 para 376. Para aprovar uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) como a da reforma da Previdência são necessários ao menos 308 votos.

Com a decisão, os deputados da bancada maranhense devem seguir a orientação do partido. São dois deputados socialistas: Luana Alves e Zé Reinaldo Tavares. Luana já havia se posicionado contra as reformas. Mas Zé Reinaldo votaria a favor do governo peemedebista.

Roberto Rocha

O posicionamento do PSB coloca o Senador Roberto Rocha em saia justa. Rocha é defensor do governo golpista. Rocha tem votado sempre de acordo com as vontades do Palácio do Planalto.

Com a determinação do PSB, pode estar sendo decretada a saída de Rocha do partido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *