Governo intensifica campanha de vacinação contra a gripe na região metropolitana

Com objetivo de fortalecer a campanha de vacinação contra a gripe na região metropolitana do estado, o Governo do Maranhão intensificou a imunização em escolas dos municípios de Paço do Lumiar e Raposa. Na manhã desta quinta-feira (1°), equipe da Secretaria de Estado da Saúde (SES) esteve nos municípios para incentivar a vacinação, especialmente dos professores e dos cidadãos dos grupos prioritários. Durante a ação, 600 doses foram disponibilizadas para vacinação de docentes, estudantes e moradores da comunidade.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, acompanhou a ação ao lado dos gestores municipais. “Aproveitamos que a campanha de vacinação contra a Influenza foi prorrogada até o dia 9 de junho para intensificar a atividade, incentivando as equipes municipais e orientando a população para a importância da imunização. Ao final da campanha, desejamos que o Maranhão esteja entre os dez estados com maior índice de vacinação no país. Para isso, contamos com a participação dos municípios e a conscientização da população”, destacou.

Os prefeitos de Raposa, Talita Laci, e de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, abraçaram a campanha e aproveitaram para se vacinar. “Ao lado do Governo do Estado, estamos intensificando essa campanha e nossas escolas estão de portas abertas. Estamos trabalhando juntos e a população só tem a ganhar com essa parceria”, disse Talita. “É melhor prevenir do que remediar. Paço também está envolvido com a campanha para evitar essa doença que pode provocar, inclusive, a morte”, disse Domingos Dutra.

A vacina é considerada uma das medidas mais eficazes de prevenção da doença, inclusive para evitar casos mais graves de gripe. Segundo o Ministério da Saúde, a imunização é recomendada especialmente ao grupo prioritário que inclui idosos com 60 anos ou mais, crianças de 2 a 5 anos, trabalhadores da área da saúde, indígenas, gestantes e puérperas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, além dos professores.

Para a professora de Língua Portuguesa da Unidade Integrada Sarney Filho, em Raposa, Josenilde da Silva, de 55 anos, a vacinação é condição importante para uma vida saudável. “Estamos entre os cidadãos que mais precisam se vacinar, pois trabalhamos com as crianças e a vacina evita a doença. É muito ruim também a gente prejudicar o trabalho por conta de doença. Se a gente puder evitar é bom”, disse a docente.

A ação de imunização alcançou também membros da comunidade. A aposentada Maria José Moraes, de 74 anos, aproveitou a oportunidade. “Foi muito bom ter vindo me vacinar. Moro aqui perto da escola, soube da vacinação e vim porque ainda não tinha me vacinado. Gostei bastante de ter tido essa oportunidade”, contou a moradora da Raposa.

A vacinação pode reduzir entre 32% e 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da doença. “O objetivo dessa nossa visita é, também, incentivar a população a buscar o posto de saúde para se vacinar. Muita gente precisa ser ainda imunizada, especialmente cidadãos do grupo prioritário. Por isso, pedimos aqui a colaboração de todos”, destacou a chefe do Departamento de Imunização da SES, Helena Almeida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *