Sarney e Roseana apreensivos com possível delação de Geddel

Geddel é preso e Sarney fica apreensivo

A prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, do PMDB, deixou apreensiva a cúpula do partido em todo o Brasil, entre eles José Sarney e Roseana. Geddel foi levado pela Polícia Federal para o aeroporto Luiz Eduardo Magalhães, de onde deve ser conduzido para prestar esclarecimentos sobre os R$ 51 milhões encontrados em um apartamento atribuído a ele.

Com a nova prisão, um acordo de delação premiada de Geddel pode ser questão de horas, o que já deixa apreensiva todas as lideranças do PMDB, sobretudo Sarney e Roseana, que possuem estreitas relações com o ex-ministro.

Geddel pode se tornar o homem-bomba do PMDB, já que, para a Polícia, a exorbitante quantia em dinheiro encontrada no apartamento não pertence somente a ele, mas tem ligações com outros cabeças do partido.

Quando Geddel era ministro da Integração Nacional e Roseana governadora do Maranhão, muito dinheiro veio para o estado e poucas – ou quase nenhuma – obras foram vistas fruto desses recursos.

E é isso que preocupa Sarney e Roseana. Uma delação de Geddel pode complicar ainda mais o já enrolado clã Sarney.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.