O xeque-mate na articulação Zé Reinaldo-Braide

Articulação naufragou. Eduardo Braide e Zé Reinaldo ficaram sem opção partidária.

Blog do Jorge Vieira – O deputado José Reinaldo Tavares (sem partido) está sendo obrigado a rever ao seu mirabolante projeto de se apropriar do DEM no Maranhão para servir de palanque ao deputado Eduardo Braide, pré-candidato ao governo. Zé Reinaldo não apenas levou um chega pra lá do Democratas, como terá que tratar agora de procurar uma sigla nanica, caso ainda queria ser candidato ao Senado, já que anunciou que não pretende ingressar no PSDB e ser liderado pelo senador Roberto Rocha, o popular “Asa de Avião”, outro pré-candidato ao governo.

Ao ex-governador resta a opção do Podemos, legenda dirigida no Maranhão pelo deputado federal Aluísio Mendes e que tem como pré-candidata ao governo a ex-deputada Maura Jorge, uma das integrantes do consórcio de candidatos montado pela oligarquia Sarney para ajudar Roseana tentar levar a eleição para o segundo turno, uma vez que o pleito corre o risco de ser decidido logo no primeiro turno, conforme vem revelando as pesquisas de opinião pública.

Zé Reinaldo projetou ter um partido forte para tentar disputar com sucesso a eleição para Senado e atrapalhar a reeleição do governador Flávio Dino por ter sido preterido na aliança. Contava para isso com a companhia de Braide, um político neófito que se destacou na eleição municipal de 2016 por conta da mediocridade dos candidatos que disputaram a eleição contra o prefeito Edivaldo Holanda (PDT), mas acabou vendo sua articulação derretendo feito gelo em temperatura elevada.

Braide, que até hoje não consegue explicar seu suposto envolvimento com a chamada “Máfia de Anajatuba”, organização criminosa que desviava recursos da merenda escolar de crianças carentes no miserável município de Anajatuba, acabou sendo atingido em cheio e viu sua pré-candidatura subir no telhado, pois seu partido, o PMN, não possui sequer tempo de televisão e corre o risco de ser extinto por conta da cláusula de barreira.

Com o não do DEM, restava a dupla Zé Reinaldo/Braide o ninho dos tucanos, mas o ex-governador já anunciou que não pretende se filiar ao PSDB, até por conta dos perrengues que tem com Roberto Rocha. Já Braide, isolado e sem um partido forte deve ser mesmo candidato a reeleição ou se aventurar numa candidatura de deputado federal, pois o senador “Asa” já avisou que será candidato a governador dos tucanos, ainda quer seja só para marcar posição.

1 pensou em “O xeque-mate na articulação Zé Reinaldo-Braide

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.