Toffoli derruba decisão de Marco Aurélio sobre presos de 2ª instância

Durou cerca de 5 horas a decisão do ministro Marco Aurélio para soltar todas as pessoas presas em segunda instância sem condenação definitiva. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, atendendo solicitação da procuradora geral da República, Raquel Dodge, derrubou a decisão.

Dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) indicam que até 169 mil pessoas podem seriam beneficiadas pela decisão de Marco Aurélio, entre as quais o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Preso desde abril, Lula foi condenado pelo Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4), responsável pelos processos da Lava Jato em segunda instância. A defesa dele pediu para Lula ser solto, e a juíza pediu um parecer do Ministério Público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.