Dória ataca governadores do Nordeste e Flávio Dino responde

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que faltou “atitude” e “voz de comando” por parte de governadores do Nordeste para mobilizar deputados da região e fazer com que estados e municípios fossem incluídos no relatório da reforma da Previdência.

Doria foi um dos mais fervorosos defensores da manutenção de estados e municípios no texto de Samuel Moreira (PSDB), o que acabou não ocorrendo.

O governador do Maranhão, Flávio Dino, um dos poucos que não assinou a carta pela inclusão de estados e municípios, respondeu por meio do twitter ao governador paulista. Flávio afirmou que em uma democracia, cada um tem direito a tomar as “atitudes” que avalia correta.

“Claro que respeitamos as ‘atitudes’ do governador de São Paulo. São escolhas ideológicas e ele que responda por elas. Mas certamente ele não tem o direito de reclamar idênticas ‘atitudes’ de quem deseja preservar direitos sociais dos mais pobres. De minha parte, mantenho a mesma conduta desde sempre: diálogo com todos, mas sem abrir mão de princípios. Princípios estes que são diferentes dos adotados pelo governador Doria. Diferenças normais em um regime democrático, e por isso têm todo meu respeito”, afirmou.

O governador do Maranhão disse que se não fosse a atitude dos governadores nordestinos, temas que atacam os mais pobres como aposentadoria rural, BPC, capitalização e desconstitucionalização teriam passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.