Flávio Dino diz que medidas restritivas permanecem por enquanto e começarão a ser revistas com base na ciência

O governador Flávio Dino se manifestou há pouco sobre a possível revisão das restrições no Maranhão para que algumas atividades comecem a retornar o funcionamento. Depois do presidente da república, Jair Bolsonaro, pedir que as coisas voltem à normalidade colocando pressão nos governadores e tentando tirar a responsabilidade do governo federal de custear a quarentena, os governadores têm tido a posição de manter as medidas e discutido como será o retorno gradativo de algumas atividades.

Flávio afirmou que as aulas seguirão suspensas até sexta-feira da semana que vem (3), quando será reavaliada a situação. Aí, será feita nova avaliação com base em orientação científica dos profissionais de saúde e levando em consideração os dados da curva do coronavírus no Maranhão.

O governador do Maranhão disse que somente quando tiver garantias sanitárias e dados científicos confiáveis poderá retornar atividades que geram aglomeração. “Sobre outras atividades que geram aglomerações e grande circulação de pessoas, não vamos rever decisões com base em achismos ou terraplanismos sanitários. Eu acredito na ciência e nos profissionais de saúde, não em ficções irresponsáveis. Entendo e compartilho da angústia dos que querem a célere cessação de medidas excepcionais. Assim que houver apoio científico dos profissionais de saúde, farei a revisão das medidas preventivas com a máxima seriedade e velocidade”, afirmou.

1 pensou em “Flávio Dino diz que medidas restritivas permanecem por enquanto e começarão a ser revistas com base na ciência

  1. É CLARO QUE O GOVERNADOR FLÁVIO DINO ESTÁ SEGUINDO O CAMINHO CORRETO, DESDE OS PRIMEIROS PASSOS… FOI MUITO INTELIGENTE AO SE ANTECIPAR COM INTERVENÇÕES PREVENTIVAS – ANTES MESMO DE SER CONFIRMADO O SURGIMENTO DO PRIMEIRO CASO DE PESSOAS INFECTADAS NO NOSSO ESTADO- , ATÉ PARECE REDUNDANTE DE MINHA PARTE DIZER “ISSOS” REPETIDAMENTE -, MAS O GOVERNADOR DO MARANHÃO “NÃO MARCOU TOUCA” .

    PORÉM O QUE ESTAVA FALTANDO NESSE MOMENTO ERA UMA INTERVENÇÃO PÓS-DECRETO, DECERTO EXPLICANDO A SUA REAL PERSPECTIVA AO POVO DO MARANHÃO, DIANTE DESSE GRANDE DESAFIO – O QUE OCORREU HOJE -, URRANDO EM EM ENTREVISTA CONCEDIDA NO PALÁCIO . POIS O MESMO ESTAVA SENDO ENGOLIDO PELOS DISCURSOS DO FEROZ BOLSONARO.

    PARECE QUE O EFEITO DESSA INJECÇÃO TEVE UM RESULTADO POSITIVO , NÃO PARA A PRESENÇA DO VÍRUS; MAS SIM COMO CALMANTE PARA AS PESSOAS DESASSISTIDAS-, FOI UMA ANESTESIA GERAL .

    MARCO ANTONIO CARVALHO DINIZ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *