Covid-19: a preocupante lotação dos leitos de UTI em São Luís

Um dos dados mais preocupantes nos últimos relatórios sobre Covid-19 disponibilizados pela secretaria estadual de saúde é sobre a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva para atender aos casos mais graves em São Luís. No interior do estado, ainda são poucos casos e pouca necessidade de ocupação de leitos e de UTI,s. Mas em São Luís, a situação é preocupante.

Dos 90 leitos de UTI disponíveis, 80 estão ocupados e 10 livres, em uma taxa de ocupação de 88,88%. Dos leitos clínicos exclusivos para Covid-19, a taxa de ocupação é de 47,65%, porque foi muito ampliada a oferta com a disponibilização do Hospital das Clínicas e do Hospital da Mulher exclusivamente para os casos do novo coronavírus. Ainda assim, é preciso ficar atento ao crescimento da demanda para que os leitos clínicos também não superlotem.

No boletim anterior (dia 19), quando existiam apenas 80 leitos de UTI, com 75 ocupados, a taxa de ocupação chegou a 93.75%. E só foi possível atender à demanda com a abertura dos 10 novos leitos do Hospital Dr. Carlos Macieira.

O governo ainda prepara 15 no Hospital de Cuidados Intensivos (HCI); e três em hospital na Vila Luizão.

O governo federal prometeu mais 40 leitos para o Maranhão. O governador Flávio Dino inclusive participou de videoconferência com o ministro Nelson Teich cobrando os leitos. Outros governadores do Nordeste também participaram da reunião.

Mais leitos

Hoje pela manhã o governador Flávio Dino anunciou o aluguel de mais 200 leitos do Hospital Real, antigo Hospital Aliança, na Rua Rio Branco. Estão sendo montadas as estruturas dos equipamentos. Alguns serão leitos de UTI dando fôlego à demanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *